Truques para evitar que o cão puxe a coleira

Evitar que o cão puxe a coleira

Como evitar que o cão puxe a coleira é um tema que perturba muitos donos na hora do passeio. Daremos a você alguns truques para evitar estes episódios de tensão e para que você consiga desfrutar plenamente de uma boa caminhada com o seu cão.

Ensinando o seu peludo a desfrutar de um divertido passeio

Cachorro puxando a coleira

Vamos partir do princípio que o peludinho deverá associar, em um primeiro momento, o passeio com algo divertido e prazeroso. A correia é uma parte essencial dessa atividade.

Por isso, é indispensável que os puxões da correia não sejam parte desta rotina. Para conseguir esse objetivo, você deverá lhe ensinar a caminhar corretamente junto a você.

Mas, como em todo treinamento canino, lembre-se que as coisas não são aprendidas imediatamente. Tudo leva seu devido tempo. Assim, você deve se armar de paciência e utilizar sempre o reforço positivo: ignore o mau comportamento e premie os avanços de seu amigo de quatro patas.

Escolha a correia adequada

Primeiro e principal: é muito importante escolher uma correia adequada. Isso dependerá de cada cão. De qualquer forma, as menos recomendáveis nos momentos em que estamos tentando ensinar ao peludo para que não puxe, são as extensíveis.

Além disso, em nenhum caso você deverá utilizar coleiras de punição. Por exemplo:

  • Colares enforcadores;
  • Coleiras de pontas agudas;
  • Coleiras de impulsos elétricos.

Alguns modelos de peitorais também podem ser úteis nesses casos, sobretudo para tirar a tensão do pescoço do animal quando ele puxa.

Não deixe de consultar um especialista no assunto para que ele lhe aconselhe sobre as melhores opções. Também é bom que não fique só com uma opinião a respeito.

Caminhe a um bom ritmo. Mostre-se calmo e tranquilo. Faça ele saber que você controla a situação. E, principalmente, não puxe a correia.

Não responda aos puxões com mais puxões

O pior que você poderá fazer quando o seu cão puxa a correia, é puxar mais forte. A única coisa que você ganhará com isso é machucar o pescoço de seu peludo e tornar o passeio uma experiência traumática para ambos.

Para tentar eliminar os puxões, tente:

  • Premiá-lo com partes de alguma comida de seu agrado antes de que comece com os puxões. Assim o cão ficará mais próximo de você e caminhará bem perto. Quando ele se acostumar a andar ao seu lado, você deverá ir espaçando as recompensas comestíveis e substituindo-as por carícias ou palavras de afeto.
  • Pare a caminhada quando o seu cão começar a puxar a correia. Retome-a quando ele se tranquilizar.
  • Caminhe a bom ritmo. Os cães tendem a andar mais rápido que nós. Se você for muito lento, certamente ele começará com os puxões.
  • Demonstre sempre calma e segurança, para que ele entenda que quem controla a situação é você e não ele.

Permita a ele ser cão

Para eliminar a ansiedade de seu cão e fazer com que o passeio seja um momento prazeroso para ambos, você deve deixá-lo que se comporte como o cão que é. Isto implica, entre outras coisas, que:

  • Marque territórios com sua urina;
  • Fareje diversos locais;
  • Procure se relacionar com seus pares.

Dê a ele tempo para essas atividades. Estes são os momentos em que você deverá se abster de puxar a correia, deixe sua ansiedade um pouco de lado e permita que o seu cão explore tudo tranquilamente.

Outros truques para evitar que o cão puxe a correia

Cachorro passeando

Em seu esforço para obter um passeio agradável com o seu peludo, poderá tentar também com estas opções:

  • Acostume-o ao uso da correia antes de levá-lo à via pública. Ele pode ficar com ela dentro de casa para que se familiarize.
  • Antes de levá-lo para passear, brinque por um momento com ele dentro de seu lar, para que ele se canse um pouco. Às vezes os puxões acontecem devido a necessidade do animal de realizar maior atividade física.
  • Não faça com que ele note que a hora de sair se aproxima. Assim você evita a ansiedade da situação.
  • Nunca cruze a porta da rua se o animal se mostrar muito alterado ou ansioso. Espere que ele se acalme.

Assim, não se dê por vencido. Embora pareça difícil, com paciência e amor tudo se obtém. Incluído que o seu peludo deixe de puxar a correia.