Insolação nos cães: como prevenir

O verão se aproxima e com ele as altas temperaturas. Humanos e animais correm o risco de sofrer algum problema de saúde se não tomarem as precauções necessárias. Hoje contaremos a você como prevenir a insolação nos cães.

Cuidados que devem ser tomados para evitar a insolação

Diferente das pessoas, os peludos concentram suas glândulas sudoríparas nas patas, ainda que também se “ventilem” pela boca, quando ficam ofegantes. E ainda que a natureza seja sábia e estes pontos costumem ser suficientes, a insolação nos cães muitas vezes ocorre por negligência de seus proprietários.

Então, isto é o que você deve levar em conta para que o seu animal de estimação não sofra um insolação:

Cão bebendo água

  • Evite passear com ele em horários em que as temperaturas estão mais elevadas. Se possível, leve-o de manhã cedo ou quando o sol se por.
  • Não o exponha a uma sessão longa de exercícios.
  • Mantenha seu peludo hidratado. Deixe sempre a sua disposição água limpa e fresca. E leve uma garrafa e um bebedouro para que ele beba enquanto passeia ou brinca no exterior.
  • Por nenhuma razão deixe-o dentro do carro sozinho e com as janelas fechadas. É que a temperatura dentro do veículo se eleva consideravelmente em pouco tempo, ainda que esteja estacionado à sombra.
  • Também não o deixe trancado em quartos pequenos ou em jaulas sem a adequada ventilação.
  • Se seu animal de estimação normalmente tem acesso a um quintal, varanda ou terraço, assegure-se de que estes tenham lugares com sombra e um bebedouro sempre à disposição.

Conheça os cuidados que devem ser tomados para evitar a insolação
nos cães ante as altas temperaturas do verão.

Há cães mais propensos a sofrer uma insolação?

Também deve-se levar em conta que há cães mais suscetíveis a sofrerem de insolação. Estamos nos referindo aos animais de pelos curtos.

Uma pelagem longa protege mais o animal durante as altas temperaturas. Mas se esse não é o caso de seu amigo de quatro patas, aumente os cuidados para tentar impedir que ele venha a sofrer com isso.

Além disso, costumam correr mais risco:

  • Os peludos braquicéfalos (os de focinho chato, como o Pug, o Boxer e o Buldogue)
  • Os animais de estimação com problemas de obesidade
  • Os cães idosos, principalmente os que apresentam problemas respiratórios
  • Filhotes

Sinais de que as altas temperaturas estão fazendo o seu animal de estimação sofrer

Além de tudo isso, como saber se o seu peludinho está sofrendo uma insolação?

Preste atenção aos seguintes sinais:

  • O animal para constantemente em lugares com sombras e não quer continuar o passeio.
  • Em casos mais graves, o animal pode andar com a cabeça baixa, sem prestar atenção a seu meio e sem conseguir caminhar em linha reta.
  • Respiração curta e rápida.
  • Almofadinhas das patas muito úmidas.
  • Hemorragias na pele, nas mucosas, nas gengivas e nas fezes, se o quadro já se apresenta muito complicado.

O que fazer se seu cão apresenta uma insolação

Se você suspeita que seu peludo está sofrendo este transtorno, você deve tentar diminuir de forma gradual sua temperatura com toalhas úmidas, que não o cubram completamente, e com pulverizadores de água.

Cão tomando banho

Autor: Scott Horvath

Além disso, você deve colocar o seu animal de estimação no lugar mais fresco que encontrar e tentar fazê-lo beber água. No entanto, não o obrigue a fazer isso se ele não conseguir beber sozinho.

Os sinais de insolação nos cães devem desaparecer quando a temperatura canina voltar à normalidade (39 °C).

Se a situação não melhorar, leve-o urgente ao veterinário. É que, em casos mais graves, o peludo pode precisar de uma reidratação por via intravenosa.

Tenha em mente que a insolação nos cães pode provocar uma falha multissistêmica, como um colapso nos rins ou hemorragias internas. É importante salientar que, nessas circunstâncias, a vida do animalzinho corre sério perigo se ele não for atendido a tempo e de forma correta.

Recomendados para você