Mais de 100 cães resgatados de um criadouro ilegal

Criadouro ilegal é fechado

O maltrato animal está cada vez maior, seja de forma particular ou camuflado em uma empresa. Este é o caso da notícia que iremos dar hoje. Tudo aconteceu em uma localidade espanhola onde havia um criadouro ilegal.

Os negócios clandestinos são muitos, já que eles têm como finalidade não declarar impostos, dinheiro que esses clandestinos não utilizaram para cuidar bem dos seus empregados que, neste caso, são os animais.

As condições dos animais no criadouro ilegal

Cachorro deitado

Os muitos animais que estavam neste criadouro destinado a traficar filhotes, viviam em condições deploráveis. Durante vários anos houve 114 cães e 22 gatos trancados em jaulas que os deixavam quase imóveis.

As condições de higiene eram precárias e muitos animais não estavam bem hidratados e nem bem alimentados.

Nas jaulas, as quais não tinham ventilação assim como o local onde elas estavam, eram mantidos até nove animais. Como no local onde estavam as jaulas dos animais não havia luz do exterior, as paredes estavam cheias de mofo devido à umidade e a falta de limpeza.

Também, as jaulas estavam cheias de ferrugem e excrementos, o que fazia com que os muitos animais estivessem cheios de infecções e em mau estado de saúde.

Um lugar triste onde muitos animais tiveram a má sorte de cair. Dizem que tudo vem à luz, seja para bem ou para mal. Isto também não ficou oculto, não é mesmo?

E o criadouro ilegal é evacuado

Por mais que tentem esconder, um local onde se faz atividades comerciais sempre gera movimento. Assim, a polícia não demorou para se inteirar sobre o criadouro devido aos comentários dos vizinhos de que algo pouco habitual estava ocorrendo naquele lugar. A partir daquele momento começou a operação Sharpei.

Logo começou uma investigação que revelou que o criadouro carecia de todo tipo de licença para qualquer tipo de atividade comercial e mercantil, o que não teria sido tão grave se os animais não estivessem nas circunstâncias e condições em que foram encontrados.

Porém, tão logo a polícia soube que não havia permissões, isto lhes deixou livre para adentrarem o local e descobrir a penosa situação em que estavam os animais.

A maioria dos cães que havia no lugar eram de raças delicadas e necessitavam de cuidados específicos e que, obviamente, não estavam recebendo.

É óbvio, nenhuma das provas deixou dúvidas sobre o lugar e sobre o que as autoridades tinham que fazer com este criadouro ilegal: fechá-lo.

E foi isso mesmo o que eles fizeram de forma imediata, interditaram o local e fizeram as denúncias pertinentes sobre os gerentes do estabelecimento, os quais terão que responder e pagar diante da justiça por seus atos.

O que aconteceu os animais deste criadouro ilegal

Mais de 100 animais que tinham sido maltratados de forma passiva, e possivelmente ativa, ficaram sem um lugar para estar.

Ao saber da situação, todas as associações protetoras e associações a favor dos animais adotaram estes cães e gatos com a intenção de curar os danos físicos e psicológicos causados e para tentar encontrar para eles um lar.

Filhotes em criadouro

Estas associações tiveram que usar as redes sociais para pedir recursos que as ajudassem a cobrir todos estes custos, assim como fizeram um chamado para todos aqueles que desejassem ter um animal de estimação. Esperamos que tenham sorte.

O endurecimento das leis de posse animal e contra o maltrato animal que ocorreu nos últimos meses na Espanha, não vai aliviar o futuro destes infratores que brincaram com a vida de mais de 100 animais.

Segundo agentes da Guarda Civil espanhola que atenderam o caso, “as penalidades que eles irão enfrentar serão muito duras”, além do mais, eles serão categoricamente proibidos de ter um animal em suas vidas ou usar algum para qualquer tipo de atividade comercial.

As ações dos gerentes do criadouro clandestino vão de encontro com o que a lei determina como maltrato animal contínuo e com pleno uso da razão sobre o que estavam fazendo. Eles não passarão por cima da lei.