Como reconhecer um cão medroso?

Cachorro medroso

É muito comum encontrar um cão medroso ou, inclusive, nos atreveríamos a dizer, tímido. A primeira coisa que devemos verificar é por que certos cães têm medo, para assim podermos dizer ao que se devem suas reações. 

Por que os cães têm medo?

Uma das causas pode ser a timidez. Mas também, os cães sentem um medo, que poderíamos chamar de natural, ante alguns sons, como fogos de artifício, sirenes e outros.

Este gesto de mostrar medo diante de alguns sons é um gesto de sobrevivência que os cães possuem por serem descendentes dos lobos. Estes eram perseguidos pelos humanos quando queriam comer seus animais, os quais eram seu meio de sobrevivência.

Cáo abandonado

Isto criou neles, e em sua descendência, esse medo de qualquer ruído que seja semelhante a um disparo. Mas este não é o único medo que os cães podem sentir. Também podem ter medo de:

  • Pessoas. Isso acontece especialmente no caso de pessoas estranhas, seja na rua ou de visita em casa.
  • Água. Seja no chuveiro, na piscina ou no mar, é provável que o seu cão demonstre medo ante a ideia de se molhar.
  • Veterinário. Assim como nós não gostamos de ir ao dentista ou ao médico, os cães também sentem medo de ir ao veterinário.
  • Ruídos fortes. Estes, além dos de fogos de artifício, pode ser o som de algo caindo, o barulho de um eletrodoméstico e inclusive o ruído da água caindo.

Em muitas destas ocasiões, não é algo natural que o cão seja medroso, como no caso dos estranhos, o qual pode ser por falta de socialização. Outras causas podem ser traumas ou amparo excessivo ou, ainda, desproteção por parte do dono.

Reações dos cães com medo

Qual é a atitude dos cães que estão com medo? As reações dos cães ante o medo são diferentes, ainda não se sabe se cada uma está relacionada com um medo diferente, ou todas podem acompanhar todos os medos. As principais são estas:

  • Tentar fugir. Se o seu cão correr cada vez que sente medo de um estranho ou de qualquer uma das causas acima mencionadas, tente identificar a causa para poder tratá-la.
  • Defeca ou urina. Ao sentir medo, o animal se sente bloqueado e seu corpo não é capaz de controlar atos reflexos, como as necessidades fisiológicas.
  • Ele busca desesperadamente um local onde se esconder.

Cão

  • Treme. Assim como os humanos, nos cães o tremer é um dos sinais mais característicos do medo.
  • Latir ou grunhir ao que lhe causa medo.
  • Tenta agredir se não o deixarem fugir.
  • Orelhas para trás e rabo entre as pernas.

Ter medo não é uma sensação agradável para ninguém. Tampouco para o nosso cão. Se não o tratarmos a tempo, este medo pode se transformar em uma fobia, o qual já seria uma enfermidade muito mais difícil de se tratar. Porém, os medos podem ser tratados de forma não muito difícil. Vejamos como.

Como tratar o medo nos cães

Não há melhor defesa que um bom ataque. Assim dizem e é verdade, por isso, quando adquirirmos um filhote devemos atacar os medos antes que apareçam. Desde que ainda sejam filhotes, devemos tentar:

  • Que se socializem. Ensine o seu filhote a estar com outras pessoas e com outros cães. Também permita que as crianças brinquem com ele, assim ele se acostumará a estar rodeado de outras pessoas e animais que não são parte de seu lar.
  • Que se acostumem a ruídos. Não tente não fazer barulho enquanto ele dorme para não o assustar, quando ele ainda for um filhote, já que isso sensibilizará seu ouvido e será mais fácil que ele sinta medo quando escutar ruídos fortes.
  • Procure um veterinário carinhoso. Tente encontrar um veterinário que seja doce e que acaricie muito o seu animal, além de premiá-lo sempre que puder. Assim o animal relacionará a visita ao veterinário com algo bom para ele.

Porém, às vezes, o nosso animal leva anos tendo medo de uma mesma coisa. Possivelmente ele já está a bastante tempo conosco e não soubemos erradicar esse medo.

Não prometemos nada, mas ainda é possível que esse medo desapareça se for a um especialista. Consulte-se com o seu veterinário, ele saberá te aconselhar sobre o que fazer. Quando já se passou muito tempo, e esse medo já se transformou em fobia, você não poderá resolvê-lo sozinho.

 

Créditos da imagem: Toshihiro Gamo.