Uma mulher na Costa Rica usa todas as suas economias para cuidar de mais de 200 cães abandonados

Mulher cuida de 200 cães abandonados

Hoje contaremos a história do Helene Wirt, uma austríaca que vive na Costa Rica e que, desde 1997, se dedica a cuidar de mais de 200 cães abandonados e maltratados. Na “Dogland”, ela oferece proteção e amor a mais de 200 cães abandonados. Mas ela apenas os dá em adoção se puder se certificar de que eles terão um lar com melhores condições do que as que ela pode oferecer.

Saiba como Helene decidiu se ocupar dos 200 cães abandonados

Cachorros

Fonte: Dogland – na Costa Rica

Wirt nasceu em Viena, mas se mudou para a América Central em 1991 e vive na cidade de San Ramón, localizada na província costa-riquenha da Alajuela.

O ano 1997 gerou uma grande quebra na existência desta mulher. Ela perdeu seu pai e se divorciou do marido. Mas também ganhou Balduin, um cão abandonado que sua família lhe presenteou.

“O Balduin salvou e mudou a minha vida para sempre. Talvez foi a primeira vez que me senti realmente amada”, diz Wirt sobre seu animal de estimação. Então, com suas economias – – em parte obtidas por seu trabalho no governo austríaco e através de sua consultoria fiscal – ela criou a “Dogland”.

Por essas voltas que a vida dá, esta pessoa que, até os 50 anos jamais tinha tido um cão, começou a abrigar a centenas deles em sua própria casa. Um grande exemplo para muitas pessoas de que jamais é tarde para dar amor e que esse amor pode se manifestar das formas mais diversas.

Helene Wirt é uma austríaca que vive na Costa Rica e que, desde 1997, oferece abrigo em sua própria casa a centenas de cães abandonados. Na “Dogland”, os animais recebem afeto e cuidados, à espera de encontrar uma família adotiva que queira se tornar responsável por eles.

Como vivem os 200 cães na Dogland

No refúgio, além do carinho e do respeito que eles merecem, os mais de 200 cães abandonados recebem tudo o que é necessário para o bem-estar deles:

  • Atenção médica;
  • Alimentação adequada;
  • Esterilização;
  • Vacinas;
  • Desparasitação;
  • Um espaço cômodo e seguro para descanso e para brincadeiras.

Doações e voluntários para o refúgio do Helene

Na página meetyourdog.com, Wirt descreve a atividade de sua associação sem fins lucrativos e pede doações e voluntários para ajudá-la na tarefa de cuidar dos 200 cães diariamente.

Toda ajuda é bem-vinda, segundo as disponibilidades de quem puder contribuir com seu tempo e vontade de ajudar:

  • Banhar e escovar aos peludos;
  • Transportar os animais quando for necessário;
  • Realizar atividades administrativas;
  • Ou, nada mais e nada menos, que mimar e brincar com os animais.

Além disso, a Dogland promove a adoção dos cães. Mas se certifica de que as pessoas que decidam adotar um bichinho poderão lhes oferecer melhores condições de vida do que as que eles têm na Dogland.

A favor da adoção

Wirt anima as pessoas a adotar um cão, lhes assegurando que, em companhia de um animal de estimação, terão uma vida melhor, serão mais felizes e mais saudáveis. Assim explica que um cão, “é um verdadeiro amigo que te amará como você é e que nunca irá te discriminar”.

E, por experiência própria, conta que se amarem e respeitarem o peludo, receberão dele um amor incondicional, como o que Balduin ofereceu a ela e como o que agora lhe oferecem os mais de 200 cães abandonados que vivem em sua casa e que ela considera parte de sua família.

Além disso, ela faz uma defesa dos cães mestiços, os mais propensos a terem um destino de rua e os que mais povoam seu abrigo. Afirma que os cães de raças mestiças se destacam por sua beleza singular e por serem mais resistentes às enfermidades.

Para mudar a vida dos 200 cães abandonados

Mulher com cachorros

Fonte: Dogland – a Costa Rica

“O que estou fazendo é só uma gota no oceano. Não posso mudar o mundo, mas, por outro lado, o mundo está mudando para os cães que posso ajudar. Neste sentido tudo vale a pena”, reflete Wirt.

Tomara que seu exemplo se expanda e a grande quantidade de cães abandonados que povoam as ruas do mundo todo consigam encontrar um lar onde estes adoráveis e fiéis animais sejam cuidados e amados como merecem.

Anime-se e adote um pet! Você não se arrependerá.

Fotos do Facebook Dogland – na Costa Rica