Os cães que trabalham em um torneio de tênis

Em Meus Animais sempre gostamos de compartilhar novas iniciativas com nossos leitores! Saber que ainda há pessoas dispostas a pensar em boas ideias para ajudar nossos amigos animais é algo que não poderíamos deixar de contar. Esta notícia ocorreu no Brasil e tem a ver com alguns cachorrinhos que trabalharam em um torneio de tênis.

Talvez quando você ouviu a palavra “trabalhar” tenha pensando um pouco em exploração animal, mas não é este o caso. Não perca a história que contaremos a seguir para saber todos os detalhes.

A grande ideia: cães que trabalham em um torneio de tênis

Mel, Frida, Costela e Isabelle são quatro cachorrinhos vira-lata que viveram nas ruas de São Paulo durante muito tempo, antes que uma instituição protetora dos animais chamada Associação de Bem-estar Animal Amigos da Celia os resgatasse e levasse para suas instalações.

cães-torneio-de-tenis

A associação buscou encontrar alguém que os adotasse, mas infelizmente já sabemos que a maioria das pessoas quer filhotes e, possivelmente, de raça. Elas não sabem o que estão perdendo!

Assim, a organização teve que pensar em uma ideia que ajudasse estes cães a encontrar uma família. E de repente aconteceu. Eles pensaram em um espetáculo, um que fosse contar com a presença de muitas pessoas, nos quais os cães pudessem ser vistos por muita gente. Quem sabe? Talvez alguém se apaixonasse por eles. Mas, e se além disso os cães fizessem algo que nunca havia sido visto? Isso seria incrível. Ninguém poderia resistir ao encanto e carisma destes cãezinhos.

Mas, que evento ou espetáculo poderia ser? A partida de tênis entre dois grandes jogadores: Roberto Garbelles e Gastao Elías.

A metade do trabalho já estava feita, só faltava pensar no que os animais poderiam fazer para surpreender o público.

Precisam de alguém para recolher as bolinhas?

O que os cães mais gostam de fazer? Correr atrás de uma bolinha! E se os cães são tão obedientes quanto os nossos amigos do torneio, irão trazê-las de volta. Justamente o que qualquer partida de tênis precisa.

E assim foi. Os tenistas e organizadores foram consultados e os cães foram “contratados”. Os animais tinham permissão para ajudar na partida e mostrar as suas habilidades.

Começa o torneio de tênis

Estes cãezinhos ensaiaram durante meses para poderem fazer um grande trabalho como o que fizeram no torneio. Todos ficaram maravilhados. Eles não deixaram passar nenhuma bolinha, e toda a quadra ficou livre delas durante todo o tempo.

Até os tenistas ficaram encantados. Garballes disse que “fui muito divertido vê-los aqui, eles tinham uma forma muito engraçada de recolher as bolinhas e, além disso, foi tudo por uma boa causa.”

Tão engraçada que até os próprios tenistas às vezes jogavam as bolinhas de propósito para vê-los buscá-las. As pessoas aplaudiam mais os cães quando pegavam a bolinha do que os tenistas após um ponto.

Sem dúvida, eles foram a sensação do torneio de tênis.

O objetivo da ONG que promoveu esta iniciativa é fomentar a adoção de cães retirados das ruas, e conscientizar cada vez mais as pessoas para que não os abandonem.

Esta história mostra que qualquer cão pode ser amoroso, inteligente, um bom guardião e, se precisar, um perfeito gandula.

É triste que até no mundo animal nos deixemos levar pelas aparências, preferindo pagar centenas de reais por um cão “de revista”, colaborando para que eles sigam sendo maltratados em canis que criam animais, em vez de adotar um cãozinho valente, carinhoso e leal que precise de nós, ainda que não tenha pedigree.

O importante sempre é o que existe no coração, e ainda que todos os cãezinhos tenham um bom coração, não se esqueça nunca de que um cão abandonado, além de um coração bom, o manterá cheio de agradecimento se você der um lugar para ele viver.

Como último detalhe do torneio de tênis, saiba que estes cãezinhos não apenas trabalharam, mas também fizeram algumas travessuras e brincaram com os tenistas. Quer ver? Confira no vídeo abaixo: