Tratamentos e sintomas de catarata nos cães

A detecção precoce desta condição pode impedir que o cão fique cego.

Ao longo dos anos, nossos animais de estimação sofrem de diferentes doenças que prejudicam seu estilo de vida. No caso da catarata, ela os impede de enxergar corretamente e pode levar à cegueira.

O que é catarata nos cães?

Quando o nosso animal passa o limiar de oito ou nove anos, é considerado na terceira idade, assim como acontece com as pessoas. E as doenças que ele sofre a partir daquele momento são semelhantes às dos humanos idosos.

A catarata nos cães não é uma exceção. É uma opacidade do cristalino do olho, que tem a função de focalizar os raios de luz na retina. Quando esse tipo de ‘tecido’ esbranquiçado ou azulado aparece, a visão do animal diminui.

Nem todos os cães idosos sofrem deste problema, pois ele é desencadeado como um defeito de herança genética. Em alguns casos, aparece em animais jovens.

É necessário diferenciar a catarata de outro problema específico de cães idosos: a esclerose cristalina. Esta condição causa o endurecimento do olho e produz um tom acinzentado. O veterinário é encarregado de detectar qual é o caso.

Cão com catarata

Normalmente, a formação de catarata nos cães é lenta. Isto é, não aparece de um dia para o outro. A exceção é se o animal teve um problema específico, como trauma, inflamação não tratada ou diabetes.

Algumas raças estão mais propensas à catarata: cocker spaniel, pequinês, schnauzer, Golden Retriever, Husky siberiano, fox terrier, labrador e pastor inglês. No entanto, isso não significa que outras estejam isentas de tê-la.

E mesmo que seja uma doença hereditária, a detecção precoce poderá impedir que o animal fique cego. Em relação à prevenção ou o retardo do surgimento da catarata, é aconselhável prestar atenção à higiene ocular, ter uma dieta saudável e fazer check-ups anuais com o veterinário.

Quais são os sintomas da catarata em cães?

Os sinais de catarata em cães são muito característicos e visíveis. A princípio, o animal pode apresentar lacrimejamento excessivo e secreção ocular, que em muitos casos é confundida com uma infecção ou falta de higiene.

Mas então, com o passar do tempo, o cristalino se torna opaco e é coberto por um círculo branco ou azul. Soma-se a isso a intolerância à luz: o cão sempre irá preferir as áreas sombreadas da casa e, quando sai para a rua durante o dia, inclinará a cabeça ou parecerá estar cego.

Olhos dos cães

É muito importante detectar a catarata a tempo, pois ela causa uma diminuição na visão do animal. Embora seja verdade que o principal sentido dos cães é o olfato, a verdade é que eles também precisam de seus olhos para a vida cotidiana.

A catarata nos cães pode ser tratada?

A única maneira de eliminar catarata nos cães é através de uma cirurgia que remove o cristalinoEsta intervenção cirúrgica inclui a substituição por uma lente intraocular que impede que a patologia se desenvolva novamente.

O percentual de eficácia desta cirurgia, com ultrassonografia, é em torno de 95%. Você deve ter em mente que, embora a operação devolva ao animal um certo grau de visão, ele não será mais capaz de ter 100% de sua visão, como quando era um filhote ou jovem (ou mesmo antes de sofrer de catarata).

Também é importante saber que nem todos os cães podem ser operados. Em primeiro lugar, é necessário um estudo médico geral que suporte a intervenção, uma vez que a anestesia geral é usada.

O cuidado pós-operatório é fundamental. Ele deverá usar um colar elisabetano por pelo menos duas semanas, durante as quais não poderá fazer esforços ou se exercitar, não poderá tomar banho e isso exigirá de você fazer uma limpeza da área onde ele fica várias vezes ao dia. Após a primeira semana, o cão recuperará a visão e a sensibilidade à luz, especialmente solar, será reduzida.

Recomendados para você