O primeiro dia com seu cachorro na praia

O verão desperta a vontade de aproveitar um lindo dia de sol e mar com nossos animais de estimação. Mas, se for o primeiro dia do seu cachorro na praia, é melhor redobrar os cuidados.

Os momentos de lazer e diversão compartilhados são fundamentais para que os animais cresçam felizes e saudáveis. Mas, se o cão não estiver preparado, um passeio pode se transformar em danos à saúde e ao bem-estar de todos os que estão à volta.

Portanto, cada dono deve tomar os devidos cuidados com antecedência para que os dias com o cão na praia sejam motivo de alegria e não gerem dor de cabeça.

Seguindo as dicas abaixo, será mais fácil preparar seu animal de estimação.

Socialize o cão antes de levá-lo à praia

O primeiro dia de um cachorro na praia envolve uma mudança radical de ambiente e muitas novas experiências para ele. Especialmente se seu animal de estimação não estiver acostumado a conviver com outras pessoas e animais.

cachorro na praia

O ar livre apresenta estímulos completamente diferentes da grande cidade: o vento e a brisa, o calor, a água salgada, a areia, os ruídos… Seu animal de estimação vai querer explorar tudo. E, se ele nunca deixou o ambiente da cidade, pode reagir de forma inesperada.

Por isso que é necessário socializar o seu cão antes de expô-lo a uma mudança radical de ambiente e forçá-lo a compartilhar território. O processo de socialização ensina seu pet a se relacionar pacificamente com outros animais e pessoas. Assim, o risco de comportamento agressivo diminui consideravelmente. Além disso, as regras devem ser respeitadas.

O ideal é socializar o cachorro enquanto ainda é filhote, entre os primeiros 6 ou 7 meses de vida. Também é possível socializar um cão adulto, expondo-o ao contato com outros animais. É importante começar apresentando-o a apenas um cachorro, em um ambiente controlado. Mais tarde, ele pode ir se acostumando gradualmente na convivência com outros cães.

Adaptação gradual

Seu cachorro precisa se acostumar aos novos estímulos. Portanto, apresente a praia aos poucos. Comece levando-o para caminhar na orla em horários de pouco movimento. Rapidamente, o ambiente se tornará familiar e a ansiedade diminuirá.

Nunca force seu cachorro a entrar no mar. Cada cachorro tem um nível de preferência e tempo de adaptação à água. Estimule a curiosidade dele em relação ao mar, encoraje-o a brincar com as ondas, traga o brinquedo favorito dele. Apresente a praia de forma divertida e seu cachorro vai se sentir confortável.

Ensine-o a expressar suas necessidades

É muito desagradável que um cão urine e se alivie na areia ou no mar. E, em alguns lugares, essa infração gera uma multa de valor considerável para o proprietário.

Para controlar isso, é necessário pedir a ajuda de um treinador. E, claro, levar sacos para coletar as fezes do seu animal de estimação.

Vacinas e desparatização em dia

Este conselho é essencial, já que, na praia, o cachorro está exposto a várias doenças.  É importante se divertir com precauções. Areia, mar e outros cães podem ser fontes de contaminação.

Para evitar expor o seu cão, consulte o veterinário e atualize a carteira de vacinação dele. É muito recomendável administrar o tratamento antiparasitário algumas semanas ou um mês antes de levá-lo para a praia.

Cuidados com a pele

A exposição excessiva aos raios ultravioleta emitidos pelo sol é prejudicial aos animais e aos seres humanos. Os cães podem sofrer com queimaduras, irritações e até correm risco de câncer.

cachorro na praia

Já existem protetores solares próprios para cães. É aconselhável consultar o veterinário antes de usar qualquer produto na pele do seu animal de estimação. Alguns peludinhos precisam de cuidados mais específicos.

Cuidado com patas e orelhas

Você tem que ter especial cuidado com as patas quando levar seu cachorro para passear em dias quentes. A areia e o concreto quente potencializam a radiação e emanam o calor. Isso pode causar queimaduras nas patas do seu cão.

As orelhas também merecem atenção diferenciada. A umidade e o calor favorecem a proliferação de fungos e bactérias no canal auditivo dos cães. O resultado é um grande desconforto, dor e um cheiro horrível causado pela otite.

Hidratação reforçada

Na praia, o cachorro perde muito líquido. Ele não transpira através dos poros da pele, como humanos. Os cães trocam calor com o ambiente quanto estão ofegando. Dessa forma, eles renovam o ar e se refrescam.

Nos dias quentes, é importante reforçar a hidratação. Ofereça bastante sombra e água fresca para o seu melhor amigo.

Fonte da imagem principal: gomagoti

Recomendados para você