Quais são as raças de cachorro mais sociáveis?

janeiro 30, 2020
Se você tiver gatos e coelhos, é melhor evitar as raças terrier e sabujo, que foram criadas para matar pequenos mamíferos; o treinamento de socialização não consegue garantir a neutralização dos instintos geneticamente programados.

Em geral, as raças de cachorro mais sociáveis são as mais populares. Embora a maioria dos cachorros adorem as pessoas, algumas raças se destacam pela sua sociabilidade.

É um fato que quase todos os cachorros serão amigáveis com os seus donos. No entanto, algumas raças que foram selecionadas para ser cães de guarda podem ser cautelosas e até mesmo agressivas com estranhos.

Então, se você estiver procurando um cão disposto a amar todos, amigos ou estranhos, não deixe de ler esse artigo!

Golden retriever, uma das raças de cachorro mais sociáveis

Uma das raças mais populares do mundo, o golden retriever – foto que encabeça este artigo – tem um temperamento tranquilo. Eles são felizes convivendo com qualquer criatura com quem tenham sido socializados.

Os traços de maior destaque dessa raça são a sua resistência, a sua inteligência e a sua capacidade de treinamento. Assim, é comum vê-los como assistentes de pessoas com deficiência e em terapias com animais. Além disso, eles também têm sucesso em trabalhos de busca e resgate, assim como em esportes de campo.

Os golden retrievers tendem a amar todo mundo. Todo mundo. Ou seja, se um ladrão invadir a sua casa, provavelmente ele vai cumprimentá-lo como se eles se conhecessem desde sempre, e vai mostrar a casa para o ladrão.

Se você sair para caminhar, é provável que ele queira cumprimentar todos os humanos e cachorros. Há situações em que um golden pode ser amigável até demais.

Pointers, os cachorros ingleses por excelência

Tão elegantes na vida real quanto são nas pinturas a óleo dos séculos XVIII e XIX, os pointers foram os companheiros da nobreza durante séculos.

Quais são as raças de cachorro mais sociáveis?

No entanto, o seu porte aristocrático não impede a sua natureza carinhosa e brincalhona. Quando adestrado, ele pode ser o amigo fiel de outros animais e tão carinhoso quanto é com a sua família humana.

Os traços que se destacam nessa raça, além do seu grande senso de olfato, são a paciência e o autocontrole. O seu trabalho original era rastrear presas. Assim, ao avistar um pássaro ou uma lebre, ele ficava quieto e “apontava” com o nariz e a pata dianteira inclinada, enquanto esperava pacientemente que o seu mestre o alcançasse.

Cheio de energia e amante da diversão, ele é ideal para lares ativos nos quais será um membro da família. Eles são animais amorosos e dóceis para ter por perto, mas só se praticarem exercício suficiente. Os pointers estão entre os cachorros mais atléticos, e por isso precisam de um bom passeio diário.

Poodle

Também conhecido como caniche, pelo seu nome francês que significa “cachorro de pato”, o poodle se originou na Alemanha na Idade Média como um cachorro d’água, criado para recuperar aves aquáticas.

O poodle é um dos cachorros mais sociáveis

Assim como todos os cães de caça, o poodle é muito sociável; ele sempre quer agradar e se dá bem com os outros facilmente, seja com humanos, com cães ou com felinos.

A sua energia e a sua personalidade lúdica fazem dele um grande companheiro no campo. Ele é tão fácil de treinar que você pode criá-lo para que seja confiável deixá-lo perto de crianças e outros animais que compartilham o seu lar.

Os poodles estão entre as raças mais inteligentes do mundo. Eles são altamente treináveis e adequados para quase qualquer tarefa que você designe a eles.

Costumam ser descritos como cachorros amorosos, leais e travessos. Apesar da sua aparência elegante, o poodle adora brincar.

Pug, outra das raças de cachorro mais sociáveis

O pug é muito querido, em parte pela sua aparência, mas também pela sua personalidade maravilhosa. Os pugs são extremamente sociáveis, amam a todos e se dão muito bem com outros animais.

Mulher com seu cachorro pug

O pug adora se envolver nas brincadeiras de outros cachorros e ama as pessoas, cria laços muito estreitos com os seus donos e aprecia conhecer gente nova.

Eles são conhecidos como os palhaços do mundo canino, porque têm um grande senso de humo. Os pugs adoram ser o centro das atenções e se sentem angustiados quando são ignorados.

Em resumo

As raças de cachorro mais sociáveis se caracterizam por serem carinhosas com as pessoas que as rodeiam. Além disso, também é relevante o fato de que elas se dão bem com as crianças, com os outros animais de estimação, e que são amigáveis com os estranhos.

Além das raças tratadas aqui, você pode encontrar uma lista mais completa das raças de cachorro mais sociáveis no estudo publicado na revista Applied Animal Behaviour Science. Os autores realizaram um estudo que explorou os perfis comportamentais de 98 raças caninas.

Outros estudos científicos reconhecem diferenças no grau de sociabilidade canina associadas à raça, com os retrievers – labrador, golden e cocker spaniel – se destacando como os mais sociáveis em comparação com raças de cães pastores e cachorros de companhia.

Certamente, é importante lembrar que os cachorros são indivíduos. Portanto, é incorreto assumir que todos os golden retrievers ou pugs vão ser melhores amigos de todos os cães ou pessoas que eles conheçam.

  • Jakovcevic, A., Fosacheca, S., y Barrera, G. (2008). Frustración y diferencias individuales en perros domésticos (canis familiaris): efecto de las razas. En XV Jornadas de Investigación y IV Encuentro de Investigadores en Psicología del MERCOSUR. Facultad de Psicología-Universidad de Buenos Aires.
  • Turcsán, B., Kubinyi, E., & Miklósi, Á. (2011). Trainability and boldness traits differ between dog breed clusters based on conventional breed categories and genetic relatedness. Applied Animal Behaviour Science, 132(1-2), 61-70.
  • Svartberg, K. (2006). Breed-typical behaviour in dogs—historical remnants or recent constructs?. Applied Animal Behaviour Science, 96(3-4), 293-313.
  • Jakovcevic, A., & Bentosela, M. (2009). Diferencias individuales en los perros domésticos (Canis familiaris): revisión de las evaluaciones conductuales. Interdisciplinaria, 26(1), 49-76.