Como cuidar de nossos animais de estimação no verão

Assim como acontece com as pessoas, cães e gatos sofrem com as altas temperaturas. Portanto, neste artigo vamos falar sobre como cuidar de nossos animais de estimação no verão, seja para viajar com eles, ficar na cidade, ou deixá-los sob os cuidados de alguém em quem você confia.

Atenção com os nossos animais de estimação no verão

A insolação não afeta apenas os seres humanos. Cães e gatos também podem sofrer suas consequências. Quando a temperatura for superior a 30° C, animais de estimação se tornam predispostos a sofrer alguma lesão ou doença, caso os donos não tomem as medidas adequadas.

Cão correndo na praia

Pelagem espessa, a pele rosada e, em alguns casos, a incapacidade de obter água ou sombra sozinhos, pode contribuir para prejudicá-los severamente.

A insolação poderá ocorrer quando o animal de estimação fica exposto ao sol por muitas horas. Embora eles não saibam, muitos donos que deixam seus cães dentro do carro, o deixam expostos a uma desidratação certa e a uma provável morte.

Os principais sintomas de que os animais estão sofrendo com as altas temperaturas são:

  • Perda de consciência
  • Ofegação excessiva
  • Letargia
  • Pele, boca e nariz secos
  • Apatia
  • Fraqueza

Se o nosso cão ou gato sofrer um choque térmico, devemos levá-lo urgentemente ao veterinário. Entretanto, no caminho, temos que jogar água em sua barriga e nas dobras das patas dianteiras (que são como as nossas axilas).

Algumas raças de cães estão mais propensas de vir a sofrer tais problemas pelo calor, como é o caso dos cães de focinho curto (braquicéfalos): os Bulldogs e os Boxers, para citar dois exemplos. O mesmo se aplica aos animais de estimação com pelos muito longos e espessos (como o gato Angorá e cães Akita).

Tal como acontece com as pessoas, os dois grupos mais vulneráveis à insolação são os filhotes e os idosos, porque o metabolismo deles não pode controlar a temperatura.

Dicas para cuidar de animais de estimação no verão

A fim de garantir o bem-estar de cães e gatos, é essencial que, nos meses quentes, demos mais atenção e ofereçamos a eles o melhor possível para evitar o calor. Para fazer isso, siga estas dicas:

  1. Evitar lugares mal ventilados

Já falamos outras vezes sobre o problema de deixar o nosso cão no carro, mesmo que for apenas por um minuto. Não é bom deixá-los trancados em uma sala ou ambiente sem ventilação. Eles não transpiram como nós para regular a temperatura e também não podem se abastecer sozinhos de água.

  1. Não deixá-los ao sol

Por nada no mundo você pode amarrá-los em um local que não tenha sombra, nas horas mais quentes, como meio-dia. eEles não apenas se desidratam, mas também sofrem queimaduras solares e outras lesões. Por favor, note que animais de estimação têm áreas muito sensíveis, como nos cães o focinho, e, nos gatos, as orelhas (e o estômago, em ambas as espécies).

Cão com uma bola na boca, brincando na piscina

  1. Fornecer muita água

Não importa se eles já tenham uma vasilha cheia de água. Coloque um recipiente adicional. A água é um elemento importante para combater o calor. É essencial que ela esteja limpa e fresca. Troque a água todos os dias para evitar a proliferação de mosquitos.

  1. Dar banho

Que tal um pouco de água refrescante sobre a pelagem todas as noites (ou quando você tiver 5 minutos livres)? Os banhos podem ser fundamentais para que você regule a temperatura, especialmente nas épocas mais quentes. Uma fonte em um parque também pode ser perfeita (se os animais forem permitidos). A boa notícia é que ele se seca muito rápido e, ao voltar para casa, não molhará toda a sala.

  1. Tenha cuidado com as patas

Cimento, areia, pedras e outras superfícies tornam-se muito quentes no verão. Não percebemos porque usamos sapatos, mas as almofadinhas dos cães estão expostas. O asfalto quente pode até mesmo queimar suas patinhas. Tente evitar as horas quentes para passear com seu cão.

  1. Dê menos comida

Quando fica quente, é provável que o animal não queira comer com tanta vontade como no inverno. Preste atenção às mudanças nutricionais e, também, aos problemas intestinais que podem ocorrer nesse período. Com a concordância do veterinário, você poderá reduzir a dose de alimentos para seus animais, ou umedecê-los com leite e água. Cuide de seus animais de estimação no verão.

Recomendados para você