Esplenomegalia em cães

maio 30, 2018
Os sintomas de esplenomegalia em cães são: dores abdominais, diarreia, vômito, falta de apetite e letargia. Se você perceber algum deles, você terá que levar o seu cão imediatamente ao veterinário, porque uma ação rápida poderá fazer toda a diferença para mantê-lo vivo.

Temos certeza de que foi difícil pronunciar o nome da doença que está encabeçando o título deste artigo. Não se preocupe, hoje iremos ajudar a fazer com que ela pareça mais familiar para você. Nós falaremos sobre a esplenomegalia em cães. Você verá que é mais fácil do que parece e, uma vez que você saiba do que se trata esta doença, será mais fácil pronunciar seu nome.

Tudo sobre a esplenomegalia em cães

O que é

Embora o nome seja muito técnico, a doença em si não é tão complexa: a esplenomegalia em cães é uma inflamação do baço. Isso pode afetar cães de diferentes raças, sexos e idades, embora cães de meia-idade e grandes tenham maior probabilidade de virem a sofrer desta doença.

Não é uma doença que vem diretamente do baço, geralmente ela é a consequência de uma infecção de outra doença. No entanto, quando existe, recomenda-se o tratamento explícito da esplenomegalia, independentemente da doença que a gerou.

Causas

Existe uma ampla gama de possibilidades a considerar quando a inflamação do baço for diagnosticada. Ela pode ter sido causada por uma lesão abdominal, uma doença intestinal, tumores celulares do baço, hepatite ou, inclusive, poderá ter outras causas.

No entanto, existem fatores comuns na esplenomegalia em cães já identificados. Se seu cão sofre uma inflamação do baço, o veterinário fará um exame e poderá determinar a causa com facilidade, inclusive se ela for uma consequência de outras doenças.

Sintomas

Os sintomas da esplenomegalia em cães são estes:

  • Diarreia
  • Vômitos
  • Falta de apetite
  • Fraqueza ou desmaios
  • Dores abdominais
  • Letargia. Redução do ritmo e da frequência de suas atividades
esplenomegalia em cães

Se você notar algum destes sintomas, leve o seu cão sem demora ao veterinário. Não se esqueça de que a inflamação do baço é apenas a consequência de uma doença que pode ser grave. Cuidar do seu animal de estimação a tempo poderá salvar sua vida.

Não dê por normal nenhuma mudança que o seu animal sofra em seu comportamento ou corpo: tudo deve ser analisado pelo veterinário. Se ele for diagnosticado com esplenomegalia, não hesite em pedir ao veterinário mais testes para identificar a doença primária que está causando o problema.

Diagnóstico

A melhor maneira de saber se seu animal de estimação sofre de esplenomegalia é observando o abdômen dele. Dependendo do tamanho do inchaço, ele poderá apresentar um nódulo incomum. Mesmo que não exista, o veterinário irá palpar o abdômen para descartar a inflamação.

Outra maneira seria através de raio-X, que permite que se observe o baço e que se detecte anomalias nele ou em seus arredores. E, claro, um exame de sangue poderá dar indicações claras de outros problemas médicos que podem ter causado a inflamação.

Tratamento

A coisa mais lógica, especialmente quando a inflamação for muito grande, é entender o que a causa. Sabendo que existem muitas doenças que podem levar a esse inchaço, o melhor a fazer é examinar minuciosamente o animal para entender qual é a causa e daí, então, fazer um tratamento.

esplenomegalia em cães

Nos casos de esplenomegalia leve, a inflamação do baço será tratada com medicamentos indicados para ela. No entanto, nos casos mais graves, a remoção deste órgão poderá ser necessária.

Esta é uma doença que não pode ser evitada, pelo menos não até hoje. Mas você já sabe que o tempo que você dedica para observar o seu animal de estimação é fundamental para evitar males maiores advindos de qualquer tipo de doença.

Não subestime as mudanças que seu animal possa estar apresentando, por menores que sejam. Uma visita ao veterinário poderá evitar custos maiores e, além disso, nunca é demais ter certeza de que tudo está indo bem.