Sintomas de sarna sarcóptica em cães

Você conhece os sintomas da sarna sarcóptica em cães? Sabia que é uma das doenças zoonóticas de contágio mais fácil?
Sintomas de sarna sarcóptica em cães

Última atualização: 12 Janeiro, 2021

A sarna sarcóptica em cães é uma doença bem conhecida, mas diagnosticada incorretamente com frequência. Essa patologia é causada por um ácaro chamado Sarcoptes scabiei, que é transmitido pelo contato direto entre animais. Além disso, é uma doença zoonótica, por isso pode ser facilmente transmitida aos humanos.

O ácaro vive nas camadas superficiais da epiderme do animal. Lá, ele cava túneis pelos quais se moverá, se reproduzirá e colocará seus ovos.

Geralmente, os sintomas clínicos da sarna sarcóptica são decorrentes de danos mecânicos causados ​​pelos ácaros na construção dos túneis, bem como possível hipersensibilidade aos ácaros.

Todos os cães podem ser hospedeiros potenciais para esse ácaro. De acordo com diversos estudos, não há maior incidência em um sexo do que no outro, nem parece haver diferenças de idade, embora seja geralmente mais frequente em filhotes.

A coceira devido à sarna sarcóptica em cães

O principal sintoma da sarna sarcóptica em cães é a coceira ou o prurido, que pode ser de intensidade variável. Essa coceira costuma aumentar durante a noite, pois é o horário de maior atividade do parasita. Além disso, se a temperatura ambiente for alta, o ácaro vai se proliferar ainda mais e a coceira vai aumentar.

Sulcos

Embora nem sempre visíveis, os sulcos na pele são outra característica da sarna sarcóptica em cães. Essas pequenas linhas – de até dois centímetros de comprimento – que aparecem na pele são os caminhos que os ácaros abrem através da derme para se alimentar e se mover. No final desses túneis, surge uma protuberância escurecida chamada eminência acarina, e é aí que o parasita é encontrado.

Pápulas inflamatórias

As pápulas são pequenas lesões de cor avermelhada com bordas bem definidas e de tamanho muito pequeno que aparecem na pele. Essas pequenas inflamações são lesões secundárias à infestação dos ácaros.

Pápulas inflamatórias

Alopecia

Como resultado da coceira intensa do cão, os pelos podem começar a cair excessivamente nas áreas onde o animal se coça. Além disso, devido à parasitização, a pelagem perderá brilho e ficará menos bonita.

Dermatite devido à sarna sarcóptica em cães

A pele de um animal parasitado com sarna se torna um órgão doente. Por esse motivo, uma dermatite generalizada pode aparecer nas áreas onde o parasita vive, principalmente em orelhas, cotovelos, virilha e axilas. Devido a esse sintoma da  sarna sarcóptica em cães, a doença pode ser confundida com outras patologias.

Nesse caso, o tratamento da sarna será adiado e, portanto, o parasitismo continuará a se espalhar. Na verdade, um dos maiores problemas atuais da sarna é o seu difícil diagnóstico.

Crostas

Quando a sarna sarcóptica está muito avançadaa pele fica tão seca e enfraquecida que aparecem crostas muito espessas e extensas. Essa talvez seja a aparência que esperamos ver em um cão com sarna, embora demore meses para chegar a esse estado.

Nesse ponto da parasitização, o cão para de comer e fica muito enfraquecido. Mesmo que o cão tenha atingido esse estado, se a sarna for diagnosticada, ela pode ser curada em poucas semanas com tratamento e nutrição adequados.

Pode interessar a você...
Como saber se o seu cão tem sarna
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Como saber se o seu cão tem sarna

A sarna causa uma coceira tão intensa que pode até causar feridas. Mas como saber se o seu cão tem sarna? Não deixe de ler esse artigo.



  • Arlian, L. G., Morgan, M. S., Rapp, C. M., & Vyszenski-Moher, D. L. (1995). Some effects of sarcoptic mange on dogs. The Journal of parasitology, 698-702.
  • Brazís, P., Fondati, S., & Ferrer, L. Diagnóstico serológico de la sarna sarcóptica en el perro.
  • Duggan, S. B. (2019). Sarcoptic Mange. Small Animal Dermatology for Technicians and Nurses, 131.