Como evitar mordidas de cachorro

· junho 2, 2017

Nossos amigos de quatro patas não apenas se destacam por sua fidelidade pelo homem ou por seus latidos, às vezes, excessivos. Lamentavelmente, às vezes, eles se tornam notícia porque morderam uma pessoa, provocando graves feridas ou até a morte. Mas é possível evitar que o cão morda?

Por quais motivos os cães mordem

Convenhamos que, se um cão morde ou tenta fazê-lo, é porque está assustado e é a forma que ele encontra para se defender, independente de seu tamanho ou raça. Embora quanto maior seja a mandíbula do peludo, maior o estrago que ela possa causar.

E ainda que seja muito divulgado que os animais classificados como “potencialmente perigosos” são mais predispostos a atacar, a verdade é que a culpa não é do cão, mas sim do dono, que o “educa” para que tenha esse tipo de comportamento.

O ambiente em que um cão cresce cresce, o tratamento que recebe e a forma com que é socializado e treinado influenciam e muito em seu comportamento e na possibilidade de que o animal tenha tendência a morder.

Uma boa educação, tanto de cães como de humanos, é a ferramenta fundamental para evitar que os peludos nos mordam.

Dados sobre peludos e mordidas

As mordidas dos cães não são um tema menor. Por isso, é importante evitá-las com uma educação correta, tanto canina como humana.

De acordo com dados Organização Mundial da Saúde (OMS):

  • As taxas de mortalidade por esta causa são as mais elevadas em países de renda média e baixa. O motivo é uma atenção médica inadequada ou inexistente.
  • As crianças são as principais vítimas e correm sério risco, por uma questão de estatura, de sofrer lesões na cabeça ou no pescoço.
  • Cerca de 50% das lesões causadas por animais a viajantes são ocasionadas por mordidas de cães.

Como evitar que o seu cão morda

O que podemos fazer para evitar que o cão morda? Muitas coisas. Por exemplo, se ele ainda é um filhote, deve ensiná-lo a não morder quando está brincando.

É perfeitamente normal que os cães de certa idade utilizem a boca para explorar o entorno e mordisquem tudo o que encontram pela frente.

Mas é preciso fazer com que os pequeninos entendam que essa ação pode machucar. Como? Observe o que outro filhote, amigo de brincadeiras, faz quando é mordido: se queixa pela dor que sente.

Por isso, quando o seu peludinho estiver mordendo você suavemente e fica mais animado, dando uma dentada com força, faça com ele entenda que dói. Grite Aiiii!!! e abandone a brincadeira. É a melhor forma de fazer os animaizinhos entenderem que, com essa atitude, nos machucam, e passem a controlar a mordida.

Uma educação adequada e socialização: chaves para que os peludos não sejam agressivos

Mas os pontos fundamentais para evitar que o cão morda ou apresente outras condutas agressivas são a correta socialização e o amor que recebem.

Um cão que cresce em um ambiente “amigável’ e em contato com outros animais e pessoas certamente será um adulto sem medo e com personalidade equilibrada. Nessas condições, é difícil que ele reaja tentando morder.

Pelo contrário, a maior possibilidade de agressividade se dá em animais que:

  • Recebem castigos físicos
  • Permanecem presos, isolados ou estão o tempo todo na parte de fora da casa
  • São humanizados ao extremo

O que você deve saber para evitar que um cão morda

Além de educar e socializar os cachorros, nós também devemos aprender a forma correta de nos comportarmos frente a eles. Nesse sentido, é fundamental:

  • Conhecer a linguagem corporal dos peludos, para identificar os sinais que podem indicar um possível ataque.
  • Saber como se comportar perto de animais desconhecidos e que provavelmente podem ser agressivos.
  • Explicar às crianças como elas devem tratar os seus amigos de quatro patas. Lembre-se de que você não deve deixá-los soltos com elas, principalmente se ainda são muito novas.

Desta maneira, tentando entender nossos peludos, seremos capazes de evitar muitas situações desagradáveis e que podem terminar em uma mordida.