Quais são os cuidados com um canário?

Este tipo de animalzinho é ideal como companheiro do lar. Na verdade, essa é uma das aves mais populares como animal de estimação. Não é de difícil cuidado, desde que sigamos as instruções corretas. Ainda assim, tome nota dos cuidados com um canário. Detalhamos, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre os cuidados com esse pássaro.

Origens

Como seu nome diz, o canário é oriundo das Ilhas Canárias, Açores e Madeira. Tem uma média de vida de 10 anos, ainda que alguns cheguem a duplicar essa idade.

É um animal gregário e doméstico, cuja plumagem oscila entre a cor amarela e verde. Originalmente, seus habitats eram os espaços abertos ou semiabertos. Atualmente persiste apenas uma espécie que ainda vive dessa forma.

Etapas e particularidades da espécie

Para que a experiência no lar seja feliz, o melhor é conhecer a respeito dos cuidados com um canário e suas características.

Um ponto essencial neste sentido é saber que o animalzinho passa por três etapas durante o ano. Estas são a muda de penas, o repouso e a cria. E a cada uma delas tem certas particularidades:

A muda de penas normalmente ocorre no final do verão, e é quando o pássaro muda por completo a sua plumagem. Nesta etapa, o mais provável é que o macho deixe de cantar, o que é normal. Com respeito à alimentação, ela deverá ser reforçada com algumas vitaminas. Entre outras coisas, porque eles precisam de mais energia para enfrentar o crescimento das novas plumas.

Na etapa de repouso já se evidência uma melhor plumagem e canto. Desenvolve-se de setembro a fevereiro.

A reprodução, ou cria, é o momento em que lhes deve proporcionar um ambiente tranquilo e um ninho para isso. Vai de dezembro a março. No caso de procriarem, a fêmea põe entre 3 e 5 ovos. A incubação dura uns 15 dias e ambos os sexos participam nos cuidados com os filhotes.

Qual gaiola escolher

Dentre os cuidados com um canário, a escolha da gaiola é um dos mais importantes, já que isso facilitará ou não seu movimento. As dimensões deverão ser de, pelo menos, 30-50 cm de largura e 35 de altura, se nela houver apenas um pássaro.

Escolher uma gaiola com fundo duplo e de formato retangular é ideal para facilitar a limpeza.

Complementos

Os comedouros e bebedouros devem ser de fácil manipulação e protegidos dos excrementos do animal. O canário é uma ave que toma banhos com frequência. Por isso, é necessário prover a gaiola com uma banheira e trocar a água diariamente.

Canário amarelo

Onde posicionar a gaiola

Deve-se escolher um lugar que, no possível, se mantenha fixo. Longe de fontes de calor direta e de correntes de ar. Se for no interior de seu lar, um espaço luminoso e fora do alcance de outros animais de estimação. Se no exterior, cuide para que ela não fique exposta aos raios de sol e a temperaturas extremas. A temperatura ideal para os canários é de entre 20º e 30ºC.

Uma alimentação equilibrada

O alimento básico de um canário são sementes. Uma mistura de alpiste, milho, aveia e linhaça. No mercado, existem combinações especialmente preparadas para estas aves que contêm a quantidade adequada de cada tipo.

Além das sementes, é recomendável colocar pedaços de frutas e verduras variadas, pelo menos duas ou três vezes por semana. Evite o abacate, que é tóxico para eles.

É importante facilitar o lixar das unhas e do bico. E para isso é que existe o osso de sépia, que, além do mais, é uma fonte de cálcio.

Um ponto a considerar no cuidado com um canário é a higiene. Já que eles permanecem todos os dias no mesmo espaço, é importante que este permaneça limpo, higienizando a gaiola diariamente e trocando a água do bebedouro e da banheira. Também é importante que se retire os restos de comida que vão ficando.

Quando consultar um veterinário sobre os cuidados com um canário

É importante conhecer as características do canário e seus períodos anuais. É importante consultar um veterinário se ocorrerem alguns dos seguintes casos:

  • Parar de cantar ou perder penas fora da época de muda
  • A mobilidade for menor que à habitual
  • Seu olhar for triste
  • Parar de comer
  • Apresentar remelas ou inchaço nos olhos
  • Sua respiração for mais forte do que o normal e a ele respirar com o bico aberto (hiperventilando)

Companheiro próprio para o lar

canário é um animal ideal para se ter no lar. Não demanda grandes despesas no orçamento doméstico e alegra enormemente a casa com o seu canto. Controlando sempre sua saúde e conhecendo suas particularidades, a experiência pode ser muito gratificante.

Recomendados para você