3 dicas para evitar infecção urinária em cães

· novembro 19, 2018

A falta de higiene na área genital, a ingestão de água ou alimentos contaminados, ou o enfraquecimento da bexiga por pouca hidratação, pedras ou inflamações são algumas das causas da infecção urinária em cães.

A infecção urinária em cães pode começar como uma simples dificuldade para urinar ou andar, por conta do desconforto grave nos rins.

Essa condição é mais frequente em animais mais velhos, então você deve estar alerta para qualquer sintoma.

O conhecimento das causas e tratamentos desse tipo de patologia ajudará a evitar que a doença se espalhe para outros cães da casa.

A cistite, ou infecção urinária, geralmente ocorre nos órgãos inferiores, como uretra e bexiga. No entanto, também pode ocorrer nos altos, afetando rins e ureteres.

Um problema no sistema reprodutivo ou endócrino também pode desencadear problemas no trato urinário. Na maioria dos casos de infecção urinária em fêmeas, a causa está associada a bactérias externas.

Causas da infecção urinária em cães

Quando se trata de uma bactéria, a infecção urinária em cães pode ser contraída pela ingestão de água ou alimentos contaminados.

Por outro lado, a falta de higiene pode causar um acúmulo bacteriano ao redor dos genitais, resultando na infecção do trato urinário.

Geralmente, há uma predisposição orgânica à infecção, especialmente em cães mais velhos, como problemas na bexiga.

A bexiga pode sofrer um enfraquecimento ao longo dos anos, dessa forma facilitando a entrada de bactérias.

Deve ser lembrado que, devido à perda de mobilidade, os cães geralmente bebem menos água, o que também leva ao surgimento de infecções. Outro fator que causa enfraquecimento são as pedras na bexiga ou inflamações.

Cachorro saudável

Além disso, doenças como câncer, problemas de próstata e até mesmo uma pancada na parte de baixo do abdômen causam risco de infecções do trato urinário em cães.

Entre as causas, o estresse não é descartado como fator desencadeante dos problemas urinários. No caso das pedras, um tratamento oportuno evitará que obstruam a uretra, o que pode ser doloroso e bastante grave.

Sintomas e detecção de infecções do trato urinário em cães

Prestar atenção no seu melhor amigo tornará possível detectar se ele sofre desconforto ou dor ao urinar. O andar cambaleante ou gemidos são sinais de que algo não vai bem.

Após os sintomas, a urina sai em pequena quantidade (apenas algumas gotas) e se torna opaca. Além disso, vestígios de sangue podem aparecer. Nesses casos, a visita ao veterinário é obrigatória.

Um exame de urina é a maneira perfeita de verificar a presença de infecções do trato urinário em cães. Para detectar se o problema está apenas nos tratos inferiores ou se já afeta os rins, é necessário observar a presença de sangue.

  • No momento da micção pode haver gotículas de sangue no início, o que indicaria que é uma infecção na uretra e na bexiga.
  • Se o sangue persistir durante a expulsão da urina, o trato superior foi afetado: incluindo bexiga ou próstata. Isso denotaria problemas de coagulação.
  • Quando o sangue é observado no final da micção, suspeite de pólipos ou pedras na bexiga.

Perda de controle ao urinar é uma característica típica da cistite. Infecções do trato urinário em cães também podem causar febre como uma resposta do organismo à presença de bactérias.

Um animal que sofre deste problema pode perder peso, beber mais água do que o habitual e ficar muito abatido.

Exames médicos para infecções do trato urinário em cães

Um diagnóstico preciso pode fornecer o tratamento adequado e curar o animal mais rapidamente. Testes frequentes podem ser mais simples, como exames de urina e sedimentos urinários.

Os exames de raio-x e ultrassom podem fornecer dados úteis caso hajam complicações ou resquícios de doenças anteriores.

O ultrassom pode fornecer informações sobre tamanhos, inflamações e presença ou não de tumores.

Cachorro com febre e termômetro

Tratamentos para infecções do trato urinário em cães

Os antibióticos são geralmente o tratamento mais comum e dão melhores resultados. Quanto aos cálculos, eles podem ser tratados com produtos especiais para dissolvê-los e evitá-los. De qualquer forma, em alguns casos, a cirurgia se torna inevitável.

Prevenção de infecções urinárias em cães: 3 dicas básicas

Há três aspectos básicos para prevenir, não só infecções urinárias, mas todos os tipos de doenças em cães:

  1. A dieta é muito importante. São indicados alimentos de acordo com as necessidades e a idade do cão. Além disso, devem ser consumidos alimentos nutritivos e não processados. Evite dar ao seu pet petiscos, alimentos ricos em sódio ou de má qualidade.
  2. Além disso, tanto a comida quanto a água devem ser servidas em recipientes limpos. No caso da água, ela deve ser trocada diariamente e, no verão, duas ou três vezes ao dia.
  3. Por outro lado, os cães devem urinar com frequência. Passar um dia com a urina presa pode causar infecções.

Em suma, os cães precisam de cuidados essenciais para se manterem saudáveis, especialmente quando atingem uma certa idade, quando há maiores riscos de sofrer de doenças.

Dessa forma, infecções urinárias em cães detectadas precocemente podem ser resolvidas rapidamente.