Problemas digestivos em cães: sintomas e causas

Os problemas digestivos em cães se manifestam de várias maneiras, mas a diarreia é quase sempre um dos primeiros sinais clínicos.
Problemas digestivos em cães: sintomas e causas

Última atualização: 16 Março, 2021

Os problemas digestivos em cães são alguns dos motivos mais comuns das consultas no veterinário. Sem ir muito longe, estima-se que quase 30% dos cães que vão ao veterinário o façam por apresentar diarreia no momento dia da avaliação ou até um mês antes da consulta.

A funcionalidade do sistema intestinal em cães pode falhar em 4 frentes muito diferentes, mas amplamente relacionadas: digestão, absorção de nutrientes, movimento dos alimentos através do trato digestivo e eliminação das fezes. Um cão pode apresentar problemas em qualquer uma dessas fases, dependendo do agente causador.

A seguir, vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre os problemas digestivos em cães. Embora seja verdade que a diarreia é o principal sintoma de muitas doenças, nem todas se manifestam da mesma forma. Não perca!

Os problemas digestivos mais comuns em cães

Como já dissemos, nem todas as doenças digestivas em cães se manifestam da mesma forma. Portanto, nas linhas a seguir vamos apresentar as peculiaridades das mais comuns.

1. Colite

O intestino grosso dos animais é essencial para o equilíbrio hídrico e eletrolítico de seus organismos. Além disso, é uma parte fundamental na absorção de nutrientes e na formação das fezes. Por esse motivo, quando o cólon dos cães – a parte final do intestino grossofica inflamado, a reabsorção de água falha e ocorre a diarreia.

A colite pode ser aguda ou crônica, mas geralmente não tem um agente causador específico. Na maioria dos casos, há suspeita de infecções bacterianas, parasitas, trauma físico no trato intestinal ou alergias. Em geral, o tratamento é sintomático, pois, sobretudo, se utiliza a reposição hídrica, mas alguns quadros são crônicos e não têm cura.

Dor de estômago em cães.

2. Prisão de ventre

A prisão de ventre em cães é considerada quando o cão é incapaz de expelir fezes por 5 dias ou mais. Quanto mais tempo as fezes permanecerem no intestino do cão, mais endurecerão e menos água terão em sua composição. Assim, a tarefa de defecar se torna cada vez mais difícil.

Uma prisão de ventre leve pode ser causada por falta de água na dieta, ausência de fibras na ração ou deficiência generalizada de nutrientes na comida do cão. Em todo caso, os sintomas graves surgem de obstruções físicas — quando o animal engole um objeto sólido —, constrições intestinais ou problemas neuromusculares.

Se a prisão de ventre permanecer por longo prazo, a vida do cão pode correr sério perigo.

3. Gastrite

A gastrite é uma inflamação aguda ou crônica do estômago do cão. É um dos problemas digestivos mais comuns em cães, visto que geralmente é causada por comida estragada, infecções bacterianas, parasitas e intoxicações.

Em situações normais, a mucosa do estômago é a primeira barreira de defesa intestinal do animal, portanto, quando falha, geralmente se manifesta com diarreia, inapetência, fraqueza e dores abdominais. Em casos prolongados, o cão pode vomitar regularmente.

4. Câncer no trato gastrointestinal

Infelizmente, os cães também não estão imunes ao câncer. Em todo caso, esse evento clínico é muito raro, já que o câncer de estômago representa menos de 1% das neoplasias malignas em cães. Além disso, essas patologias geralmente aparecem quando o cão é mais velho, entre 6 e 9 anos de idade.

Os cães com câncer no trato gastrointestinal podem apresentar fezes com sangue, dificuldade para defecar, dor abdominal e até mesmo uma massa tumoral palpável ao toque. Dependendo do tipo de tumor, o prognóstico pode variar de excelente a fatal.

Sintomas gerais dos problemas digestivos mais comuns em cães

Fizemos um resumo sobre algumas das patologias mais importantes do trato digestivo em cães. Ainda assim, achamos particularmente interessante destacar uma série de sintomas comuns à maioria delas, para que o tutor seja capaz de detectar qualquer desequilíbrio de forma rápida e eficaz. Dê uma olhada na seguinte lista de sinais clínicos:

  • Dor abdominal e desconforto na região da barriga.
  • Vômito: se o vômito contiver sangue, é preciso ir levar o animal ao veterinário com urgência. O sangue pode vir da gengiva, do sistema respiratório ou do sistema gastrointestinal, mas geralmente é indicativo de um quadro clínico grave.
  • Diarreia: como já dissemos, patologias como a colite, a gastrite e as doenças infecciosas se manifestam com diarreia. Quando a permeabilidade da mucosa intestinal é modificada, a absorção de água não é bem realizada.
  • Prisão de ventre prolongada.
  • Apatia generalizada, perda de peso e falta de apetite.
Um cachorro vomitando.

Uma questão de calma e atenção

Como nos humanos, às vezes o corpo dos cães responde negativamente quando eles consomem uma comida em mal estado. Por esse motivo, vômitos e diarreias agudas podem aparecer dentro dos limites da normalidade. Assim, nem sempre é necessário nos preocupar com a manifestação esporádica desses sintomas.

Em todo caso, se isso ocorrer de forma contínua ou especialmente intensa, é hora de ir ao veterinário rapidamente. Muitos problemas digestivos em cães se resolvem por conta própria em questão de horas, mas outros podem acabar com a vida do animal se não forem tratados com o tratamento adequado.

Pode interessar a você...
Problemas digestivos por dar comida humana aos cães
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Problemas digestivos por dar comida humana aos cães

Fornecer uma alimentação de qualidade para os cães, com comida saudável, ​​é muito importante para a saúde de nosso melhor amigo.