Você conhece o gato da sorte ou Maneki-neko?

Certamente, se você já viajou para o Japão ou para a China, você viu estatuetas de gatos com a pata da frente levantada, movendo-a para baixo e para cima, em muitas lojas. E se você já esteve em qualquer bazar chinês, provavelmente também já viu. 

O Maneki-neko, é conhecido por atrair boa sorte, o que o torna extremamente comum em todos os tipos de instituições ligadas, direta ou indiretamente, à cultura chinesa.

Como surgiu o Maneki-neko

Maneki-neko

Maneki-neko significa literalmente “gato que atrai” vem da união das palavras maneki (trazer, convidar) e neko (gato). É comumente conhecido como gato da sorte ou gato que acolhe.

A origem desta figura é incerta, embora acredita-se que eles apareceram no Japão, no que foi conhecido como período Edo, que compreende do século XVII até o XIX.

Quanto a razão pela qual eles começaram a fabricar estes gatos, há duas lendas que podem contribuir para explicar a existência da estátua e o motivo de sua boa fortuna.

A primeira dessas lendas conta a história de um homem rico que foi se proteger da chuva debaixo de uma árvore, perto de um templo. Foi então que ele viu um gato no interior do templo, que parecia que o chamava.

Quando o homem foi atender ao “chamado” do gato, um raio caiu sobre a árvore sob a qual o homem, até momentos anteriores, se protegia da chuva, e por apenas alguns segundos ele se livrou da morte.

Dessa forma, o gato salvou a vida do homem, e por isso o homem se tornou um benfeitor do templo. Quando este homem morreu, os monges pediram para erguessem no templo uma estátua de um gato.

A segunda lenda conta a história de uma gueixa que tinha um gato. A gueixa venerava o animal e o tinha sempre com ela. Um dia, quando ela estava vestindo o seu quimono, o gato arranhou o vestido da mulher.

O dono do bordel onde a gueixa trabalhava, convencido de que o gato estava possuído, desembainhou a espada e matou o animal. Moribundo, o gato deixou cair sua cabeça sobre uma cobra que estava prestes a morder a gueixa, salvando assim sua vida.

Vendo a decepção que foi para a gueixa o que tinha acontecido, um de seus clientes deu a ela, para confortá-la, a imagem de um gato.

Quais cores podem ter o Maneki-neko?

Cores do Maneki-neko

O Maneki-neko pode apresentar cores diferentes, que têm significados diferentes, embora o mais comum, na China, é o de cor branca, que simboliza a pureza e que faz o gato ser portador da felicidade.

Outras cores comuns dessa estátua são:

  • Dourado: esta é a cor do gato da sorte mais comum no mundo. Simboliza a riqueza e a prosperidade futura.
  • Vermelho: serve para proteger contra vibrações ruins e do mal em geral. Além disso, é considerado como sendo de grande ajuda para superar doenças ou até mesmo para não as contrair.
  • Rosa: atrai o amor, melhora os relacionamentos e ajuda você a entrar em harmonia com as pessoas que te rodeiam.
  • Tricolor: Versão em três cores do gato, que serve para atrair boa sorte e a prosperidade nos negócios. 

Os gatos da sorte são sempre iguais?

Muitas vezes estes amuletos carregam um acessório que também tem um determinado significado. Por exemplo, ele pode carregar um Koban, ou seja, uma velha moeda japonesa. O Koban é um talismã de boa sorte.

No entanto, a estátua também carrega um pequeno martelo que simboliza a riqueza. Se ela mover esse martelo, ou se usar uma joia, então significa que atrairá riquezas.

Ela também pode carregar uma carpa japonesa, que é um símbolo da riqueza e da boa sorte, ou uma bola de cristal, que simboliza a sabedoria que dará ao seu dono.

Destro ou canhoto?

O Maneki-neko pode ter qualquer uma das duas patas levantadas, de acordo com ela, pode significar uma coisa ou outra.

Se ele tem levantada a pata esquerda, o gato serve como um talismã para atrair clientes, mas se ele tem a pata direita, torna-se um amuleto para obter dinheiro e boa sorte. Em raros casos, pode-se observar as duas patas levantadas, o que o torna um amuleto de proteção.