Saiba como brincar com seu animal enquanto trabalha

Entre os brinquedos existentes no mercado para brincar com seu animal de estimação, existem alguns que podem ser usados para se divertir com ele ao mesmo tempo em que trabalhamos.

A bola “inteligente” para brincar com o seu animal

Um desses brinquedos é uma bola interativa com a qual você pode brincar com o seu bicho de estimação… de qualquer lugar do mundo! Os benefícios são evidentes, principalmente se passamos muito tempo fora de casa.

Essa bola, chamada de Play Date, e pode ser controlada remotamente através de um smartphone. Para brincar com o seu animal, é necessário apenas baixar um aplicativo, disponível para Android e iOS. O programa permite então mover a bola, não importa o lugar em que nos encontremos, bastando para isso ter um dispositivo móvel conectado à internet.

app_adocao_pets

Fuente: www.diariomascota.com

O brinquedo possui uma câmera fotográfica interna, que tira fotos do animal enquanto ele brinca, além de microfones para que o dono converse com ele e possa escutar os latidos. A interação entre dono e mascote é tão grande que é como se ambos estivessem brincando juntos em um mesmo ambiente.

O brinquedo também conta com outras características incríveis, como a câmera fotográfica integrada. Não importa o quanto a bola gire, a imagem que enxergamos de nosso bicho de estimação é sempre estática.

O material que compõe a bola não causa danos aos dentes de nosso peludo. Ela é feita de um plástico muito resistente e que suporta as mordidas do cão ou do gato.

Como deixar nosso animal sozinho em casa?

É comum que os cães sintam medo e ansiedade ao ficarem sozinhos em casa. Isso pode acometer tanto cães adultos como filhotes e quanto mais cedo o problema for detectado, mais rapidamente será solucionado. É muito melhor tratar a “incapacidade de ficar sozinho” enquanto o peludo ainda é filhote do que esperar que cresça e o problema fique pior.

Entre os hábitos que temos que estimular estão não deixar o nosso amigo ser muito dependente de nós. Se ele late ou chora quando saímos de casa, mesmo quando nos ausentamos por poucas horas, é porque não sabe ficar sozinho. Estresse, ansiedade e problemas de segurança e autoconfiança podem causar esse tipo de comportamento.

Os cães e qualquer animal de estimação devem ser estimulados a ficar sozinhos ou brincar entre eles, se você possui mais de um mascote em casa.

Uma boa técnica é “ignorá-los” por um tempo quanto estamos com eles. Isso não é sinal de desprezo, mas de educação. As mães também o fazem com os filhotes à medida que vão crescendo e desmamando, deixando de dar atenção a eles para que aprendam a ser mais independentes.

Como podemos observar, esse tipo de atitude das mães animais, estabelecendo limites aos poucos, estimula a independência dos filhotes e não sobra outra alternativa a eles a não ser brincar e se socializar entre si. É assim que os cães vão desenvolvendo naturalmente mais segurança, confiança e independência.

Não repreender nosso cão sem motivo, muito menos agredi-lo

Assustar com gritos ou bater em nosso animal é uma péssima ideia. Se ele já é um animal inseguro, ficará ainda mais desconfiado, e sua personalidade será mais defensiva e agressiva. Ainda que não chegue ao extremo de usar as mãos, também não é recomendável proibir o animal de fazer várias coisas ou repreendê-lo por qualquer motivo.

Pode não parecer, mas repreender nosso cão por qualquer motivo é uma forma de deixá-lo mais dependente de nós. Não é muito útil, mas é uma maneira que ele tem de chamar a nossa atenção.

É preciso respeitar um pouco a privacidade e a autonomia de todos os habitantes da casa, incluindo os cães.

cao-e-familia

Uma casa tranquila

Isto é muito importante. Se nós estamos bem, tranquilos e serenos, transmitiremos isso ao nosso bicho de estimação. Se nosso humor fica alterado, nosso animal também se sentirá assim. Eles são como esponjas emocionais e energéticas e vão se transformando e “sintonizando” esse estado de espírito.

É normal que pessoas muito medrosas, nervosas e com muita insegurança não tenham animais tranquilos, graças à influência que exercem neles.