Viajar de trem com o seu pet. O que considerar?

Se você está pensando em viajar de trem com o seu pet, saiba que você deverá cumprir com uma série de exigências e, principalmente, tomar todos os cuidados necessários para evitar estresse excessivo ao seu animal de estimação. Contaremos a você como funciona o deslocamento de trem pela Europa com um animal de estimação.

O que você deve considerar na hora de fazer uma viagem de trem com o seu pet

Se você não costuma alugar um carro quando viaja, se deslocar com os animais pode ser um pouco complicado. Nos últimos anos, mas com limitações, o transporte público começou a permitir o transporte de animais.

Na Europa, por exemplo, no caso de Renfe (Rede Nacional de Ferrovias Espanholas), cada trajeto ferroviário tem normas específicas e tarifas diferentes em relação aos animais domésticos. Por esse motivo, o ideal é que você se informe bem antes de encarar uma viagem com o seu amigo peludo ou emplumado.

Trens de longa e média distância

Caixa de transporte cão

Em serviços de média e longa distância, incluindo os trens de alta velocidade (AVE e AVANT), as seguintes normas foram estabelecidas para se transportar animais de estimação:

  • Permite-se viajar com cães, gatos, aves e até furões, contanto que não sejam animais de curral.
  • Admite-se apenas um animal por viajante e não deve exceder os 10 quilogramas de peso.
  • O animal deverá viajar dentro de uma jaula, caixa de transporte, ou outro tipo de transportador fechado. As dimensões do transporte não devem ser superiores a 60 x 35 x 35 centímetros.

Além disto, devem ter algum dispositivo para conter e retirar os resíduos.

  • O animal deve contar com a documentação requerida na legislação vigente e cumprir com as condições higiênico-sanitárias e de segurança estipuladas.
  • O passageiro é responsável por qualquer dano que seu animal possa vir a causar.

Trens locais

Neste caso, ampliam-se as opções com relação as de média e longa distância.

      • Não há limite de peso.
      • Não é necessário utilizar uma jaula para transportar os animais.
      • Os animais devem estar com coleiras.
      • Os cães têm que viajar com focinheira.

No entanto, poderá haver limitações de horários e estações.

Tarifas de serviços

Em trajetos de curta distância não há nenhuma tarifa extra para poder viajar com os animais.

Para percursos de longa distância, o transporte é gratuito e é possível viajar nas seguintes classes:

  • Preferente sentada
  • Club
  • Cama Preferente
  • Cama Grand Class
  • Poltrona Grand Confort

Para as outras classes, deverá ser acrescentado 25% do valor de um bilhete de classe turística.

Para os trens de média distância, também deverá ser pago o valor de 25% da tarifa geral.

Os cães-guia viajam de graça em todos os trens.

União Europeia

Não existe uma regulamentação unificada na União Europeia para o transporte de animais de estimação em trens. Portanto, se você planeja viajar por diversos países, é importante que você consulte as companhias ferroviárias que operam nos lugares que você pretende visitar.

Além disto, tenha em mente que o seu animal deverá portar um chip de identificação e o passaporte do animal deverá estar em dia.

Conselhos para antes de embarcar em um trem com o seu animal

transporte-publico-com-animais

Considere que este tipo de experiência poderá ser traumática para o animal.

Consulte um veterinário para que ele lhe aconselhe sobre como encarar uma viagem de trem com o seu animal de estimação e quais aspectos considerar.

Saiba que:

  • A caderneta de vacinação deverá estar em dia.
  • Leve alimentos, água e brinquedos para distrair o seu animal, mas sem incomodar aos outros viajantes.
  • O vaivém do trem poderá causar vômitos e tonturas em alguns animais. Pergunte ao veterinário como evitar este tipo de aborrecimentos.
  • Acostume o seu animal a ficar dentro da jaula ou da caixa de transporte antes da viagem.
  • É conveniente que você primeiro realize uma viagem curta, como um teste, antes de empreender uma de média ou longa distância.
  • Para evitar situações incômodas, é ideal que o animalzinho não coma antes de embarcar no trem e que tenha feito suas necessidades antes do início da viagem.

Além disto, se o animal é idoso, muito filhote, está prenha, é um animal que se recupera de uma cirurgia ou está com a saúde delicada, não é aconselhável que viaje, principalmente se o trajeto for longo.

Considere nestes casos deixar o animal sob os cuidados de um familiar ou amigo, ou em algum hotel para animais.