As 3 melhores formas de acariciar um gato

Se você ama os animais, fazer carinho em um gato é tentador, além de ser saudável e fazê-lo feliz. Mas o felino, com sua personalidade forte, certamente fará você notar se as carícias estão excessivas ou não estão agradáveis. Por isso, é importante conhecer as melhores maneiras de acariciar nosso amigo ronronador.

Como acariciar um gato se você for um principiante

conselhos-para-que-seu-gato-seja-mais-sociável

“Deus criou o gato para oferecer ao homem o prazer de acariciar um tigre”, disse certa vez o poeta, dramaturgo e novelista francês Victor Hugo.

Quem convive há mais tempo com esses animais aprendeu, com alguns arranhões e mordidas, quais são as melhores formas de fazer carinho nos bichanos.

Mas se você ainda não tem um gatinho em casa ou só adotou um felino recentemente, daremos algumas dicas de como fazer carinho corretamente. Continue a leitura!

“Contaremos como fazer para que as carícias sejam uma atividade agradável tanto para você como para o gato.”

1. Carícias na cabeça não falham nunca

Sempre que o seu gato está disposto, sua cabecinha (e arredores) é um bom lugar para começar com as carícias. Você pode esfregar ligeiramente entre as orelhas e ir descendo até o pescoço, bochechas e queixo. Certamente o animal fechará os olhos e começará a ronronar.

As laterais do rosto dos gatos contam com glândulas que secretam feromônios com os quais, por exemplo, eles marcam seu território. Quando você faz carinho nessas regiões, espalha esse cheiro e o animal se sente mais à vontade.

2. Percorra a sua coluna, do pescoço até a cauda

Passar suavemente a palma de sua mão do pescoço até a cauda do gatinho também é muito prazeroso para ele. É provável que o animal arqueie as costas para moldar o corpo ao movimento de suas mãos.

Aconselhamos que nunca o acaricie no sentido contrário ao nascimento dos pelos. A maioria dos felinos não gosta que os carinhos sejam feitos dessa maneira.

3. Cada gato é diferente, até mesmo no que se refere às carícias

Não há um felino igual a outro. Cada um tem sua personalidade bem definida. E para as carícias é a mesma coisa. Afirmar que certas partes do corpo do gato são ideais para acariciar seria especular demais. O que agrada um gato pode não ser tão agradável para outro.

Tudo dependerá, então, do seu conhecimento sobre o gato e da confiança que você conquistou para descobrir quais as regiões do corpo que ele gosta que sejam acariciadas e quais devem ser evitadas.

Cuidado com a barriga!

Alguns gatos amam carícias na barriguinha e outros detestam. Quando um gato deita de pernas para cima e deixa que acariciemos a sua barriga, é sem dúvida uma demonstração de confiança.

No entanto, é muito provável que ele também entenda que você quer brincar quando coloca a mão sobre a barriga dele. Nessa hora, você corre risco de sofrer arranhões e mordidas, já que o felino tentará pegar a sua mão com as patas e levá-la à boca.

Sinais de que o seu gato quer ser acariciado

pessoa acariciando gato

Afinal, como saber se o gato deseja receber carinhos? Preste atenção nestes detalhes:

  • Ele ronrona.
  • O gato se aproxima e roça em seu corpo, geralmente nas pernas.
  • Te dá pequenos golpes com a cabeça.

Agora, considere interromper a sessão de carícias se notar que o seu peludinho:

  • Eriça os pelos.
  • Move a cauda rapidamente.
  • Emite roncos, grunhidos ou sibila.
  • Abaixa as orelhas contra a cabeça.
  • Está inquieto.

E não se esqueça de que você não deve interromper o gato enquanto está se limpando ou comendo. E se há crianças em casa, explique muito bem para elas como e quando acariciar o gatinho.

Recomendados para você