Suplementos básicos para cavalos

· julho 13, 2018

Uma nutrição adequada deve fornecer todos os nutrientes que um animal precisa. No entanto, dependendo da situação e da atividade realizada pelos equinos, talvez seja necessário reforçá-la. A seguir, falaremos sobre alguns suplementos básicos para cavalos.

Como alimentar um cavalo

Isso dependerá de ele ser utilizado para diferentes tarefas e, ainda mais, se participar de concursos ou fizer trabalhos duros. Nestes casos, você deverá revisar a dieta dele, para determinar se ele precisa incorporar outros nutrientes, que não são fornecidos em sua dieta diária.

Porções diárias recomendadas

Antes de mais nada, para garantir que o animal receba uma quantidade adequada de alimentos, deve ser levada em consideração a ingestão das proporções adequadas de alimentos:

  • Trabalho suave: forragem 70% e ração 30%.
  • Atividade moderada: 60% de forragem e 40% de ração.
  • Forte atividade ou competição: 50% de forragem e 50% de ração.
Suplementos básicos para cavalos

No último caso, devido à alta demanda, é essencial incorporar alguns suplementos básicos para cavalos, como um reforço.

O que são suplementos?

Durante o estágio da prática esportiva ou do trabalho duro, o cavalo precisará completar sua alimentação. Os suplementos são complexos vitamínicos que aumentam o nível nutricional dos alimentos.

Esta é uma maneira de tentar chegar ao grau certo de vitaminas de acordo com a necessidade do animal.

Formatos

No mercado, os suplementos básicos para cavalos são vendidos como injeções, pellets, líquidos ou pós. Do mais simples, como as vitaminas E ou C, aos suplementos que misturam vários nutrientes.

Além disso, existem suplementos feitos com produtos naturais. Um exemplo são as misturas baseadas em ortiga, linho e calêndula.

Suplementos básicos para cavalos: por que começar?

Vitamina A, D e K:

A vitamina A é ingerida muitas vezes na própria alimentação. Isto ocorre sempre que a forragem é de boa qualidade e fornecida em porções adequadas.

Uma forragem de qualidade é evidenciada pelo seu verde colorido e por um cheiro fresco e natural.

Vitaminas C e B

Estas devem ser repostas diariamente e, geralmente, são dissolvidas na água.

Outras vitaminas

Também são importantes, dependendo do gasto energético e da necessidade do cavalo:

  • Linhaça fervida: fornece proteína. Deve ser fornecida em pequenas quantidades juntamente com a comida.
  • Óleo de linhaça: melhora a digestão e a pelagem do animal.
  • Óleo de fígado de bacalhau: fornece a vitamina D. Recomendado no inverno para os animais que vivem em boxes.
  • Suplementos naturais: cenouras e maçãs, que são fontes de vitaminas e minerais e que, geralmente, eles gostam.

Efeitos a curto prazo

Se a dieta é boa, mas o animal precisa de uma contribuição extra para render ao máximo, o ideal é um suplemento de alto desempenho.

Estes podem ser encontrados em forma líquida com base em:

  • Creatina
  • Vitamina B1, B2, B6
  • Ácido fólico
  • Biotina
  • L-carnitina

O que são nutracêuticos?

As vitaminas que vimos antes são as vitaminas básicas em uma dieta. Agora, os nutracêuticos são suplementos que misturam ervas com ingredientes farmacêuticos, que não são drogas.

Eles têm a peculiaridade de aumentar as defesas e a capacidade do organismo para absorvê-los e curar. Por produzir um efeito gradual, seus benefícios são sentidos a longo prazo.

Cuidado com os excessos

No caso das vitaminas e dos suplementos básicos para cavalos, é importante atender as quantidades corretas.

Ao fornecer vários suplementos ou as misturas deles, você deverá controlar o volume total da ração, já que o consumo excessivo é tóxico para o animal.

Excesso de vitamina A: gera problemas nos rins. Os sintomas associados a isso são:

  • Cegueira noturna
  • Infecções
  • O excesso de lágrimas
  • Redução da fertilidade
Suplementos básicos para cavalos

Excesso de vitamina D, é evidenciado em:

  • Falta de apetite e perda de peso.
  • Ingestão excessiva de água e urinar frequentemente
  • Rins calcificados

Procedimento de como fornecer suplementos

  • Tenha em mente que nem todas as vitaminas são iguais.  Além disso, deve-se prestar atenção à capacidade de absorção do organismo.
  • Também é necessário considerar quais as misturas potencializam (vitamina E com selênio) ou degradam (vitaminas E e C com ferro e cobre) os efeitos do suplemento.
  • É necessário atender aos nutrientes que o cavalo recebe: feno, alfafa, cereais ou alimentos para animais.
  • Devemos rever o estado físico e o nível de trabalho, para definir o suplemento adequado.
  • Não exceda os níveis permitidos de nutrientes, se vários suplementos forem misturados.

Finalmente, você sempre deverá estar bem informado e desconfiar das promessas milagrosas de resultados imediatos. Além disso, devemos consultar um veterinário confiável para ajustar as quantidades de rações, dependendo da situação do animal.

Fonte da imagem principal: Counting Estrelas