Ferração de cavalos sem riscos

Março 16, 2018

A atividade de ferração de cavalos é um momento decisivo para determinar o desempenho do animal no futuro. Um procedimento realizado indevidamente pode causar muita dor e danos à saúde. É por isso que é tão importante optar por um profissional sério e planejar a operação de antemão.

Os cavalos selvagens podem caminhar, galopar e viver normalmente com seus cascos “crus”. O próprio desgaste do uso permanente é suficiente mantê-los aparados e garantir a estabilidade do corpo.

Cavalos

No entanto, quando um animal é retirado de seu habitat natural, isso representa mudanças em seu estilo de vida. Os cavalos domesticados precisam ser submetidos à ferração e manutenção periódica das ferraduras. Tudo para proteger suas pernas e melhorar seu desempenho quando se movimenta.

A técnica utilizada durante a ferração de cavalos é complexa e requer conhecimentos específicos. É aconselhável buscar a ajuda ou a orientação de um ferreiro profissional antes de correr esse risco.

Como garantir a ferração de cavalos sem risco?

Como dissemos antes, o primeiro conselho fundamental é escolher um profissional qualificado para a colocação de ferraduras. A experiência do ferreiro é indispensável para garantir a ferração adequada de um cavalo.

No entanto, há um passo anterior, ao qual cada proprietário deve estar atento. É preciso amansar previamente o animal para prepará-lo para o procedimento de ferração. Muitos ferreiros têm experiência, mas os equinos têm suas próprias peculiaridades. Além disso, pode ser mais difícil colocar ferraduras em animais já adultos.

Por conta disso, o número de proprietários que preferem fazer a ferração de cavalos jovens está aumentando. Um cavalo jovem tem uma personalidade mais maleável, tende a confiar mais facilmente e costuma ser curioso diante de novas experiências.

A chegada da idade adulta

Um cavalo adulto já tem um temperamento mais sólido e é mais difícil de lidar com ele ou disfarçar o risco de uma situação totalmente desconhecida. A maioria dos acidentes ocorridos durante a ferração ocorrem com animais mais velhos.

Independentemente de quando a ferração acontecer, o ideal é que o animal seja domesticado desde filhote. Esse é o estágio da vida no qual um cavalo aprende a conviver e a controlar seus instintos para obedecer às ordens do cavaleiro ou da amazona.

Recomenda-se que o proprietário ou a pessoa que monta o animal participe ativamente do processo de domesticação do cavalo. O animal deve aprender a reconhecer e respeitar seu líder. Assim, gerando uma relação de confiança que servirá de base para o treinamento contínuo e para o desenvolvimento de atividades.

Existem vários métodos de adestramento usados por treinadores especializados em comportamento equino. O objetivo básico é incentivar a capacidade de aprendizagem do animal, levando-o a moldar seu comportamento e a responder positivamente aos comandos de seu líder.

Um ferreiro experiente sabe como se posicionar corretamente e demonstrar sua liderança. Caso contrário, o animal considera que está no domínio da situação e que pode agir de forma a evadir ou fazer prevalecer sua vontade. Essa é a causa mais comum de acidentes durante a ferração de um cavalo.

A técnica que os ferreiros usam mais frequentemente para controlar o animal é forçá-lo a realizar movimentos que não são exatamente do seu agrado. A maioria faz o cavalo andar para trás. Logicamente, isso requer habilidade e paciência, nunca violência.

Quando o animal demonstra a sua submissão (normalmente com movimentos de relaxamento da boca), o profissional pode proceder normalmente para começar a ferração.

Como saber se a ferração foi bem feita?

Em princípio, a prevenção deve ser suficiente para garantir a boa ferração do cavalo. Por isso, você deve escolher um bom ferreiro, usar materiais e ferraduras apropriadas para o animal e prepará-lo de antemão para a ferração.

Cavalos correndo ao ar livre

Normalmente, os sintomas de uma ferração inadequada aparecem rapidamente. Basicamente, porque uma ferradura mal colocada não proporciona equilíbrio ao animal e seu caminhar começa a ficar inadequado.

Quando uma ferração é bem feita, as patas do animal ficam claramente equilibradas na mesma altura. Além disso, a ferradura deve estar alinhada com o casco e centrada de acordo com seu eixo, que geralmente coincide com a ranilha.

Em casos muito raros, quando as medidas preventivas não são tomadas, o animal acaba ferido na operação e pode apresentar problemas saúde. Nesses casos, é essencial consultar um veterinário confiável imediatamente.

Preparar-se adequadamente para a ferração de um cavalo é investir em uma melhor qualidade de vida para o animal e preservar suas valiosas habilidades.

Fonte da imagem principal: Lamuga.

Recomendados para você