Você sabia que o gato reconhece a voz de seu dono?

Ao contrário dos cães, os gatos não vêm correndo a cada vez que seu mestre chama. No entanto, um estudo realizado pela Universidade do Japão, desenvolvido pelos pesquisadores Kazutaka Shinozuka e Atsuko Saito mostrou que os gatos reconhecem a voz de seus donos.

O estudo

Para demonstrar isso, os pesquisadores estudaram a reação de 20 gatos através de uma gravação, na qual cinco vozes diferentes chamaram pelo gato. A quarta voz gravada era sempre a voz do dono do gato.

Estes pesquisadores japoneses analisaram o movimento das orelhas, cauda e cabeça do animal, a emissão de sons, a dilatação dos olhos e movimentos do gato diante de cada voz da gravação.

Em todos os casos, um maior interesse e movimento corporal foi detectado quando a gravação da voz pertencia ao dono.

Então, por que meu gato não me responde quando eu chamo?

Por que os gatos não respondem?

A razão é evolutiva. Com o advento da agricultura, os ancestrais do gato moderno começaram a se aproximar dos seres humanos, porque os grãos atraíram muitos roedores.

Assim, os gatos permaneciam em torno dos seres humanos, alimentados e cuidados sozinhos, sem qualquer intervenção dos donos.

Portanto, os gatos aprenderam a conviver com seres humanos sem depender deles, ao contrário dos cães que têm sido tradicionalmente treinados por seres humanos para fazer diferentes tarefas.

Gatos, no entanto, sempre foram acostumados a independência e a não obedecer ordens.

Será que a personalidade do meu gato tem algo a ver com a sua obediência?

A personalidade dos gatos

Os gatos são animais muito independentes, eles precisam de seu próprio espaço e não exigem atenção constante. Ao contrário dos cães, que têm o dono como o chefe do bando, os gatos têm os donos como “mãe”, e só o abordam quando eles precisam de algo, querem comida ou mimos.

Eles são animais extremamente curiosos e possuem uma grande habilidade física, que pode fazê-los passar através de quase qualquer lacuna.

Além disso, como os seres humanos, os gatos têm diferentes personalidades e, embora cada gato seja diferente, as suas personalidades podem ser classificadas.

Uma das características de personalidade desenvolvida pelos gatos é a timidez. Gatos tímidos mantêm certa distância para com os seres humanos e retiram-se para um canto para ver tudo de lá.

Portanto, é desejável que os primeiros contatos com os seres humanos sejam sempre feitos com cautela e, a partir disso, o gato vai se aproximar sempre que ele quiser.

Tenha em mente que muitas vezes estes gatos são nervosos e ariscos, então você deve tentar não fazer ruídos altos ou movimentos bruscos. Outra possibilidade é que o gato seja extrovertido.

Gatos extrovertidos não têm medo de nada, são ativos, curiosos e se deixam acariciar. Mesmo assim, é melhor deixar que eles abordem os humanos voluntariamente, mas são brincalhões com as crianças e não hesitam em buscar refúgio em seus braços. É claro que detestam tudo que os desperte e interrompa seus cochilos.

Os gatos tranquilos são equilibrados e se dão bem com outros gatos. Eles levam tudo com calma, silêncio e são muito bons companheiros, porque eles podem ficar horas, tranquilamente, em sua cesta sem miar. Este tipo de gato não sofre de estresse, porque não deixa que nada o afete.

E, finalmente, os gatos podem desenvolver uma personalidade mimada. Gatos mimados são sensíveis e suscetíveis. Se entediam, ficam com raiva, e o pior é que essa raiva pode durar horas. Eles são muito possessivos e se lançarem os olhos sobre algo que acham que é deles, não deixam que ninguém toque.

Além disso, todos os gatos são muito independentes, reagem muito mal à mudança e não dependem da companhia de outros da mesma espécie, de modo que a convivência com os seres humanos é relativa.

Se combinarmos esses dados com o estudo que mostra que os gatos reconhecem a voz de seu mestre, a conclusão é simples: seu gato sabe que você o está chamando, mas ele não quer vir.