5 coisas que seu cão não quer que você faça

· abril 13, 2018

Os animais tendem a demonstrar o carinho que sentem por seu dono com muita frequência. No entanto, há gestos ou coisas que seu cão não quer, e que podem confundir e até irritar nosso animal.

Os cães não utilizam a mesma forma de comunicação que os humanos, por mais que sejam domesticados. Por isso, devemos evitar alguns comportamentos que eles podem interpretar como gesto de aprovação, dominância ou advertência. Além disso, os animais precisam de atitudes de liderança de seus donos.

Utilizamos pouco a linguagem corporal

Nós humanos somos uma espécie expressiva e que tende a demonstrar nossos sentimentos com palavras. Mesmo sem nos darmos conta, provavelmente estamos sempre falando com nosso cão sobre coisas que aconteceram no nosso dia ou sobre como nos sentimos, assim como faríamos com um amigo próximo.

Os cães podem associar algumas de nossas palavras com ações repetitivas. Por exemplo, é fácil para ele reconhecer palavras chave como “passear”, “comer”, “não” ou “muito bem”. Mas isso não significa que seu cão possa lhe entender, porque os animais não são capazes de falar nem de compreender nosso idioma, por mais que você se esforce para falar com eles.

Cachorro com dona

O único recurso que resta a seu cão para lhe entender é a linguagem corporal. Tenha muito cuidado na hora de ensinar novos sinais a seu cão, porque muitas vezes um desconhecimento do dono pode confundir o animal.

Há vezes em que queremos que nosso cão pare de repetir determinado comportamento e, ao proibi-lo, nos inclinamos para frente, o que, na verdade, convida o animal a chegar perto e lhe transmite aprovação.

Na verdade, seu cão não quer que você lhe abrace

Somos bombardeados todos os dias com fotos lindas de um Golden Retriever abraçado por crianças em uma série de paisagens incríveis. Os cães, como sabemos, são animais expressivos e até dependentes, que quase nunca rejeitam um carinho de seu dono.

Menina abraçando seu cachorro

No entanto, tendemos a nos esquecer de que os animais não se comunicam como as pessoas, e que um contato muito próximo ou prolongado com um humano pode chegar a ser ruim para o animal. No caso dos cães, os “abraços” entre membros da mesma espécie são utilizados para mostrar dominância e marcar território.

Se um humano faz o mesmo, é provável que o animal entenda esse gesto de forma agressiva ou ameaçadora. Por isso, tente fazer com que as crianças pequenas da casa deem mais espaço ao animal.

Mesmo que você tenha visto na televisão que dar abraços nos cães é normal, temos que levar em conta que esses animais são adestrados e aprenderam a tolerar as pessoas que os abraçam.

Não olhe diretamente para os olhos de um cão desconhecido

Outras das coisas que seu cão não quer que você faça. Como humanos, o contato visual entre membros de nossa espécie é uma boa ferramenta para estabelecer conexões e reforçar laços afetivos. No entanto, no mundo animal, esse contato geralmente se utiliza como advertência ou para reafirmar uma posição de dominância.

cães com um olho de cada cor

Se você decide chegar próximo de um cão que não é seu e, por costume, faz isso enquanto olha diretamente para os olhos dele, é provável que ele interprete mal seu gesto e se coloque na defensiva. Tente chegar perto devagar, com a mão na altura do nariz para que ele possa cheirar e saber quem você é, antes de fazer carinho ou chegar muito próximo.

Seu cão não quer liberdade, quer rotina

Os cães domésticos seguem tendo em mente que são parte de uma manada e aceitam que você é seu líder. Na natureza, um líder dá ordens, determina papeis dentro da estrutura hierárquica e atua de maneira consequente.

Seu cão espera que você faça isso por ele. Se você dá ordens e ensina seu animal a obedecê-las, não estará sendo um dono mau ou chato, mas sim estará proporcionando a seu pet a estrutura que ele precisa para poder se sentir cômodo em seu papel na manada.

Cachorro recebendo ordem para ficar quieto

Isso é especialmente importante com cães dominantes, porque foram feitos para ter responsabilidades e se sentirem úteis. Por isso, são utilizados como cães guardiães ou cães policiais, apesar de serem mais complicados na hora do adestramento.

Não force amizade com animais ou pessoas que seu cão não suporta

Como qualquer outra pessoa, um cão tenderá a evitar o contato com qualquer animal ou humano que não lhe traga boas sensações. Ele não se importa se o indivíduo em questão é sua irmã, ou o cão de seu parceiro. Há ocasiões nas quais, simplesmente, não houve “química”, e é provável que nunca haja.

Não force relações improváveis entre seu cão e pessoas ou animais de quem ele não gosta. Você provocará situações incômodas e inclusive violentas que farão seu animal sofrer ou poderão pôr outras pessoas e animais em perigo. Se você está passeando no parque e seu cachorro grunhe para outro animal, não tente fazer com que sejam amigos, porque isso não vai acontecer.