Como fazer carinho em um gato?

Embora os gatos possam parecer animais feitos para serem acariciados, a verdade é que há muitas formas e truques diferentes para isso. Tudo para evitar que estes felinos reajam de maneira negativa, arranhando ou mordendo, se fizermos carinho de forma inadequada. Hoje iremos ensinar-lhe a fazer carinho em um gato.

Habitualmente costuma acontecer de acariciarmos com força e rapidez, e de o gato reagir de forma negativa. Com isso, cria-se uma má relação.

A abordagem para fazer carinho em um gato

gato-gosta-dormir

A primeira coisa que devemos fazer é nos aproximarmos com suavidade. Isso é para que o bichano nos cheire, para que possa comprovar que não queremos lhe fazer mal e nem tratá-lo de forma grosseira.

Se, na busca de conexão com o seu animal de estimação felino, ele começar a lhe cheirar ou a se esfregar na mão que você lhe estendeu, é um bom sinal. É provável que o felino ceda e se deixe acariciar.

Depois de pegar confiança, acariciaremos a cabeça do gato com a ponta de nossos dedos. Devemos nos centrar principalmente na região situada atrás de suas orelhas para, posteriormente, passarmos para o resto do corpo.

Depois de passar os dedos por uma das zonas mais sensíveis de seu corpo, como a parte traseira das orelhas, prosseguiremos.

Podemos passar nossas palmas do pescoço de nosso felino até a cauda, mas nunca o contrário. Embora se possa sim aplicar pressão nestas carícias, os movimentos devem ser suaves e delicados.

Cuidado com algumas ações ao fazer carinho em um gato

Evitaremos agarrar a cauda de nosso pequeno bichano, ou tentar acariciar à força as laterais de seu corpo.

Como um sinal, se o carinho em um gato produz prazer, ele se moverá de uma maneira que também possa responder com carícias, não seremos só nós a dar isso a ele.

Porém, se o gato puser as orelhas para trás, isso significa que não se deixará acariciar e é melhor que não tentemos nenhum tipo de carícias.

Observaremos que se o nosso gato se aproximar e se recostar junto a nós, pode ser que ele esteja pedindo que o acariciemos. Também pode acontecer dele ser resistente às carícias. Nesse caso, teremos que parar, já que possivelmente ele só procura o calor humano de seu dono.

É comum que os donos façam carinho em um gato passando as mãos ao longo de seus corpinhos. Mas nem todos os bichanos gostam desta ação. Se não tivermos uma perfeita relação com eles, o melhor é evitar estas carícias.

Tocar o ventre

Não é o mais correto. Quando os gatos estão relaxados, eles podem ficar de barriga para cima e expor o ventre. Mas nem sempre devemos ver isso como um convite para lhe tocar, pois muitos não gostam disso, em absoluto.

A razão deste desencontro é que a natureza felina os ensina a se protegerem de potenciais predadores (diferentemente dos cães, que têm mais confiança neste aspecto e adoram que acariciemos o ventre deles).

A barriga é para eles uma zona vulnerável onde se encontram todos os órgãos vitais.

O ronronar

Quando escutamos o nosso animal de estimação ronronar, isso significa que ele está tentando chamar nossa atenção para que possamos lhe dar carícias. Os peritos recomendam deixar que isso aconteça segundo as preferências do gato. É importante procurar sua “permissão” para tocá-lo e deixar que ele tenha o controle da interação.

A sonoridade do ronronar no carinho em um gato denota seu nível de felicidade. Quanto mais forte for o ronronado, mais feliz ele está. Um ronronar suave significa que ele está contente, enquanto que um forte indica que está muito feliz.

Igualmente, um ronronado excessivamente forte significa uma felicidade excessiva. Se, nessa situação, você perceber que ele está incomodado de alguma forma, proceda com cautela.

Para fazer carinho em um gato, toque a patas com muito cuidado

caricia-gato

Não devemos brincar com as patas de um gato, exceto se você o conhecer bem e saber que ele gosta que você assim o faça. Começaremos acariciando o gato para relaxá-lo, depois veremos se ele nos deixa tocar suas patas, acariciando-a com apenas um dedo.

Embora muitos gatos não gostem que manipulemos suas patas, é possível treiná-los. Algumas ações surtem muito efeito, como no caso de termos que cortar as unhas deles, podemos fazer isso mediante um sistema de recompensas lento e sucessivo.

Em todas as formas de fazer carinho em um gato, tente sempre com muita paciência, vá pouco a pouco.

Recomendados para você