5 truques para que seu cão não passe frio no inverno

frio no inverno

Durante os dias de baixas temperaturas, é sempre importante seguir alguns conselhos para cuidar de seu animal de estimação. Há certos cuidados que devem ser levados em conta para você conseguir fazer com que seu cão não passe frio no inverno.

Conselhos para que seu cão não passe frio no inverno

A não ser que você tenha um cão de, por exemplo, alguma raça nórdica, os peludos costumam sofrer com as baixas temperaturas, tanto ou mais do que nós. Sobretudo, devemos ter especial cuidado nestes casos:

  • Cães de raças pequenas
  • Animais com pouca quantidade de pelos
  • Exemplares muito jovens ou idosos, ou que estejam doentes (principalmente se sofrem de problemas respiratórios)

Portanto, tome nota de como conseguir que seu cão não passe frio durante o inverno.

Passaremos alguns conselhos para que seu amigo de quatro patas possa atravessar sem problemas as épocas de baixas temperaturas e para que não passe frio no inverno.

1-Ofereça um lugar quente e confortável para ele dormir

dormir-com-um-cao

Se seu peludo dorme dentro da casa, é certo que ele irá querer descansar perto de alguma fonte de calor. Mas isso não é o ideal, porque logo depois ele notará muito a diferença de temperatura em relação a outros lugares menos quentes ou quando tiver que sair à rua. Portanto, posicione sua cama em seu lugar habitual, obviamente, afastada do frio, com um colchão isolado da umidade do chão e com uma manta protetora.

No caso de seu peludo não ter acesso ao interior da casa, você deve se assegurar de que sua casinha o protege adequadamente das baixas temperaturas. Então, leve em conta que os materiais que a compõem devem mantê-lo isolado do frio, da chuva e da umidade. Por exemplo: o chão deve ser de borracha ou de madeira. E as paredes e o teto têm que ter pranchas de poliuretano ou de fibra de vidro.

2-Vista uma roupa impermeável nele para seus passeios

As mudanças bruscas de temperatura são o que fazem com que humanos e cães adoeçam. Na hora de sair para passear, o ideal é que você vista o seu peludo com peças confortáveis e que o protejam bem do frio. Aqui, não importa a moda ou o design mais ou menos bonito. O importante é que a roupa -que você pode comprar ou fazer- cumpra com a função de proteger o seu cão das baixas temperaturas.

Se ao frio se soma a chuva, coloque também um casaco impermeável. De qualquer forma, garanta que o bichinho esteja bem seco quando você terminar o percurso. Também há a opção de lhe calçar sapatinhos. Mas alguns especialistas só os recomendam para animais que tenham as almofadinhas muito sensíveis e que tenham que andar pela neve.

3-Reduza as saídas

Quando o frio, a chuva ou a neve se tornam excessivos, o melhor é que você reduza as saídas de seu peludo, levando-o apenas para fazer suas necessidades. Embora o exercício seja extremamente necessário para os cães, você pode suprir as atividades do exterior com sessões mais extensas de brincadeiras dentro da casa.

O problema é que, se o seu animal de estimação e você se expuserem muito tempo às baixas temperaturas, há risco de adoecerem, ficando a mercê de bactérias, vírus e fungos. E essa não é a ideia.

4-Não tose seus pelos

Nem pense em levá-lo ao banho e tosa ou em cortar o pelo de seu animal de estimação quando o inverno começar a dar seus primeiros sinais. O pelo é uma das muitas proteções naturais que ele tem para atravessar diferentes temperaturas e climas.

Portanto, nada de tesouras. Mas mantenha em bom estado sua pelagem com sessões de escovação. E se precisar banhá-lo, faça isso dentro de casa, com a água em uma boa temperatura e em um espaço bem quente.

5-Mantenha o calendário de vacinação do seu cão em dia

vacinas-caninas

É importante que seu cão tenha sempre em dia o seu calendário de vacinação. E, para enfrontar melhor as épocas de baixas temperatura, é bom que ele esteja imunizado contra a tosse dos canis e a traqueobronquite. Embora não se trate de uma enfermidade grave, pode ser difícil de curar. De qualquer forma, dê atenção a sintomas como:

  • Tosse
  • Febre elevada
  • Vômitos
  • Mucosidade

Então, não deixe de levar o seu peludo ao veterinário para vaciná-lo a tempo. E aproveite também para tirar suas dúvidas com o veterinário para que o seu cão não passe frio no inverno.