Principais cuidados exigidos por um cão idoso

Assim como acontece com as pessoas, os animais também envelhecem. E, com o passar dos anos, precisamos dar mais atenção a eles. Neste artigo, iremos dizer quais são principais cuidados que devemos ter com um cão idoso para que a sua última etapa de vida se dê da melhor forma possível.

Lista de cuidados de um cão idoso

Quando um animal faz 10 anos, já podemos considerar que ele entrou na velhice. Isso acontece inclusive se ele ainda parece ser jovem e enérgico. Pouco a pouco, o seu corpo, os seus hábitos e os seus movimentos mudam. Ele irá andar mais devagar, irá comer menos e irá passar menos horas dormindo.

Durante essa última etapa na sua vida (embora ele possa chegar aos 15 anos), as modificações no seu comportamento andam juntas com as suas mudanças exteriores. Além disso, os cães idosos têm pelo branco, sofrem de artrose e seus sentidos começam a minguar.

A nossa missão como donos é fazer com que os efeitos da idade não sejam tão bruscos nem dolorosos. Preste atenção aos seguintes cuidados exigidos pelos cães idosos:

1. Cuide bem da sua alimentação

A partir de uma certa idade, os animais de estimação mudam as suas necessidades nutricionais. Consulte o seu veterinário sobre a melhor dieta para o seu animal. Com certeza, você terá que mudar a ração para uma com baixo teor de gordura, ou especificamente para cães “sênior”. Ambos têm menos calorias e costumam ser mais leves (indicados para quando os cães começam a perder os dentes).

Se você observar que o seu cão não está bebendo muita água, deve misturar a ração com um pouco de caldo ou de leite (eles são bons, pois o cão não precisará triturar a ração). Outra opção é oferecer ao seu cão comida úmida. Não dê nada que requeira roer com os dentes, pois eles ficarão cada vez mais fracos. Nada de ossos nem de guloseimas.

2. Observe o seu porte físico

Um cão idoso não deve ser obeso. O sobrepeso pode ocasionar muitas doenças e problemas nos seus ossos e nos seus músculos. Você também deve consultar o seu veterinário para saber o que fazer para que o seu cão baixe de peso mais rápido.

3. Não se esqueça do exercício físico

Enquanto o seu corpo e o seu estado de saúde o permitirem, é muito bom para um cão idoso realizar exercício físico leve. As saídas ao parque ou as voltas no quarteirão são benéficas também para a sua socialização (ao entrar em contato com outros cães). É fundamental adaptar a rotina à sua situação, levando-o a passeios mais curtos (que não excedam 30 minutos), pela manhã ou ao entardecer.

4. Leve em consideração as suas limitações

Com o passar dos anos, os animais de estimação vão perdendo o seu sentido de orientação, o seu olfato, a sua visão e até mesmo a sua memória. Por exemplo, pode acontecer que o animal não saiba onde está a sua cama ou o seu comedouro, que não reconheça algumas pessoas, que se “esqueça” que estava comendo ou que não te ouça quando você o chamar. Seja paciente e ajude-o para que a sua vida seja mais agradável.

Ame-o sem medidas

Outro cuidado que devemos ter com o nosso cão idoso está relacionado ao afeto que devemos oferecer a esse ser tão especial que nos fez companhia durante tantos anos. Apesar dos bichinhos de estimação com certa idade já serem mais independentes e, às vezes, um pouco intratáveis, não devemos deixar de mimá-los, inclusive mais até do que quando eram filhotes ou jovens. Não interrompa as suas horas de sono, evite tocar música muito alta, diga aos seus filhos que brinquem no jardim… Mas não o deixe de lado nem se esqueça dele nem por um segundo.

6. Faça mais visitas ao veterinário

É aconselhável levar o cão ao médico ao menos uma vez ao ano. No entanto, durante a fase adulta, as consultas devem ser menos espaçadas, sobretudo se o animal estiver com alguma doença. Os principais problemas que os animais de estimação idosos sofrem (além da perde de seus sentidos) são a artrite, a displasia de quadril, a gengivite, a insuficiência renal, a diabetes e a incontinência urinária. O especialista te dirá quais os melhores tratamentos para o seu caso em particular.