Três doenças que afetam tanto os gatos quanto os cães

· maio 6, 2017

Existem doenças que são inerentes a algumas espécies. No entanto, existem outras que podem ser “compartilhadas” entre animais de diversas raças. Neste artigo, iremos dizer quais são as doenças que podem afetar tanto os cães como os gatos.

Os cachorros e os gatos podem ficar doentes da mesma coisa?

Essa é uma pergunta muito comum feita por aquelas pessoas que têm mais de um animal de estimação em casa. Ela também é importante para quem está pensando em levar para a sua casa um novo integrante. Existem doenças que são compartilhadas entre gatos e cães? Um gatinho pode infectar um cãozinho e vice-versa?

Ambas as perguntas têm uma resposta afirmativa. Isso acorre porque essas duas raças possuem ancestrais em comum. Os cães e os gatos pertencem ao filo Chordata (por terem um tubo nervoso dorsal), à classe Mammalia (devido às suas glândulas mamárias) e à ordem Carnivora (ou seja, os seus corpos foram adaptados à ingestão de carne).

A evolução os “separou” em duas espécies diferentes, com suas características próprias. No entanto, eles mantêm aspectos em comum. Por esse motivo, existem doenças que são típicas de uma espécie e não de outra, mas há também patologias que são compartilhadas. Tudo depende do tipo de vírus, bactéria ou fungo que esteja se desenvolvendo no interior do animal. 

Quais são as doenças compartilhadas pelos cães e gatos?

Quando você chega em casa com um novo integrante na família, é fundamental conhecer o seu histórico clínico. É importante, sobretudo, se já tivermos outros animais de estimação. Caso você não tenha essas informações, recomendamos afastar o recém-chegado do seu outro bichinho até a aplicação de vacinas ou tratamentos correspondentes. As doenças que podem ser compartilhadas por cães e gatos são:

1. Parasitas internos

Eles aparecem, na maior parte das vezes, durante os primeiros dias de vida. Esses parasitas se reproduzem sobretudo em animais abandonados ou que moram nas ruas, e que não recebem atenção veterinária. Os sintomas principais dessa doença são barriga inchada e apetite constante (que não diminui após uma refeição). Quando vacinamos os nossos animais de estimação, começam a expelir os parasitas através das fezes. 

O problema com os cães, por exemplo, é que eles comem os excrementos dos gatos e, dessa forma, podem contrair a doença. As principais doenças relacionadas aos parasitas em cães ou em gatos são: estrongiloidíase, dirofilariose, tênias, tricuríase, ancilostomíase e ascaridíase.

2. Doenças de pele

O pelo desses mamíferos é bastante similar. Embora os gatos sejam mais “higiênicos” que os cães, eles também podem contrair entre si certas doenças da derme, provocadas por fungos e ácaros.

As doenças mais comuns compartilhadas entre os cachorros e gatos são a sarna sarcóptica (ela ataca principalmente o cão e é produzida pelo Sarcoptes Scabiei), a sarna otodécica (ela é causada pelos parasitas canis nos cães e cati nos gatos, mas podem se transmitir de um animal para o outro).

Outra doença desse tipo é a queiletielose (ou “caspa andante” provocada pela Cheyletiella spp). Além disso, ele pode contrair Malassezia Pachydermatis (que se encontra nas superfícies mucosas dos cães e passa para os gatos com baixo sistema imunológico) e pulgas (as que atacam os gatos e os cães são de espécies diferentes, porém, podem afetar ambos os animais da mesma forma).

3. Raiva

A principal doença que afeta cães e gatos, sendo que uma espécie pode infectar a outra. Essa doença viral, infecciosa e aguda pode afetar todos os mamíferos (sejam eles domésticos ou silvestres). Além disso, ataca o sistema nervoso central. Se não for tratada a tempo, pode levar à morte do animal. 

É importante observar as secreções e a saliva do seu animal de estimação, além disso, você deve ter cuidado com as mordidas, já que essa é a principal forma de contágio. Costuma ser menos frequente que um gato contraia raiva, a menos que seja mordido por um cachorro doente ou selvagem, e tenha o sistema imunológico baixo.

É muito importante cumprir a agenda de vacinação dos nossos animais de estimação se quisermos evitar que fiquem doentes ou que infectem outros animais.