Quatro animais que vivem na Antártida

julho 2, 2018
A falta de vegetação e de alimentos nas áreas do interior concentra a maioria dessas espécies - algumas delas em perigo de extinção - na costa. Pássaros e mamíferos resistem ao frio.

A Antártida é o único continente que não possui assentamentos humanos, além das expedições científicas. É uma imensa massa de gelo e rocha localizada no Polo Sul de nosso planeta, e é um dos lugares com as mais extremas condições de vida. Nós convidamos você a conhecer quatro espécies de animais que vivem na Antártida.

A Antártida

A Antártida é o continente localizado ao sul do nosso planeta e praticamente sua totalidade está dentro do círculo polar antártico. É coberto quase que inteiramente por neve, o que torna as condições ambientais muito extremas e a vida muito difícil.

Quase toda a vida animal que habita este continente está localizada nas zonas costeiras. No interior não há vegetação ou outro tipo de alimento. O mar é a maior fonte de alimento e, portanto, quase todos os animais que se encontram neste lugar remoto vivem em torno dele.

Os vertebrados estão concentrados nas zonas marítimas, embora neste continente, e mesmo sob o gelo, a vida possa ser encontrada. Os seres invertebrados, como ácaros ou carrapatos que estão adaptados ao frio, são os habitantes do interior da Antártida.

  1. Orca

As orcas são uma espécie de cetáceo que pertencem à família dos golfinhos, embora seja popularmente conhecida como baleia. Elas são pretas e brancas. O tamanho e a posição de seus pontos são únicos em cada exemplar: eles são usados ​​para reconhecê-las.

Orca

Baleias assassinas são animais muito inteligentes, capazes de criar estratégias para caçar entre dois ou mais indivíduos. Também foi descoberto que elas têm uma linguagem complexa e que há, até mesmo, dialetos entre diferentes grupos de orca.

As orcas estão em perigo de extinção, mas, na realidade, ainda não há dados suficientes para se afirmar isso. Os cientistas suspeitam que há, na verdade, mais de uma espécie de orca e que ainda não se sabe o tamanho da população total para tornar o alerta oficial. No entanto, leis internacionais foram criadas para protegê-las dos caçadores.

  1. Pinguim Adelaide

Na Antártida você pode encontrar até sete espécies diferentes de pinguins, mas o Adelaide vive no próprio continente e nas ilhas mais remotas.

Esta ave pesa cerca de quatro quilos e tem uma altura entre 70 e 90 centímetros. Eles têm costas e asas pretas sólidas e uma barriga totalmente branca. É facilmente distinguível de outras espécies de pinguins, pois possui as bordas dos olhos brancas.

Pinguim Adelaide
Fonte: http://www.pinguinopedia.com/

Esses animais que vivem na Antártida estão agrupados em colônias que podem ter tamanhos muito diferentes. Em uma das ilhas, inclusive, há uma colônia que tem quase meio milhão de pinguins. Além disso, é comum que colônias menores se formem ao redor de grandes colônias.

Os pinguins formam um casal com quem compartilham a vida inteira e se ajudam na incubação dos ovos. Os dois constroem o ninho, com pequenas pedras que colocam com muito cuidado. Então, enquanto um dos pais vai procurar comida, o outro está cuidando do ninho.

  1. Pombo do cabo

Muitos dos animais que vivem na Antártida são pássaros. O pombo do cabo é uma das duas espécies de pombos que vivem nas costas.

Este pássaro se alimenta de pequenos crustáceos, lulas e carniça. É comum vê-los formar bandos depois que os barcos tentam alcançar os restos da pesca. Nidificam em colônias, em penhascos ou rochas íngremes. E, ainda que se reproduzam na Antártida, se distribuem por muitos outros lugares do hemisfério sul.

Pombo do cabo
Fonte: http://www.damisela.com/

A principal característica dessas aves são as manchas pretas e brancas em suas penas, que lhe dão a aparência de um tabuleiro de xadrez ou damas.

  1. Elefante marinho

Existem duas espécies de elefantes marinhos: uma que vive no hemisfério norte e outra no Sul, na Antártida. Os elefantes marinhos estão relacionados às focas e são os maiores animais da família.

Há um grande dimorfismo sexual neles: os machos têm até quatro metros e meio de comprimento, quase um metro a mais que as fêmeas. Estes chegam a 4.000 quilos de peso: quase quatro vezes mais que as fêmeas. Estes são os animais que vivem na Antártida que têm o maior peso.

Elefante marinho
Fonte: http://www.damisela.com/

Seu nome vem da pequena tromba que os machos têm: mede entre 30 e 40 centímetros e ele a usa para intimidar ou brigar com outros machos na estação de monta.

A população de elefantes marinhos é estável e saudável. Não há preocupação com sua extinção e nem parece que sua sobrevivência será ameaçada.

A Antártida é um continente com clima extremo. A vegetação dificilmente cresce e a vida que pode ser encontrada no interior é limitada a invertebrados.  na costa, você pode observar diferentes espécies de animais adaptados às condições de vida frias e duras.