Como apresentar novas pessoas ao seu cão?

Como apresentar novas pessoas ao seu cão

Se você tem um filhote amável que adora estar com pessoas, será fácil fazer com que ele se deixe acariciar por quem ele não conhece. Suavemente no peito e nas costas, nunca na cabeça. No entanto, isso não é tão fácil com os desconhecidos, e por isso iremos ensinar a seguir como apresentar novas pessoas ao seu cão.

Embora seja bom ter um cão amigável, ninguém quer ter um cachorro grande que pula por todos os lados quando chega uma pessoa nova em sua casa, ou quando ele recebe coisas de desconhecidos. Se possível, a apresentação deve ser feita desde quando eles são filhotes, para que possam se acostumar às pessoas.

Conselhos para apresentar pessoas ao seu cão

Isso pode soar um pouco radical, mas o melhor a fazer é não deixar que estranhos deem guloseimas ao seu cão. Se ele se acostumar a receber coisas de estranhos, vai começar a pular em todos que chegarem em busca de guloseimas. Além disso, ele corre o risco de ser envenenado.

Desde o início, o cachorro pode aprender a se manter sentado e tranquilo quando chega uma visita, seja alguém conhecido ou alguém com quem ele ainda não esteja familiarizado.

Cães brincando entre si

Normalmente, quando são filhotes, as pessoas tendem a ser mais carinhosas com eles, e isso pode até se tornar um problema, já que seu cão se acostuma a cumprimentar os outros muito entusiasmado em vez de aprender a ficar tranquilo.

Lembre-se de que você controla cada interação do seu animal de estimação, incluindo os momentos nos quais ele deve se deter. Dê instruções a ele de uma maneira calma, nunca com grosserias, pois isso pode gerar confusão no cão. Faça-o de forma silenciosa e positiva.

Quando alguém chegar à sua casa, explique à pessoa que você está ensinando bons modos ao seu cachorro, e explique no que os seus ensinamentos consistem e como eles devem se aproximar do seu cão.

Evite que eles façam brincadeiras brutas de poder, pois isso fará com que o animal se exalte e dará ao seu cão mensagens equivocadas sobre as pessoas e sobre como se comportar ao redor delas.

Lembre-se de que o seu animal só será um filhote por um curto período de tempo, por isso manter sempre a disciplina e cuidar dele da melhor maneira o transformará em um cão equilibrado, especialmente se você evitar que ele tenha certas interações.

Se você não quer que o cão adulto tenha atitudes erradas com as pessoas, não deixe que o seu filhote as tenha. A coerência absoluta faz um filhote feliz, pois ele sabe exatamente o que se espera dele em uma dada situação.

Dona com seus cães

Busque bons exemplos

Fazer com que o seu filhote se relacione com outros cães pode ser complicado, porque nem todos são bem criados, e alguns adultos podem causar muito medo nos filhotes. Isso pode fazer com que o seu cão fuja, e assim iria parecer que ele está convidando o outro animal para uma perseguição.

Por isso, antes de qualquer interação com outros cães, observe a forma como parecem estar se relacionando tanto o filhote quanto o outro animal.

Sempre confie na linguagem corporal dos cães, e não no que diz o dono dos mesmos, já que a maioria das pessoas acredita que seus cães são perfeitos e encantadores. Se o animal der sinais de agressão ou se exaltar exageradamente, é melhor não permitir que ele se aproxime.

Somente é necessário um único incidente para que um filhote tenha medo ou raiva de uma raça específica, e muitas vezes estes traumas são permanentes. Leve em conta que o medo tem muitas caras, o que pode significar ataques, esconder-se, evitar o contato com outros cães, entre outros.

Por isso, o ideal é socializar o seu filhote com um cão que você já conheça previamente, que tenha boas interações com outros animais e um excelente comportamento com os humanos. O comportamento dos cães é aprendido, e por isso será muito enriquecedor unir o seu cão com outro que se comporta da maneira como você quer que ele faça.

Créditos da imagem: Michael Peligro.