Esta cadelinha não sabe dormir deitada por causa dos maus-tratos

maio 10, 2017

Harriet é o nome que lhe foi dado por sua nova dona assim que foi adotada. O lugar onde vivia era um inferno para qualquer animal. Pouco depois de sua adoção, sua nova amiga percebeu que esta cadela, além de dormir em pé, não sabia deitar-se, por causa dos maus-tratos.

Uma empresa coreana e seus maus-tratos contra cães

Harriet veio de uma empresa coreana que vendia cães para serem cozinhados em restaurantes da cidade. Em seus armazéns, havia jaulas com 200 cachorros, e faltava espaço para eles se deitarem. Os animais viviam ali, todos juntos e apertados, esperando o trágico fim nos fogões.

A associação Humane Society of Tampa Bay resgatou os caninos dessas condições terríveis e dos maus-tratos e os colocou para adoção.

Uma nova vida

A vida de Harriet mudou por completo. Agora vive na Flórida com sua nova dona. Em breve, o animal irá superar o trauma que viveu durante seus três anos de vida.

Os especialistas que comentaram o caso afirmaram que Harriet não deve demorar a voltar a dormir deitada e esquecer os maus-tratos recebidos. E, além disso, graças ao amor que está recebendo em seu novo lar, ganhará em alegria e qualidade de vida.

Posições para dormir dos cães

Dependendo de onde estão, “ao ar livre” ou dentro de casa, os cachorros adotam posições diferentes para dormirA princípio, todos os cães optam por descansar em posições que lhes permitem, entre outras coisas, conservar o calor do corpo e levantar rapidamente em caso de perigo.

Dormir de lado

Os cães adoram dormir de lado. Para eles, é uma posição confortável, tranquila e relaxada. Quando um cachorro dorme dessa forma, significa que está muito confortável com seu entorno e seguro de si.

A posição enrolada é a mais frequente entre os cães. Com as patas escondidas embaixo do corpo e com o rabo envolvendo tudo, até tocar no focinho.

Esse jeito de deitar permite que o cão conserve o calor de seu corpo de forma natural, protegendo suas extremidades, o rosto, a garganta e os órgãos vitais.

Se o nosso bicho de estimação costuma dormir com frequência nessa posição, significa que ele é um animal dócil, fácil de educar e treinar, com uma boa disposição.

Dormindo com a barriga para baixo

Os cães que dormem com a barriga para baixo podem não estar muito relaxados. O que observamos é que seus músculos estão tensos demais para que se deixem levar pela fase REM do sono.

Essa posição nos indica que o nosso mascote não está muito relaxado. Mas isso não é um sinal de que algo está errado com o nosso amigo peludo. Na verdade, ele pode ser o mais enérgico e aventureiro de todos, dinâmico e preparado a todo momento para a ação e a diversão.

Dormir com nosso animal de estimação

O cão deve ter sua própria camaAlém dos riscos para nossa saúde, se nosso cão dorme com a gente, se tornará muito mais dependente. Esse hábito poderia causar problemas sérios de ansiedade por separação.

Os problemas de ansiedade em caso de separação podem chegar a ser tão sérios que o animal pode cair em depressão, apresentar perda de apetite ou comportamentos destrutivos.

Outro risco desse hábito é o costume do cão “marcar território”. É muito difícil fazer com que o animal pare com esse comportamento. Embora nos irrite que nosso peludo urine e marque a cama, ele não compreende as regras de etiqueta humanas. O que ele faz é simplesmente marcar o lugar onde dorme.

Riscos para a saúde

São muitas as razões pelas quais não é higiênico que o cão e o proprietário durmam na mesma cama. O primeiro é que existem muitos organismos invisíveis que vivem no pelo, na pele e nas patas do cão.

Alguns desses vírus e bactérias são inofensivos, enquanto outros podem se multiplicar rapidamente e causar infecções. Esses fungos e bactérias podem não causar problemas para nosso bicho de estimação, mas são perigosos para os seres humanos. Um exemplo é a micose.

Fonte da imagem principal: diariocorreo.pe