Coleira extensível para cães: vantagens e desvantagens

Deve-se ter em mente que esses modelos apresentam uma série de riscos quando usados ​​na rua, especialmente para outros usuários. É verdade que essas coleiras dão uma maior sensação de liberdade para o cão. Entretanto, é possível que ele tenha a mesma experiência com uma coleira convencional, caso seja treinado adequadamente.

Existem muitos tipos de coleiras no mercado que se adaptam às necessidades e anatomia do nosso animal de estimação. A crescente popularidade da coleira extensível pode fazer você pensar que esta é a melhor opção. Entretanto, esse tipo de coleira também oferece uma série de riscos.

A “liberdade” da coleira extensível para cães

As coleiras convencionais podem ser simples cordas grossas com um nó no final. Além disso, elas podem parecer desconfortáveis ​​e não muito ergonômicas para o proprietário e o animal. O design da coleira extensível para cães é mais adequado para a mão do proprietário. Além disso, a coleira conta com um botão para controlar o comprimento.

Se você treinou adequadamente o seu cão, deve acreditar que ele não vai ficar louco com qualquer estímulo externo. Nesse caso, essa coleira pode ser útil. Afinal, ela possibilita que o animal de estimação tenha uma sensação de algum controle. Assim, ele poderá se mover com um pouco mais de conforto.

A coleira extensível para cães pode medir até oito metros. Elas permitem que nosso cão cheire ou explore “livremente” o ambiente. Para um cão grande, essas coleiras geralmente não são muito convenientes. Afinal, o mecanismo interno pode ser facilmente quebrado por puxões repentinos.

Coleira

Riscos desconhecidos

A sensação de controle e a falsa liberdade de que falamos antes podem levar a uma série de consequências. Em vista disso, a coleira extensível para cães pode até colocar em risco o bem-estar físico de seu cão. Nesta lista, você conhecerá os problemas mais comuns que esse tipo de correia pode causar.

  • Um cão que não tem a habilidade básica de autocontrole não pode usar essa coleira. Os oito metros para um cão com comportamento imprevisível podem privar o dono do pouco controle que tinha sobre seu animal. De uma hora para outra, o cão pode se deparar com brigas com outros cães ou com donos.
  • cabo desse tipo de coleira pode causar vários problemas. Um dos mais comuns é envolver as pernas do proprietário ou as de outra pessoa. Dessa forma, o cão pode fazer as pessoas perderem o equilíbrio e caír no chão. No caso de ficar presa em sua mão ou no corpo de outro animal, a coleira pode causar queimaduras por atrito. Geralmente, elas costumam ser bastante dolorosas.

Mais riscos

  • Não devemos usar esta coleira se o nosso cão ainda não tiver aprendido a voltar quando for chamado. É fácil pensar que puxar nosso animal é a melhor solução para que ele preste atenção. No entanto, isso dá origem a uma falsa sensação de autoridade e um cabo de guerra constante. Isso pode prejudicar o nosso cão. Na maioria dos casos, isso não ensina o animal a respeitar seu dono.
  • É difícil distinguir por onde a coleira está passandoIsso pode ser perigoso para ciclistas, motociclistas ou pessoas que possam tropeçar nela. Além disso, pode ser perigoso mesmo durante a caminhada. Afinal, é geralmente nesses ambientes onde geralmente há mais ciclistas.
  • As coleiras extensíveis para cães dependem de um mecanismo de plástico que normalmente não é muito durável. A relação preço e qualidade pode não ser muito boa em comparação com as coleiras mais convencionais.
Passeie com seu cachorro

Embora as coleiras convencionais possam parecer desconfortáveis ​​ou mesmo cruéis para o animal, o fato é que o principal problema são os donos que não treinam adequadamente seus pets. Os donos acabam lutando com os cães por ações básicas como levar o cachorro de volta para o lado ou parar de brigar com os outros.

Recomendados para você