Como treinar cavalos para exibição

· setembro 6, 2018

Se você gosta de exibições e possui um bom animal, adestre seu cavalo. Não é tão simples como se pensa, mas também não é tão complicado como geralmente dizem. Para isso, devemos começar conhecendo melhor as características de uma exposição equina. Isso servirá para poder compartilhar e discutir sobre o treinamento de cavalos com adestradores.

Treinamento de cavalos conhecendo os critérios de uma exibição

O nome

A primeira coisa a ter em mente é que todos os cavalos numa exibição possuem um nome. Isso geralmente cabe ao criador designar. É como um apelido, geralmente, do lugar onde é criado.

Treinamento de cavalos

Critérios de avaliação

Os passos

Entre os passos do treinamento de cavalos, devemos destacar o trote. É um passo feito em diagonais. A pata frontal direita e a pata posterior esquerda se encontram no solo enquanto as outras estão no ar.

Há também a marcha e o galope, que são semelhantes ao trote, mas com maior velocidade. O ritmo dos passos aumenta, mas o som característico se mantém.

Juízes

Os juízes fazem uma análise e uma comparação dos cavalos na exibição para atribuírem uma classificação. Isso ocorre após observar sua serenidade na pista. Ou seja, se o cavalo realiza sua apresentação com destreza e delicadeza.

Também é feita uma avaliação do físico do cavalo. A posição da cauda é importante, assim como a disposição de seu corpo, dando ênfase ao dorso estar totalmente ereto.

Outros critérios são a forma do pescoço do cavalo e sua aparência e beleza em geral.

Na pista

Os cavalos geralmente são divididos em categorias de acordo com sua idade. As idades vão em grupos de 33 a 42 meses, pois se encontram em processo de adestramento. Além disso, também há um grupo de 42 a 60 meses e, posteriormente, o grupo dos com mais de 60 meses.

Dicas

Adestre seu cavalo levando em consideração que, para uma exibição, ele deve ter estas qualidades:

O cavalo deve ser manso. Deve ser resistente para lidar com todo o estresse que o evento causa. A mudança de habitat, o contato com luzes, pessoas, outros animais e música não é algo simples para o animal aguentar.

Como vimos, é importante trabalhar a sociabilidade do cavalo a fim de que possa aguentar a pressão emocional de um evento. Recomenda-se que eles vivam em lugares com boa ventilação e não em espaços reduzidos.

A alimentação para um cavalo que vai participar de exibições deve começar cedo. Às 05 horas, deve-se alimentar o animal, de maneira balanceada e seguindo critérios científicos.

É importante o funcionamento perfeito do seu trato digestivo. Desta forma, haverá tranquilidade em relação à pelagem, massa muscular e ausência de nervosismo.

Nunca deve faltar o pasto. Isso ajuda os cavalos a se entreter.

Trenadora com cavalo

Exercícios após comer

Após o desjejum, o cavalo deve ser levado para fazer exercícios numa arena de equitação, onde se devem colocar protetores em suas patas. O trabalho deve ser progressivo: comece com cinco minutos e vá aumentando o tempo gradualmente até chegar ao nível ótimo, de acordo com a idade do animal. De forma geral, pode-se dizer que 30 minutos de exercício é um tempo ótimo para se alcançar, em dois meses do treinamento.

Após esses exercícios, o cavalo deve ser preparado e sua pelagem deve ser escovada, dando muita atenção à limpeza das patas.

Ao meio-dia, deve ser alimentado com mais 25% de sua alimentação diária (os primeiros 25% são o desjejum). À tarde, recomenda-se que ele possa ter um descanso orientado ao pastoreio, de cerca de duas horas.

A partir das 18 horas, deve-se alimentar o cavalo com os 50% restantes de sua alimentação diária. Isso ocorre no momento em que ele se prepara para dormir. Essencial lembrar que você sempre deve deixar o animal pastar à vontade, para que possa ter saúde mental e emocional.

Fonte da imagem principal: Karen Roe