O homem e o cachorro, amigos para sempre

Dizem que a amizade entre o homem e o cachorro existe desde milhares de anos. Parece que as primeiras civilizações já tinham cães como guardiães ou caçadores. E mais, os mais ricos compravam os mais bonitos para tê-los como animais de estimação.

Ao que se deve essa relação tão estreita? Parece existir uma conexão muito especial entre o mundo humano e o canino. De onde isso surgiu?

Por que o homem e o cachorro sempre foram amigos?

Os cães são animais de rebanho. Quer dizer, necessitam estar com alguém e, por sua vez, sentir que têm um líder. Não nos referimos a tirania, mas sim de alguém que estipule normas e o faça ver o caminho que deve seguir.

Já o homem, por outro lado, gosta de se sentir o líder da manada. Desfruta da companhia, ama aos animais (em geral) e  gosta de sentir que outros dependem dele. No lado mais terno, surge esse desejo de cuidar e proteger alguém mais fraco.

Portanto, como diz o refrão: Juntou a fome com a vontade de comer. Sim, os cães têm o que nós necessitamos para nos sentir bem e, ao que parece, nós temos o que eles necessitam. É uma troca das mais extraordinárias.

E foi assim que eles se tornaram: nossos amigos, os cães. Quanto mais os conhecemos, mais nos surpreendemos e mais os amamos. Não estamos falando sobre beleza física, mas sim de sua amabilidade, sua empatia e sobretudo do amor, do carinho e da lealdade com que são capazes de nos presentear.

Os cachorros conquistaram nosso amor

Inclusive quando somente eram usados para trabalhos de guarda ou pastoreio, pode-se ver que os cães têm capacidades que nos unem de uma maneira ou de outra a eles e, por isso, começamos a tê-los como animais de estimação.

Destacam-se por sua obediência, sua memória, seu entusiasmo pelo trabalho bem feito, sua amabilidade, seu caráter e sua inteligência. Rapidamente, viu-se que eram seres domesticáveis, fáceis de adestrar e que, além disso, podiam nos compreender e nos fazer sentir melhor, um pouco menos sozinhos.

Quando começaram a ser usados como animais de estimação, com o decorrer do tempo, foi-se percebendo tudo aquilo que, de maneira inata, surge de seu interior para nós. Sentimentos que nos unem a eles por toda vida. Atitudes que fizeram com que o homem e o cão formem uma aliança eterna. Por exemplo:

  • Nunca se zangam. Não importa que você o tenha repreendido, ou inclusive que você tenha dado um pequeno tapinha no traseiro. Antes que você se arrependa de seu ato, já terá o animal ao seu lado, abanando o rabo e procurando um carinho.
  • Empatia. É uma das características mais destacadas nesses animais. Têm a capacidade de se colocar em seu lugar e tentar fazer todo o possível para te fazer se sentir melhor.
  • Reconhecem seu estado de ânimo. Um cão, mesmo que você não fale, é capaz de saber se você está triste, contente ou chateado e, como dissemos no paragrafo anterior, atuará conforme a situação.
  • Gostam de você acima de tudo. Um cachorro te amará sempre. Isso ficou demonstrado inclusive nos casos em que tenha sido abandonado. Um cachorro ama até o final, sem se importar com que dano você tenha feito a ele. Triste, mas verdadeiro, pois já que eles nos oferecem tantas coisas boas, não deveríamos corresponder da mesma forma?

Existem aqueles que dizem que a relação entre o homem e o cachorro sempre existiu, existem aqueles que dizem que vai existir pela eternidade. Nós, sem dúvida, talvez não tenhamos uma data exata de quando começou essa química especial, mas o que sabemos é que durará uma eternidade.

Recomendados para você