Você sabia que existe a Praia do Cachorro no Brasil?

Praia do cachorro

Todos sabemos das dificuldades de se viajar com um cachorro. Neste sentido, cada país tem suas próprias normas no que é relativo à entrada de turistas com animais, embora seja norma comum em todos eles a exigência de certificados sobre a saúde do animal. Entretanto, sempre há lugares onde admitem os nossos cães. Hoje lhe falaremos de um deles: a Praia do Cachorro, no Brasil.

Se desejamos levar o nosso cachorro em férias conosco, há muitos destinos que podemos escolher.

Na América Latina, para ser mais exato, em Cuba, o nosso pet poderá nos acompanhar às mais de 300 praias existentes na ilha, mas deve ter superado uma quarentena e ter toda sua documentação como deve ser.

No México está também admitida a entrada de turistas com cães, sempre que se acompanhe um certificado veterinário oficial gerado 15 dias antes. Para que depois possamos tirá-lo do país, teremos que levá-lo a um veterinário que emitirá um certificado oficial de boa saúde.

As praias do Brasil não colocam obstáculo algum. Com um certificado de boa saúde expedido pelo veterinário de uma clínica, uma onde costumamos levar o nosso cão, é só ir ao Escritório Consular brasileiro e eles nos autorizarão a transportar o nosso pet preferido.

Opiniões para todos os gostos

cão-em-praia-dos-cachorros

O tema da presença de cães nas praias gera todo tipo de opiniões. Há pessoas que têm desconforto por terem animais ao redor, e consideram que os pets (sobretudo os cães) não devem estar no mesmo lugar onde brincam as crianças, as famílias, pois eles querem ter o máximo de higiene no local, eles têm uma visão equivocada sobre os cães.

Também há o caso de quem diz que a presença de animais traz ao local mais encanto, enriquecendo o ambiente, e veem na presença de cães uma oportunidade de compartilhar atividades ao ar livre, diversão, etc.

Em qualquer caso, tanto os que opinam de uma forma, como os que pensam de forma contrária, têm direito de desfrutar da praia como desejam. Em certos lugares, como é o caso de muitas praias brasileiras, foram habilitados espaços próprios para serem praias de cães.

Viagem e hospedagem

O primeiro passo é planejar bem a viagem. Devemos adestrar o nosso pet para entrar na caixa de transporte para que ele vá se habituando a esse espaço reduzido. Antes de viajar, podemos dar um banho nele para que ele fique em seu transporte o mais cômodo possível.

Cuidado com o transporte

O meio de transporte que escolheremos servirá para que o nosso amigo tenha uma viagem rápida e não passe muito mal.

No caso de pretendermos voar com o nosso cachorro, teremos que selecionar bem o destino, a companhia aérea e os requisitos para uma viagem agradável. Da mesma forma ao que acontece com os humanos, nosso cachorro também se estressa com o voo, e é conveniente estar preparado para isso. Nos aeroportos costumam tratar a caixa de transporte como bagagem de mão, e faturá-la como excesso de bagagem.

Onde nos hospedarmos?

No que se refere a hospedagem, há lugares que admitem pets e outros que não. É preciso, portanto, confirmar isto antes de realizar a reserva, e solicitar informação sobre a norma em vigor, se teremos que pagar tarifas extras pela hospedagem, etc.

No que é referente à documentação e as características particulares da hospedagem de seu pet nas praias brasileiras, o melhor é ligar para o consulado e perguntar quais são os papéis que precisamos levar para o nosso pet.

Conselhos para a praia

praia-para-cães

Entre os conselhos para desfrutar de bons momentos com o nosso cachorro na praia, está o uso de guarda-sóis, assim conseguiremos que nosso amigo não tenha uma insolação e acabe em uma clínica veterinária. Se além disso o nosso cão tem uma coleira antiparasitária, teremos que tirá-la dele antes de pisar na areia da praia, porque se ele a molhar perderá todo o seu efeito.

Uma das coisas mais importantes para levarmos à praia é a água. Desta forma, manteremos o nosso cão hidratado e evitaremos que o animal tenha uma insolação, assim ele poderá passar bem seu tempo brincando e correndo na areia. Devemos também levar o brinquedo que ele mais gosta para passaremos bons momentos com ele correndo e brincando.

Se você teme que o seu cachorro possa ser um pouco agressivo com outros cães, saiba que na praia os cães costumam mudar o comportamento. Na praia, os cães se transformam e são muito mais amistosos entre eles, porque sentem a necessidade de brincar, correr e latir com toda liberdade.

Depois do mar e das brincadeiras, impõe-se um bom banho em casa com água potável e uma boa escovação para remover a areia e o sal da água marinha. Desta forma, não haverá coceiras e nem alergia na pele. Embora certamente chegaremos da praia sem vontade de realizar esta tarefa… ela valerá muito à pena.