Conheça as brincadeiras para os cães inteligentes

· abril 14, 2016

Dizem que os cães fazem parte do grupo de animais mais inteligentes que existem. Porém, como acontece com as pessoas, eles precisam de atividades que potencializem a sua inteligência. Há pequenas coisas nas suas vidas cotidianas que os ajudam a conseguir isso, mas os cães inteligentes necessitam de algo a mais que os motive. Por isso, nesse post, vamos falar das diversas técnicas que irão ajudar a fomentar a inteligência canina do seu animal de estimação.

Até que ponto os cães inteligentes compreendem?

Cão fazendo agility

Apesar dos cães não falarem, já que essa é uma habilidade que só os seres humanos possuem, os cães inteligentes chegam a tal ponto que são capazes de chegar a entender, pelo menos, 165 palavras e também alguns dos nossos gestos. Isso é importante de ser destacado, pois nenhuma das duas habilidades fazem parte de sua linguagem habitual, ou seja, isso é algo desconhecido para eles.

Um membro da Associação Americana de Psicologia afirmou que os cães também são capazes de entender o básico da matemática, além de conseguirem resolver pequenos problemas relacionados aos números”. Isso não é incrível?

No entanto, se o seu cão também possui essa capacidade, é o seu dever fomentá-la para que ele faça parte dos cães inteligentes. Mas a questão é: Como fazer isso?

Brincadeiras para os cães inteligentes

Neste artigo, iremos tratar das diversas brincadeiras fáceis de fazer, algumas inclusive dentro de casa, que irão ajudar o seu cão a se tornar um desses cães inteligentes, em outras palavras, com uma capacidade intelectual desenvolvida.

Me pega! O seu animal de estimação vai adorar brincar disso. A brincadeira é muito fácil, e você pode fazer isso em casa. Você só precisa de um pedaço de madeira grande, amarrar uma corda em um dos extremos, com aproximadamente meio metro de comprimento, e amarrar um bicho de pelúcia. Esconda-se atrás de uma parede ou de uma cortina e coloque o pedaço de madeira com o bicho de pelúcia no chão à vista do seu amiguinho canino. Mova-o um pouco para atrair a sua atenção, e quando ele for atrás dele, não deixe que ele pegue. O animal tentará encontrar novas formas para conseguir pegá-lo, e isso fará com que o seu cérebro trabalhe.

O que você está escutando? Essa brincadeira consiste em que o cãozinho relacione um barulho a uma carícia. Antes de acariciá-lo, você deve fazer um barulho para que o animal, depois de várias tentativas, pois isso não é fácil, seja capaz de reconhecer por qual lado se origina a carícia e agir instintivamente aceitando (em forma de brincadeira) ou rejeitando ela.

O esconde-esconde canino. Não pense que o seu cão terá a capacidade de se esconder até que você o encontre, pelo menos não no princípio. Essa brincadeira consiste em esconder comida em vários lugares da casa, algo que seja apetitoso e cheiroso para eles. No trajeto que você escolher para esconder os diferentes tipos de comida, será necessário colocar vários obstáculos para que o cão tenha que ultrapassar, como caixas, sapatos, baldes, etc. Qualquer ideia que passar pela sua cabeça! Só há uma regra se você quiser que o seu cão seja um desses cães inteligentes: não facilite nada para ele.

Senta! Mesmo que pareça uma coisa banal de ser ensinada, porque muitos cães sabem se sentar, não é tão fácil quanto parece. Porém, um cão que aprende a se sentaraprende a identificar gestos, a entender palavras e a relacionar gestos. Como isso acontece?

Carícia em cão

Mantenha um contato visual fixo com o seu animal de estimação e diga as palavras que você irá utilizar quando for pedir para ele se sentar. Normalmente, é mais fácil usar a palavra em inglês “sit”, pois eles têm mais facilidade de entender as palavras monossilábicas. Ao mesmo tempo que você estiver dizendo, é aconselhável tocar no traseiro dele, de forma suave, para ele entender que a palavra “sit” está relacionada a alguma coisa dessa parte do seu corpo.

Essas brincadeiras irão te ajudar a fomentar a inteligência do seu cão, e permitirão que você estreite os laços e os vínculos com ele. Porém, como acontece com tudo que tem a ver com a educação dos cães inteligentes, é preciso ter amor, perseverança e paciência. Anime-se!