Ave ferida: primeiros socorros

maio 6, 2018

As corretas manobras de primeiros socorros são um conhecimento fundamental para socorrer uma ave ferida. Milhares de pássaros domésticos e selvagens acidentam-se diariamente e é possível ajudá-los.

Ave ferida: principais causas de acidentes com pássaros domésticos

As pancadas acidentais são a causa mais frequente de feridas, traumas e óbitos de aves domésticas. Ocorrem frequentemente quando o ambiente não foi devidamente preparado para criar um pássaro em liberdade.

Os pássaros em cativeiro também se tornam vulneráveis a intoxicações. Estas podem ser causadas por ingestão de alimentos, álcool, metais ou produtos químicos.

Um risco menos frequente, mas igualmente considerável, é o atropelamento de aves domésticas que escapam de casa.

Passarinho ferido

Fonte: Juan de Deus Santander Vela

Principais causas de acidentes com aves silvestres

As aves silvestres de grande porte, como falcões, águias e abutres, sofrem muitos choques em cabos de eletricidade.

Também, muito frequentemente, são vítimas de ferimentos graças à prática de caça esportiva. Razão pela qual é necessário conscientizar as pessoas sobre os impactos negativos ao meio ambiente de certas práticas recreativas humanas.

Por último, mas não menos importante, estão os atropelamentos. Este tipo de acidente é muito comum com aves migratórias, ou cujo habitat se encontra ameaçado por estradas.

Entre as aves silvestres de pequeno porte, a causa mais comum são as quedas dos ninhos. Nem todos os filhotes desenvolvem corretamente suas asas no tempo esperado, podendo cair ao tentar voar.

Estas aves também podem ser feridas por ataques de predadores naturais.

Principais manobras de primeiros socorros com uma ave machucada

É possível ajudar uma ave machucada, independentemente de seu porte, conhecendo as técnicas adequadas de primeiros socorros.  Logicamente, estas manobras variam de acordo com a causa do acidente.

É indispensável manter a calma e proceder conscientemente ao encontrar um animal acidentado. As manobras devem ser realizadas com segurança, evitando riscos para a saúde do humano e da ave.

  1. Analisar a situação e o estado do animal

Algumas perguntas ajudam a reconhecer a causa do acidente e saber quais medidas de primeiros socorros aplicar na ave ferida. Além disso, estas podem agilizar e orientar o trabalho do veterinário especializado.

  • O animal está consciente?
  • Há uma fatura evidente?
  • O animal parece ter sido atropelado?
  • Existe uma ferida externa?
  • Há evidência de hemorragia?
  • Reconhecem-se indícios de intoxicação?

2. Conselhos gerais para ajudar uma ave acidentada

Cuidados na manipulação

Pode ser perigoso manipular uma ave silvestre, principalmente as aves de rapina. É necessário proceder com cuidado ao tentar manipulá-las. Atitudes imprudentes podem agravar as feridas ou as lesões do animal e ferir quem tenta ajudar.

Quando não se conta com experiência em manipular aves grandes, o mais aconselhável é solicitar ajuda profissional. Também pode ser solicitada a ajuda de centros de recuperação de animais silvestres.

Evitar o agravamento de lesões ou feridas

Uma ave ferida encontra-se muito vulnerável. Para evitar agravar seu estado, recomenda-se cobri-la com uma manta, uma toalha, um pano ou um pedaço de roupa.

Deve-se dar preferência para tecidos leves, pois o peso pode machucar ou causar dor. O mais importante é vendar os olhos, pois a ave tranquiliza-se ao não ver a luz.

Recolher corretamente o animal, evitando danos

Após envolver a ave, pode-se então levantá-la suavemente. É importante manter a estabilidade e a firmeza para mover o mínimo possível o animal. O ideal é evitar qualquer ação de força.

Em caso de fraturas evidentes, é importantíssimo deixar a ave em uma posição natural e cômoda.

Esta medida não é recomendável para aves que se encontrem em estado crítico. Nestes casos, o ideal é recorrer a ajuda profissional.

Em caso de intoxicação

As intoxicações de aves são acidentes graves que requerem atenção especializada de urgência.

Passarinho na mão do dono

Como é muito difícil fazer um pássaro vomitar, não é recomendável tentar fazer isso por conta própria. O ideal é levar à ave ferida imediatamente ao veterinário.

Primeiros socorros em caso de feridas externas

Quando a ave apresenta feridas externas de pequeno ou médio tamanho, e pouca profundidade, a primeira coisa a se fazer é limpá-las. Para isso, pode ser utilizado soro fisiológico ou água oxigenada misturada em 50% de água.

Em caso de feridas profundas ou com sangramentos, é preciso agir com muita rapidez. As aves podem sangrar e morrer rapidamente. O ideal é colocar pó adstringente sobre a ferida e pressionar com uma gaze limpa.

Em ambos os procedimentos, é indispensável segurar firmemente a ave. O movimento natural do animal pode agravar suas feridas ou lesões.

As manobras de primeiros socorros não substituem a atenção veterinária especializada.