URL, o cão policial que descobre os arquivos pornô

Url, o Cão policial

O grande olfato dos cães sempre encontra novos motivos para nos surpreender. Agora soubemos que, devidamente treinados, alguns peludos podem detectar diferentes dispositivos eletrônicos de armazenamento. É o caso de URL, o cão policial que ajudou a resolver casos relacionados com crimes que envolvem menores.

URL, o cão policial que descobre dispositivos eletrônicos que armazenam pornografia infantil

URL, o cão policial, é um lindo Labrador de cor preta que foi resgatado duas vezes de um canil e que, com apenas 18 meses, se tornou famoso como o “cão pornô”, por suas habilidades para encontrar material eletrônico de armazenamento, que podem ocultar arquivos vinculados com pornografia infantil, entre outros temas.

O peludo trabalha com o detetive Cameron Hartamn no condado de Weber (Utah, Estados Unidos), e é um dos poucos cães que, nos EUA, estão capacitados para detectar os compostos químicos que certos aparelhos emitem, entre esses dispositivos estão:

  • CD-ROM
  • Cartões de memória
  • Telefones celulares
  • Tablets

E embora esteja claro que o animal não sabe o que contêm os elementos que detecta, contribuiu em muitos casos para que se encontrassem evidências que envolviam diversas pessoas relacionadas, sobretudo, com o crime da pornografia infantil.

A extraordinária capacidade olfativa dos cães permitiu treiná-los também para detectar os componentes químicos que emitem os diferentes dispositivos eletrônicos de armazenamento. Assim, eles conseguem encontrar, por exemplo, material de pornografia infantil guardado nestes elementos.

Conheça os achados de URL, o cão policial de combate a crimes contra menores

Hartman é membro da Força-tarefa para Crimes contra Crianças e fala entusiasmado sobre o potencial que o cão URL demonstra. E embora o detetive não possa dar detalhes sobre os casos que estão abertos, mostra-se orgulhoso em relação aos achados do peludo.

Este cão policial encontrou evidências relacionadas com pornografia em diferentes operações realizadas enquanto se investigavam causas sobre crimes sexuais contra crianças e tráfico de menores.

Por exemplo, URL detectou uma memória USB que estava guardada junto com outros elementos em uma jarra fechada que, por sua vez, estava enfiada dentro de uma caixa, que também continha outros objetos armazenados. Impressionante o nariz do cãozinho.

Bear, outro cão policial que ajudou a revelar crimes contra crianças

Mas URL, o cão policial, não é o único peludo em campo em território norte-americano sendo utilizado para desvendar crimes. Antes dele, o cão Bear já vinha colhendo os louros do sucesso nessa área. Esse cão policial foi, por exemplo, a peça chave para poder incriminar Jared Fogle, um ex-promotor de uma cadeia de restaurantes fast-food, por esconder material relacionado com pornografia infantil em memórias USB em sua casa.

Bear também participou do caso contra Marvin Sharp, um ex-treinador de ginástica acusado de abuso de menores, que terminou se suicidando na prisão. O cão tinha encontrado uma caixa de segurança onde Sharp escondia vários cartões de memória que continham evidências que o envolviam.

Também há outros cães trabalhando nestes casos e, inclusive, há um peludo no Alaska. Mas URL é o único animal especializado na região das Montanhas Rochosas. Por este motivo ele pode ser solicitado para trabalhar tanto a nível Federal como em diferentes Estados.

Cabe destacar que o treinamento de um deste cães policiais, para que ele consiga detectar material eletrônico, demanda três horas de trabalho diário ao longo de cinco meses.

cao-policial-2

Fonte: http://cnnespanol.cnn.com/

Sejamos gratos ao poderoso olfato dos cães

A capacidade olfativa dos cães é muito superior à humana: seu nariz possui em torno de 120 milhões de células sensíveis ao cheiro, enquanto as pessoas não alcançam os 5 milhões.

E está provado que eles não podem ser superados por nenhuma máquina. É por isso que são insubstituíveis na hora de detectar, por exemplo:

  • Explosivos
  • Material inflamável
  • Drogas (embora elas possam estar camufladas com diferentes aromas ou dentro de um bloco de cimento armado)
  • Pessoas presas em desmoronamentos
  • Alimentos que possam conter agentes patogênicos

Os peritos afirmam que os cães podem ser treinados para detectar qualquer tipo de substância, já que, para eles, trata-se de uma brincadeira.

Fonte das imagens: www.abc.es, cnnespanol.cnn.com