O que o nome ‘coleiras de treinamento’ esconde?

junho 21, 2019
Você quer saber por que, em muitos países, as coleiras de treinamento são proibidas? Nós mostraremos o outro lado da moeda abaixo.

Em quase todas as lojas de artigos para animais de estimação, você pode encontrar as chamadas coleiras de treinamento. Até mesmo treinadores ou veterinários recomendam seu uso. No entanto, em muitos países elas são proibidas.

O que são as coleiras de treinamento?

As coleiras de treinamento também são chamadas de coleiras de punição. Elas são tipos diferentes de coleiras com as quais um estímulo desagradável é aplicado quando o cão se comporta mal ou não executa as ações que queremos.

Existem diferentes tipos de coleiras: a elétrica emite uma descarga quando um botão é pressionado, enquanto os espetos ficam presos na garganta do cachorro quando recebem um choque, por exemplo.

Há também laços, cordas ou correntes que se estreitam na garganta do cão se ele puxar a guia.

Elas têm formas diferentes e são feitas de materiais diferentes, mas todas têm a mesma missão: causar dor ao cão quando ele faz algo inapropriado.

O que as coleiras de treinamento realmente fazem

As chamadas coleiras de treinamento não treinam o cão: elas só aplicam uma punição. As punições não são necessárias durante qualquer aprendizado e, de fato, podem ser contraproducentes.

Tampouco trabalham para resolver problemas comportamentais, pois só punem e não ensinam.

O que são as coleiras de treinamento?

No entanto, é possível encontrar opiniões de pessoas que as usaram e dizem que realmente funcionam. No curto prazo, podem dar a sensação de que elas fornecem uma solução, mas tudo o que elas conseguem fazer é esconder o problema:

Os problemas comportamentais em cães são sintomas de um outros aspectos: estresse, medo, doenças… Então, um educador bom e preocupado com o bem-estar do seu cão deve querer chegar ao fundo do problema, e não se debruçar sobre o sintoma que o animal manifesta.

Com uma coleira de treinamento, o sintoma é suprimido; o cão aprende a escondê-lo, ou se resigna a não mostrá-lo, para não sofrer o desagradável estímulo que a coleira provoca. Dessa forma, parece ser um remédio que funciona, mas na realidade nada foi resolvido.

O problema que causou o comportamento indesejado ainda está presente, e no momento em que a coleira de treinamento deixar de estar presente, o sintoma também vai retornar.

O cão ainda sente o desconforto ou ainda não aprendeu a se comportar como o esperado dele: não podemos considerar essa coleira como uma solução.

Problemas de saúde causados ​​por coleiras de treinamento

As coleiras de treinamento não resolvem os problemas comportamentais dos cães nem ajudam na sua aprendizagem, e também podem causar problemas de saúde muito sérios.

No pescoço dos cães – e de todos os mamíferos – existem muitas glândulas que secretam hormônios essenciais para uma boa saúde e crescimento. A glândula tireoide está no pescoço, por exemplo.

Há também nervos que se conectam diretamente com a medula espinhal e podem distribuir estímulos por todo o corpo.

Ao ser ferido nesta área do corpo aplicando um estímulo doloroso ou desagradável, mesmo que não seja por longos períodos de tempo, muitos problemas de saúde diferentes podem aparecer: de cãibras e dor em todo o corpo até causar um mau funcionamento das glândulas hormonais.

Além disso, foi demonstrado em diferentes estudos que as coleiras de treinamento, longe de melhorar o comportamento dos cães, causam novos problemas. Elas acentuam o nervosismo e o estresse, o que pode levar à agressividade ou comportamentos destrutivos.

Coleira elétrica de adestramento

Proibida em muitos países

As coleiras de treinamento têm muitas contraindicações e nenhuma recomendação. De fato, em muitos países ao redor do mundo elas são proibidas. Na Espanha, várias Comunidades Autônomas já legislaram contra elas.

Em vários países do norte da Europa, como a Suécia, Noruega e Dinamarca, elas já foram proibidas há anos. Os colares elétricos também foram banidos no Reino Unido e na Austrália, e os defensores dos animais estão lutando para estender essa lei às coleiras de treinamento e aos enforcadores.

Se o seu cão tiver um problema comportamental ou tiver problemas para aprender novos comandos, não recorra a esse tipo de coleira: ela só vai piorar a sua situação.

Entre em contato com um educador positivo que chegue ao fundo do problema e se recuse a usar esses métodos de treinamento com os cães.