O que fazer se o meu cão tem medo de estranhos?

maio 21, 2018
Se forçarmos o nosso cãozinho a se relacionar com pessoas estranhas pode fazer com que aconteça algum acidente; Esse medo pode ser consequência de algum trauma do passado e, nesses casos, o mais recomendável é consultar um profissional, como um adestrador.

Um dos maiores problemas comportamentais que o nosso animal de estimação pode enfrentar é o medo de desconhecidos. O medo é uma emoção muito importante, que tem funções biológicas, mas, nesses casos, ele só causa estresse no animal e acaba sendo prejudicial para o bichinho.

A fase de socialização é um período vital no desenvolvimento mental de nossos animais de estimação e, normalmente, se nosso cão temer estranhos, o motivo desse medo pode estar ligado a esse período. A primeira coisa que você deve fazer é tentar entender as causas desse medo que o seu cão sente por desconhecidos. Sem isso, não é possível chegar a um diagnóstico.

Por que o meu cão sente medo de desconhecidos?

Existem várias razões que podem levar o nosso cão a temer os desconhecidos. Normalmente, pode ser devido a uma socialização incorreta, ou mesmo a falta dela. Se, durante os primeiros meses de vida, o filhote não interagir com as pessoas, poderá gerar esse medo.

Os cães que vivem com os seres humanos devem ser animais sociais e ganhar confiança de uma forma natural; entre dois a três meses de vida, é vital que a socialização do filhote seja feita corretamente. Essa socialização deve continuar durante a fase juvenil e nunca deve ser substituída por um ambiente de isolamento. Durante esses poucos meses, o nosso cão deve adquirir muitas experiências.

As experiências traumáticas, como os maus-tratos ou a educação incorreta, também podem ser a razão oculta pela qual o nosso cão tem medo de estranhos. Às vezes, essa fobia ocorre mais com um gênero específico ou com um tipo de aspecto particular, como homens com barba ou com determinada vestimenta, o que pode estar relacionado ao aspecto da pessoa que lhe causou esse trauma.

cachorro com medo de estranhos

O que fazer se o meu cão tem medo de estranhos?

Depois de identificada a causa, é essencial levar o nosso amigo de quatro patas a um profissional: o comportamento do seu cão e a ajuda do veterinário estão muito relacionados. Além de outros profissionais, como os etólogos ou adestradores caninos. Não confie a saúde do seu animal de estimação a o que você lê na Internet, uma vez que são os profissionais que devem te ajudar a tomar as decisões apropriadas.

Assim como acontece com outros problemas de comportamento em cães domésticos e em outras espécies, é muito importante que você nunca puna o seu cachorro nem o force a vivenciar novamente situações de trauma ou fobia. Isso quer dizer que nós não devemos forçar o animal estar no mesmo lugar que estranhos, temos que fazer isso de forma lenta e com paciência, uma vez que, caso contrário, pode causar um acidente.

A partir de então, a maneira que você deve agir depende especificamente das causas do problema. É por isso que o seu veterinário pode te ajudar a diagnosticar o problema comportamental do seu animal de estimação e saberá como resolvê-lo.

Alguns conselhos caso o seu cão tenha medo de estranhos

Alguns conselhos que consideramos muito importantes de serem levados em consideração para evitar que o seu cão tenha problemas de ordem comportamental e que servem para as pessoas são: se nosso cão tiver medo de desconhecido, eles devem ignorar o animal e não forçar o contato. Isto permitirá que o cão se aproxime da pessoa aos poucos e quando se sentir preparado.

filhote de cachorro com medo de fogos de artifício

O ideal é que as pessoas desconhecidas não se aproximem do animal, muito menos que toquem nele. As pessoas estranhas devem ter uma atitude relaxada, e até mesmo podemos adotar o recurso do reforço positivo, premiando o animal quando ele se aproximar de um estranho.

Nós não temos que brigar com o nosso cão quando ele mostrar sinais de medo ou de agressividade com relação a outras pessoas, já que, se fizermos isso, ele provavelmente irá mostrar os dentes para advertir que não é de acordo com o que está acontecendo.

E nós insistimos: os problemas de comportamento em animais de estimação devem ser tratados por profissionais. Entre em contato com o seu veterinário, e se ele não for especializado em problemas de comportamento, provavelmente poderá recomendar ou passar o seu caso a algum etólogo ou a algum adestrador canino.