Quais devem ser os cuidados com um periquito?

É o terceiro animal preferido como animal de estimação, depois do cachorro e do gato. É considerado uma excelente companhia e inclusive é possível adestrá-lo. Não traz grandes gastos, mas é importante dar-lhe a atenção necessária para que se sinta bem. A seguir, detalhamos quais devem ser os cuidados com um periquito. Que tipo de gaiola, ambiente e alimentação são mais adequados?

O periquito no lar

O periquito é uma ave cuja vida dura em média 11 anos. É ideal como animal de estimação porque se integra à vida familiar se o espaço lhe for concedido. Inclusive, ele pode aprender a dizer algumas palavras.

Na Austrália, onde tiveram origem, vivem em bando. Por isso, está sempre acostumado a estar acompanhado. Se for com outros de sua espécie, melhor.

Cuidados com um periquito: as chaves

A escolha da gaiola

O periquito é um animal que precisa de espaço e que voa principalmente na horizontal. Por isso, as dimensões ideais da gaiola não devem ter menos que 70cm de comprimento. Isso facilita sua movimentação e a possibilidade de brincar, algo que gosta de fazer.

periquitos sobre um galho

Além disso, deve-se escolher uma gaiola de forma retangular. Os periquitos são aves que, em situações de medo, buscam refúgio nas esquinas. Se você comprar gaiolas circulares, ele perderá essa referência.

É preciso ter em conta que eles são animais que defecam a cada 15-20 minutos. Por isso, é recomendável encontra uma gaiola com fundo duplo. Assim, será mais fácil fazer a limpeza sem incomodar o animal.

O interior da gaiola

Comedor, bebedor e um osso de sépia para que o pássaro afie seu bico e unhas. Esses são os elementos básicos nos cuidados com um periquito. Prime sempre pela segurança e comodidade do animal.

Recomenda-se que os comedores tenham a boca superior aberta e sejam recipientes de plástico, para que a limpeza seja mais fácil.

Além disso, é bom colocar barras transversais para que o animal possa pousar e exercitar suas patas. Aqueles feitos de materiais naturais, como madeira, são a melhor opção.

Brinquedos de vários tamanhos e cores estimulam o animal, assim como as banheiras. Eles gostam de se refrescar e essa é uma maneira para que ele façam sua higiene sozinhos. É importante levar em conta que é preciso trocar a água diariamente.

Espaço ideal

Um ponto importante a ser considerado nos cuidados com um periquito é decidir onde colocar a gaiola.

Recomenda-se buscar lugares onde haja luz suficiente, mas que não estejam diretamente expostos ao sol. Evite espaços onde haja mudanças bruscas de temperatura ou correntes de ar. É o caso de cozinhas ou perto de portas ou janelas abertas.

Além disso, recomenda-se não modificar continuamente o local da gaiola.

Higiene

É preciso limpar a gaiola diariamente. Tirar o fundo com os restos de comida e as fezes. Uma vez por semana, limpar com água ou um sabão muito suave. Assegure-se de utilizar produtos que não sejam tóxicos.

É preciso trocar as barras naturais de vez em quando e cuidar da higiene dos recipientes de comida e bebida.

Alimentação

Deve ser variada. Uma mescla de sementes, frutas e verduras é o ideal. Entre as últimas, o periquito gosta muito de alface fresco, lavado e seco. Ele também come frutas, como a maçã.

periquitos azuis e brancos

É preciso sempre consultar o veterinário caso haja qualquer dúvida a respeito da alimentação. Tenha em conta que alimentos como o abacate e a salsa podem ser danosos para a saúde do animalzinho.

Criar o melhor ambiente

Uma vez decidido o lugar e comprovado que o animal está confortável, prepare o ambiente para a hora de descanso. A gaiola deve ser tapada com um pano, deixando uma entrada de oxigênio.

Também é preciso conseguir, aos poucos, uma interação com o passarinho. Leve em conta que faz bem soltá-lo, desde que seja em um quarto fechado, com as medidas de segurança adequadas e sabendo que ele poderá sujar o local.

Controlar sua saúde

Como todo animal de estimação, o periquito precisa que cuidemos de sua saúde. Por isso, é importante estar atento a possíveis mudanças em seu comportamento ou tamanho.

Reprodução

É recomendável que o periquito conviva com outros de sua espécie. Se for possível, una dois machos ou machos e fêmeas na mesma gaiola. Evite a convivência de duas fêmeas.

Por último, é aconselhável não cortar suas asas nem as garras, se não for através de um profissional.

Recomendados para você