Como ensinar a um cão a fazer as necessidades na rua

Essa não é uma tarefa fácil e existem muitos mitos sobre como fazer isso. O certo é que os cães necessitam de um pouco de paciência quando se trata de fazer as necessidades fisiológicas, já que, diferente dos gatos, eles não ficam satisfeitos se colocarmos para eles uma caixa de areia.

Se você quer que seu animal de estimação faça as necessidades na rua, que não fique traumatizado a aprender isso e que a experiência seja agradável, deve esquecer todos os mitos que são muito repetidos e que só conseguem traumatizar o animal.

Mitos sobre fazer as necessidades que você deve rejeitar

cachorro assustado

  • Esfregar o jornal. Muitas pessoas dizem que passar um pedaço de jornal nas necessidades do animal e, em seguida, esfregá-lo no focinho deles, é a forma mais efetiva de ensiná-lo a fazer as necessidades onde desejamos. Isso é uma mentira! Essa ação pode traumatizar o animal, além de poder ferir as narinas e até mesmo causar doenças devido aos próprios excrementos.
  • Dar uma palmada quando ele não faz onde queremos. Quando o cachorro não faz as necessidades onde os donos querem, muitos afirmam que dar uma palmada enquanto se repete palavras como, “aqui não”, “aqui”, é o melhor método. Mentira! O animal é um bebê, e não tem percepção sobre aqui e ali.
  • Deixá-lo no quintal o tempo todo. Outras pessoas afirmam que se o animal vive no quintal, ficará acostumado a fazer as necessidades somente lá. A verdade é que no momento em que você deixá-lo entrar em casa, ele poderá escolher o “seu território”, pois o quintal já é dele e o restante da casa será novo para o animal. Por outro lado, ele pode sentir frio ou calor no quintal e para que você quer um animal de estimação se não pode desfrutar dessa companhia?

Como ensinar a seu cão a fazer as necessidades na rua

Uma vez identificados e rejeitados os mitos, vamos aprender a ensinar a seu cão a fazer as necessidades na rua de uma forma que seja agradável para o animal e que o deixe ver o amor que temos por ele.

  • Folhas de jornal. Isso nos será útil para colocar em um lugar da casa em que queiramos que o cão faça as necessidades enquanto ele acostuma-se a rotina dos passeios. Lembre-se que os filhotes fazem mais xixi que os cães adultos. Dessa forma, ainda que façam xixi na rua, será normal que alguma vez ou outra façam também em casa, já que ainda não têm controle da bexiga.

Para conseguir isso, deverá estar alerta aos movimentos de seu cão. Você perceberá que, normalmente, um cachorro quer fazer necessidades uns vinte minutos depois de comer. Ponha o jornal em um lugar onde queira que o seu animalzinho vá e, quando observar que ele quer fazer suas necessidades, pegue-o nos braços e o leve até o jornal. Após várias tentativas, o animal entenderá que esse é o “seu banheiro”. Não se esqueça de parabenizá-lo.

 

necessidades cachorro

  • Tapetes higiênicos. Você pode encontrar em lojas de artigos para animais tapetes que se parecem com fraldas e que são impregnados com um odor especial que os cães reconhecem como um lugar agradável para fazer necessidades.
  • Estabeleça rotinas. As rotinas devem ser estabelecidas tanto para comer como para passear. O cão deve se alimentar diariamente no mesmo horário, assim você terá facilidade em saber quando deve levá-lo para passear, o que também tenderá a ocorrer nos mesmos horários todos os dias. Desse modo, você favorecerá o seu crescimento e será mais fácil para você ensiná-lo a fazer suas necessidades na rua.
  • Não o castigue. Se em alguma ocasião o seu cachorro não conseguir segurar e fizer as necessidades onde não deve, não o castigue e nem grite com ele. O animal achará que fez algo horrível e da próxima vez se esconderá para fazê-lo ou tentará segurar, algo que pode repercutir na saúde dele.

Lembre-se que até que o período de vacinação termine, um filhote não poderá sair para a rua. Por isso você deverá se acostumar com que seu novo amigo faça as necessidades em casa por enquanto. No entanto, estabeleça desde já suas rotinas alimentícias para que tudo seja mais fácil. como sempre, dizemos a você: com amor, persistência e carinho, poderá ter um cão bem comportado e feliz.