Os periquitos: aves fiéis ao parceiro

· janeiro 4, 2019
É certo que você já ouviu falar que os periquitos são fiéis ao parceiro durante toda a vida. Adorável, não é mesmo? 

O reconhecimento internacional e a popularidade do periquito se devem não apenas ao seu pequeno tamanho e beleza, mas também à sua natureza sociável, alegre e inteligente. A seguir, convidamos você a conhecer algumas curiosidades e as características mais marcantes desses pássaros.

5 fatos interessantes sobre os periquitos 

Sugerimos que você conheça mais sobre os periquitos através de 5 fatos interessantes sobre sua aparência, comportamento e estilo de vida. Abaixo, revelaremos alguns aspectos realmente surpreendentes.

Existem muitos tipos de periquitos 

O periquito australiano ou comum é reconhecido como o periquito primitivo ou ancestral. No entanto, a expansão da criação em cativeiro gerou diferentes raças ou subtipos de periquitos.

Atualmente, são conhecidos cerca de 16 tipos de periquitos, que estão divididos entre a linhagem verde e azul. Na linhagem azul, observa-se a predominância das cores azul e branco em seu corpo; na linhagem verde, o verde e o amarelo se destacam na plumagem.

Os tipos mais populares dessas aves como animais de estimação são: periquito comum, periquito canela, periquito Ino, periquito opalino, periquito albino e periquito lutino.

periquitos

A expectativa de vida dele depende do cuidado que ele recebe

A expectativa de vida de um periquito é estimada entre 6 e 10 anos, e pode variar sutilmente de acordo com a raça que analisamos. Mas alguns espécimes podem viver até 15 anos em um ambiente altamente favorável.

Na realidade, o tempo que um periquito pode viver em cativeiro dependerá fundamentalmente do ambiente e do cuidado prestado pelo seu cuidador. Se quisermos que nossos periquitos nos acompanhem por muitos anos, devemos investir em sua qualidade de vida.

Sua linguagem corporal é muito variada

Os periquitos cantam muito bem e aprendem algumas palavras, mas também usam o corpo para expressar suas emoções e se comunicar com o ambiente. A linguagem corporal dos periquitos é muito variada e complexa, incorporando uma ampla gama de posturas e ações.

Abaixo, resumiremos algumas das posturas mais frequentes na linguagem corporal dessas aves:

  • Asas abertas. Quando um periquito permanece com as asas abertas, podemos interpretar essa posição de várias maneiras. Se estivermos em um dia muito quente, é provável que seu pássaro esteja com calor e queira se refrescar.
  • Saltar. É muito comum ver como os periquitos pularem entre os poleiros ou barras de sua gaiola. Este é um excelente sinal e significa que seu pássaro se sente feliz e ativo, apreciando seu ambiente.
  • Ficar em pé com uma só pata, também é uma posição relativamente comum em periquitos e significa um estado de relaxamento.
  • Cauda lateral e plumagem levantada. As fêmeas de periquitos demonstram essas características com a chegada do período de acasalamento.
  • Penas esmagadas contra o corpo. Se o seu periquito esmaga suas penas contra o seu corpo, significa que ele está com medo ou se sente desconfortável com alguma situação ou algum estímulo de seu ambiente.
  • Assear sua plumagem. Os periquitos gostam de arrumar o corpo e a plumagem. Se a sua ave passar algum tempo de seu dia se limpando, este é um excelente sinal de que ela se sente confortável e segura em sua casa.
  • Silêncio / imobilidade. Silêncio e imobilidade são frequentemente sinais de que algo não vai bem, já que os periquitos saudáveis ​​geralmente são ativos e alegres. Um pássaro que não canta, não pula, não se move ou não come pode ficar doente. Além disso, é possível que um periquito fique “mudo” ou inerte, porque tem medo.
periquito azul

Eles são monogâmicos e formam casais estáveis

Como os agapornis, essas aves são monogâmicas e formam casais estáveis ​​ao longo de suas vidas. Caso seu parceiro morra, um periquito pode então arrumar uma nova companhia. No entanto, muitos desses pássaros atravessam um luto com a morte do parceiro e podem acabar morrendo também.

Ao adotar um periquito como animal de estimação, o ideal é adotar um casal e não um único pássaro. Um único periquito terá uma enorme solidão.

Estas aves desenvolvem-se melhor e levam uma vida mais feliz quando estão acompanhadas. Em relação à reprodução, devemos enfatizar que os periquitos só gerarão filhotes de seus ovos caso o cuidador forneça um ninho.

Eles podem desenvolver doenças muito semelhantes às nossas

Periquitos são aves muito sensíveis que podem ficar doentes facilmente se não receberem os cuidados adequados. Na verdade, essas aves podem sofrer de doenças muito semelhantes às que pessoas também desenvolvem.

Asma, diabetes, depressão, bronquite e anemia estão entre as patologias que humanos e periquitos podem desenvolver. É preciso esclarecer que isso não significa que esses pássaros possam transmitir essas doenças para as pessoas.