Rottweiler: descubra a personalidade desse cão

O Rottweiler é um cachorro de raça, em todos os sentidos. Ele é robusto, musculoso, dinâmico e forte. Com um tamanho entre médio e grande e com uma aparência muito poderosa, o Rottweiler inspira, por sua vez, respeito e admiração entre os seguidores dele e os fãs de cachorros.

A sensação, para os que não o conhecem, é de terror. A presença dele já impõe respeito, pois se trata de um cão muito poderoso, e não é difícil se assustar com ele.

O Rottweiler e suas origens

A origem dessa raça se encontra na região alemã de Rottweiler. A história inicial desses cães fortes remonta, inclusive, à época do Império Romano. Naquele tempo, os antepassados do Rottweiler atual eram usados como cães de proteção e para conduzir o gado bovino.

Quando os romanos chegaram à região de Rottweiler, os cães deles cruzaram com os cães nativos desse lugar, e como resultado desses cruzamentos surgiu uma raça conhecida como “cão carniceiro de Rottweiler”.

Características físicas do Rottweiler

A cabeça do Rottweiler é grande e larga. Ele tem um focinho que parece quadrado, com orelhas de tamanho médio, caídas, e têm forma triangular. Quanto ao rabo dele, há opiniões de todo tipo; para alguns especialistas, considera-se melhor cortá-la, mas há outras federações caninas que apostam em mantê-lo.

O pelo dessa raça tem duas camadas, uma externa, com um pelo de comprimento médio, bem evidente e duro, e uma lãzinha interna. Embora a cor dele seja negra, existem diferentes manchas de tom pardo e avermelhado no peito, focinho, bochechas, garganta, etc.

Como é o Rottweiler

Por causa de alguns acidentes e episódios isolados, o Rottweiler se tornou um cachorro estigmatizado, mas, na verdade, é um cachorro fantástico. Ele foi rotulado como um cão perigoso por culpa de donos irresponsáveis e sem escrúpulos.

Na verdade, é um animal muito atento, obediente, calmo, valente, seguro, confiável e leal ao dono e à família. Como acontece com todos os cachorros, cada indivíduo terá seus sinais próprios de identidade, uma personalidade própria.

Sabe-se que o Rottweiler também tem flexibilidade e estabilidade emocional, que lhe permitem se adequar bem a diferentes atividades. Com um pouco de adestramento, ele é muito apropriado para a proteção da família, para atividades que exigem obediência, como cão-policial, cão de terapia e cão de assistência. Além disso, também é muito apropriado, por conta de suas características, como cão de busca e resgate.

Se acrescentar mais itens a todas essas atividades, o Rottweiler consegue bons resultados em esportes caninos e por sua obediência. Essa raça se destaca por sua grande adestrabilidade; é capaz de aprender muitas coisas.

É um animal forte, vigoroso, e por sua vez, flexível e emocionalmente estável.

Educando nosso animal de estimação: o Rottweiler filhote

Quando o nosso cachorro ainda é filhote, devemos nos concentrar na socialização dele, apresentando-lhe a outros cães, animais, pessoas e objetos. É um momento muito importante para ele. Se não se socializar de forma adequada, pode se transformar em um animal reativo, medroso e inseguro no futuro.

Aprendendo a se socializar, o Rottweiler poderá conviver facilmente com todo tipo de pessoas e em qualquer tipo de ambiente, sem problema.

O Rottweiler não é um cachorro perigoso

O que vemos nas notícias? O que se vê é que a falta adequada de socialização do animal, que se une à violência e aos maus-tratos. As consequências disso são os problemas de comportamento do cão, e, com isso, o aumento das possibilidades de que aconteça um acidente grave.

Se formos dando liberdade para o bem-estar do animal e o educarmos de forma responsável, teremos um grande amigo, sociável, calmo e muito carinhoso.

Conselhos sobre como adestrar um Rottweiler

  • É necessário passar tempo com nosso animal de estimação. Se ele estiver sempre sozinho, não será um animal feliz.
  • No adestramento e educação, é preciso usar sempre um reforço positivo. Por exemplo, alguns produtos e itens do mercado, como coleiras de sufocamento, não são apropriados.
  • O passeio diário deve ser de duas a três vezes por dia. Nele, vamos dar alguma liberdade para o cachorro; sobretudo, se ele estiver estressado, deixando-o farejar e perambular tranquilamente. Por ser um animal dinâmico e com muita musculatura, ele precisa se exercitar.
  • A partir do momento que considerarmos que o Rottweiler está mudando o comportamento dele e alterando a personalidade, para evitar o surgimento da agressividade nele, o melhor é entrar em contato com profissionais de adestramento canino.