Viajar com seu cão: sim ou não?

Viajar com seu cão

Se você tem um animal de estimação, certamente, mais cedo ou mais tarde estará se perguntando o que fazer com o seu peludo quando tiver que viajar. Diante da dúvida shakespeariana de viajar ou não viajar com seu cão, a resposta é ‘depende’. Portanto, é melhor você continuar lendo.

Um mundo cada vez mais pet friendly

cruzeiro-queen-mary-aceita-caes

Fonte da imagem: www.vivelohoy.com

A verdade é que, a cada dia, as coisas estão se tornando mais fáceis a nível nacional e também em outros países, assim, podemos nos mover com o nosso animal de estimação sem maiores inconvenientes.

Os destinos pet friendly se multiplicam em muitas partes e as ofertas de lugares onde se aceitam peludos estão cada vez maiores. Por exemplo:

  • Meios de transporte
  • Hotéis e outros tipos de hospedagens
  • Restaurantes, bares e cafeterias
  • Diferentes espaços públicos (museus, escritórios, cinemas, etc.)

Viajar com seu cão pode se transformar em um dilema shakespeariano. Ou não. Melhor se informar bem e analisar todas as opções antes de decidir se irá levar o seu peludo contigo ou se irá deixá-lo aos cuidados de alguém.

Viajar com seu cão não é um problema, exceto se ele se estressar

Podemos afirmar então que, se você se informar bem a respeito de todas as regras existentes em cada lugar, para se transportar e se hospedar com seus pets, viajar com o seu cão não tem por que ser um problema.

Mas, para que o sucesso de sua viagem esteja garantido, seu amigo de quatro patas também tem que estar de acordo. O fato é que alguns cães se estressam, e muito, principalmente nos diferentes meios de transporte.

Coloque-se no lugar deles. De repente, colocam-nos em uma jaula e eles vão para um lugar estranho, como pode ser o local destinado a eles em um avião. Além disso, o peludo não sabe onde você está e começa a ouvir sons estranhos enquanto tudo começa a se mover.

Por isso, é importante que, antes de empreender uma aventura do tipo, que você vá acostumando o seu animal de estimação à caixa de transporte.

Antes de viajar com seu cão, visite o veterinário

Além das situações de estresse que pode viver o seu cão nos diferentes meios de transporte -embora se trate de seu próprio veículo- antes de decidir levá-lo de viagem com você, primeiro faça uma visita ao veterinário.

Peça ao profissional que avalie as condições de saúde de seu peludo. Há algumas situações que podem ser limitantes na hora de viajar. Por exemplo:

  • A idade. No caso dos filhotes e dos animais idosos, é melhor que eles não se mobilizem muito.
  • Algumas doenças.
  • Cirurgias recentes e outros estados de convalescença.

Se o profissional aprovar a viagem de seu cão, solicite a ele que forneça a documentação sanitária que certamente lhe pedirão (vacinas, desparasitação, etc.). E se informe com ele também sobre a melhor forma de fazer com que a viagem seja o menos estressante possível para o animal.

Opções para que você viaje tranquilo se não puder levar o seu peludo

ferias-caes

Mas, se por questões de saúde ou outros problemas, finalmente a decisão é que seu animal de estimação não lhe acompanhará em sua viagem, não se desespere. Se nenhum amigo ou familiar puder cuidar dele, ou se você não quer deixá-lo em uma residência canina, onde certamente também ele se estressará, de maneira nenhuma pense em suspender tudo e ficar em casa.

Nos últimos tempos se multiplicaram, além de tudo, as ofertas de babás para animais de estimação. A internet continua nos surpreendendo dia a dia. E agora ela é também a ferramenta ideal para que você conheça as diferentes pessoas que vivem perto de sua residência e que podem se oferecer para cuidar de seu cão, e só de seu cão.

Estas “babás” de animais de estimação recebem uma qualificação de outros usuários, para que você possa ter mais confiança. E, em muitos casos, são avalizadas por uma empresa que tem um seguro contratado para sua tranquilidade.

Considere que sempre há a possibilidade de que você conheça, com tempo, o futuro cuidador de seu cão e veja como ele interage com ele. E, enquanto você estiver viajando, você receberá informações e fotos de como o seu cão está se saindo junto a sua babá. E, se desejar, poderá até mesmo pedir que lhe enviem imagens em tempo real. Tudo isso, mais uma vez, graças aos avanços da tecnologia.