Tudo sobre a criação do pastor alemão

junho 25, 2018
Nobre e obediente, essa raça precisa de uma série de condições para se desenvolver corretamente. A sua alimentação e educação são importantíssimas, mas conviver com uma família irá ajudar o pastor alemão a não se tornar um animal agressivo.

O pastor alemão é uma das raças de cachorro mais valorizadas, não só como cão de trabalho, mas também como animal de estimação. A sua personalidade dócil e o seu sentido de obediência, entre outras qualidades, fizeram com que muitas pessoas se apaixonassem pela raça. Se você está planejando criá-los, a seguir traremos alguns conselhos.

Normas e princípios que devem ser levados em consideração sobre a criação do pastor alemão

  • Não procure filhotes para criação. Muitas pessoas que não sabem como proceder escolhem a opção de pedir dois filhotes de pastor alemão com a finalidade de acasalá-los mais tarde. O problema que surge é que não notamos certos defeitos físicos que mais tarde podem ser transferidos aos seus descendentes. O melhor é ter dois cães adultos com pedigree puro e que tenhamos certeza que são “perfeitos”.
  • O pedigree. De fato, esse é um dos fatores mais importantes que devemos levar em consideração, já que ele irá determinar se o cão terá a personalidade habitual: corajosa, perseverante, valente, inteligente e leal.
  • Embora a ambição do homem tenha levado à criação em massa, ela não é uma boa ideia, especialmente no caso do pastor alemão. Devido à sua personalidade e às suas qualidades, ele precisa ser criado em um ambiente tranquilo e livre, pois, caso contrário, ele pode se tornar perigoso e se tornar arisco, ou até mesmo agressivo.
  • É uma boa ideia ouvir os conselhos de um especialista. Quando uma pessoa decide começar a criar animais, pode cometer erros muito comuns, especialmente se não seguir as dicas de especialistas. Uma das maneiras que poderão te ajudar a ter êxito é seguindo os conselhos que estamos oferecendo, mas também é preciso escutar a opinião de um veterinário ou de outros criadores.
  • A pureza do sangue te permitirá criar cães puros. Ou seja, mesmo tendo cães com pedigree, pode ser que a terceira ou a quarta geração não tenha sido de 100% pastores alemães, ou que tenha tido algum defeito que poderá ser transmitido a futuras gerações.
filhotes de pastor alemão

Além disso…

  • A alimentação é muito importante para que os filhotes se desenvolvam com qualidades excelentes. A genética contribui um pouco, mas os cuidados posteriores possuem um papel fundamental na criação do pastor alemão.
  • Um ambiente antinatural poderá fazer mal aos animais. Os animais precisam correr e se sentir livres para desenvolver a sua inteligência, o seu valor e outras aptidões. Se eles ficarem enjaulados, podem ficar doentes ou se tornar fracos e inseguros.
  • Lembre-se de que a qualidade dos cães não será medida só pela sua aparência física, embora ela também seja muito importante, já que será a primeira coisa que irá chamar a atenção de uma pessoa que poderá adotar o animal. No entanto, o que irá determinar o seu valor serão as suas aptidões e as suas qualidades, que serão reforçados pela reputação das gerações anteriores a eles.

Como criar um pastor alemão

Esses cães são conhecidos por sua nobreza e obediência, mas isso não quer dizer que não seja preciso levar em consideração algumas regras na hora de educá-los. Devido ao seu tamanho, ele precisa seguir algumas regras desde pequeno. 

Socializá-lo

É vital que os pastores alemães se sintam integrados em um grupo, ou seja, em uma família. Eles precisam sentir o afeto de outras pessoas e de outros animais. Se isso não acontecer, ele poderá adquirir uma personalidade agressiva.

pastor alemão correndo com crianças

Se o seu pastor alemão for passar muito tempo sozinho, precisará de brinquedos ou outros objetos para se divertir, já que o tédio pode levá-lo a apresentar condutas destrutivas. Um outro animal de estimação para fazer companhia para o seu pet é ideal para evitar essa situação. 

Reforço Positivo

Apesar da nobreza, o pastor alemão sabe que é um cão poderoso e que pode se sentir assim se ninguém “tirar o seu cavalinho da chuva”. É por esse motivo que é importante ensiná-lo quem manda desde o primeiro momento e evitar atitudes dominantes conosco e com outros cães.

Cuidado com a alimentação

Embora o pastor alemão seja um cão fisicamente forte e que goza de boa saúde, o seu estômago é sensível e delicado, motivo pelo qual devemos cuidar da sua alimentação a todo momento. Uma ração de qualidade e um controle de calorias consumidas é vital para um bom desenvolvimento do animal de estimação.

O pastor alemão é um dos melhores animais que você poderá escolher para ter como amigo, e como você já deve ter visto, só é preciso seguir alguns conselhos simples para criá-lo da melhor forma possível.