Como evitar que os cães pulem para dizer olá

· novembro 12, 2018
Para evitar que os cães pulem no momento de nos cumprimentar, devemos tranquilizá-los e ensiná-los a cumprimentar de outra maneira.

Muitos dos cães ficam tão empolgados quando o dono chega em casa que eles pulam, apoiam suas patas em nós e podem machucar. Se você quiser saber como evitar que os cães pulem para dizer olá, siga estas dicas.

Evitar que os cães pulem

Cães pulando quando você chega em casa pode ser um comportamento irritante ou mesmo perigoso.

Cães pequenos podem rasgar nossas roupas com suas unhas, enquanto cães grandes pesam tanto que podem nos empurrar e nos fazer cair.

No entanto, esse comportamento tem uma solução. Alguns cachorros entendem isso muito rapidamente e, de fato, um dia eles pararam de fazê-lo.

Em outros casos, quem tem que se esforçar mais para corrigir tal comportamento é o humano, que não percebe que está excitando seu cão e fazendo com que ele pule nele.

Não os excite

Para evitar que os cães pulem, a primeira coisa é entender que o animal deve ser tranquilizado quando você chega em casa. 

Se o cão ficar nervoso, ele terá que externar essa energia extra, e vai fazer isso pulando e empurrando.

Por outro lado, se entrarmos na casa de maneira relaxada, o cão terá maior probabilidade de se controlar e se comportar como gostaríamos.

Há muitas coisas que podem excitar um cão quando você chega em casa: falar muito rápido e com uma voz aguda, repetir muitas vezes as mesmas palavras ou dar eles muito carinho.

As entradas em casa devem ser relaxadas e consistir numa saudação tranquila. Sem levantar a voz, sem entrar com pressa e sem fazer o cão pular.

Cachorro correndo

Não recompense os pulos

É muito comum que, quando um cão pula, recompensemos esse comportamento sem querer. Entendemos que não gostamos que ele faça isso, mas fazemos pequenas coisas que ele sente como uma recompensa.

Com este problema de comunicação, os cães acreditam que queremos que eles pulem.

Portanto, para evitar um cão pulando, devemos estar muito conscientes de como reagimos aos saltos, porque podemos estar encorajando esse comportamento.

Fazemos isso falando com ele em um tom amoroso, apontando antes que ele pule como se quiséssemos indicar onde ele deve se apoiar, gargalhando… tudo isso pode ser um reforço involuntário para esse comportamento.

Por outro lado, não devemos ignorar completamente o cão quando chegarmos em casa: ele fará todo o possível para chamar nossa atenção, e não é bom frustrá-lo.

Uma saudação calma e palavras de saudação quando as quatro patas dele repousam no chão são as respostas mais adequadas.

Virar

Para parar o cão quando ele vai pular, podemos nos virar. Com este pequeno e simples movimento estaremos fazendo várias coisas ao mesmo tempo:

  • Ajudamos nosso pet a não se empolgar ainda mais.
  • Fazemos um sinal de calma, o que indicará que não estamos confortáveis ​​com esse comportamento.
  • Nós escondemos a parte do corpo na qual ele queria se apoiar.

Assim, quando virmos que o cão pretende pular em nós, devemos virar o corpo um pouco. 

Com isso, entenderá que não queremos que ele nos receba assim. Então, quando o cão estiver com todas as patas no chão, elogiaremos nosso pet por esse comportamento mais que adequado.

Ensine-o a dizer olá de outra maneira

Talvez você não tenha parado para pensar que esta é a única maneira que seu cão conhece para dizer olá. É por isso que ele acredita que deve fazer assim.

Uma alternativa boa e útil para evitar que os cães pulem é ensinar-lhes comportamentos alternativos.

cão dando a pata

Um comportamento alternativo se baseia no fato de ser impossível para o cão realizar duas coisas ao mesmo tempo. Desta forma podemos incentivar o que nos interessa e evitar que ele faça o que não nos agrada.

Por exemplo, no caso de cães que saltam, podemos ensiná-los a dar a pata para dizer olá. Antes teremos que ensiná-lo a se sentar e, então, a oferecer a pata.

Quando ele tiver dominado este exercício, quando entrarmos em casa e antes que ele salte, devemos dar-lhe a ordem para sentar. Se ele estiver sentado, não poderá estar pulando.

Outro comportamento alternativo é cheirar o chão. Se você deixar cair um pouco de comida no chão quando entrar em casa, ele ficará mais entretido em seus pés do que pulando sobre os seus ombros. 

Além disso, encontrar comida pode ser mais recompensador do que tentar se apoiar em você enquanto você se esquiva.

É fácil evitar que os cães pulem para dizer olá quando chegamos em casa. Mas precisa de tanta concentração por parte do cão como do humano: não o empolgue mais, não o incentive a continuar pulando

Aprenda a virar na hora certa e, se nada disso funcionar, ensine-o a dizer oi de uma maneira mais segura.