Você está esperando um bebê? Adestre seu cão para que possa recebê-lo

Existem pessoas que, quando ouvem as palavras “bebê” e “animal de estimação” na mesma frase, pensam que são seres incompatíveis entre si. Isso é verdade? De modo algum! Muitas famílias tiveram bebês quando já havia um pet em casa ou, inclusive, adotaram um animal de estimação depois da chegada do bebê.

Na verdade, ficou provado que os cães intensificam o instinto protetor deles quando se trata de um bebê. Eles se tornam seus fiéis protetores, arriscando suas próprias vidas para defendê-los. São muitas as fotos que vimos na Internet, nos noticiários de televisão ou em qualquer outro meio de comunicação que provam isso.

Por isso, se você espera um bebê e já tem um animal de estimação, mas surgem dúvidas na sua mente, anote o que explicaremos neste artigo. Vamos falar sobre como você pode preparar o seu cão para a chegada do novo membro da família.

Como preparar o nosso animal de estimação para a chegada do bebê

O principal é que você não espere até o último segundo. Nem todos os animais de estimação são iguais. Ainda que você tenha certeza de que seu cão amará o seu bebê, às vezes, alguns precisam de mais tempo que outros para se adaptar à nova situação.

O melhor é começar durante a gravidez. Lembre-se de que os animais têm a sensibilidade muito aflorada e são capazes de perceber que algo especial está acontecendo. De fato, demonstrou-se que muitos cachorros, por exemplo, conseguem saber se uma mulher está grávida antes mesmo dela perceber.

Um novo lugar para ele relaxar

Faça a sua parte e comece a proporcionar um lugar de descanso novo para o seu animal de estimação. Por quê? Porque é possível que ele esteja acostumado a uma vida tranquila em família, onde o único bebê da casa é ele.

De repente, ele pode se ver em meio a um ambiente de atividades intensas e choro que não esperava e isso poderá despertar ciúmes ou ele poderá se sentir extremamente estressado. Por isso, embora seu cão ou animal de estimação já tenha o lugar de descanso dele, faça a alternância desse lugar, criando um novo em um local mais tranquilo.

Coloque uma cama, água e comida nesse local. Nos primeiros dias, ele pode não ter interesse em usá-lo, mas você pode fazer isso espalhando guloseimas ou porções da comida favorita dele ao redor. Assim, quando o bebê chegar, o seu cão ou animal de estimação saberá que esse é um lugar onde ele pode relaxar e se desconectar de toda a vida intensa no exterior.

Ensine-o a ter paciência

Embora demore muitos meses até que o seu bebê comece a brincar com o seu cachorro, você deve ir acostumando o seu animal a ter paciência. Caso contrário, eles tratarão as crianças de maneira mais rude, brincalhona e menos carinhosa. Acostume-o, tocando nas áreas que mais o incomodam, normalmente, as patas, o rabo, a cabeça, as orelhas e o focinho.

É possível que, no começo, ele não queira aceitar o bebê, mas, pouco a pouco, irá se acostumando. Se você acha que vai ser difícil fazer isso sozinho, peça a alguém que lhe dê algo de comer ou fale com ele enquanto faz isso.

Contrate um adestrador

Se você pensa que essa poderá ser uma tarefa difícil ou que talvez não tenha tempo para cumpri-la, você sempre pode optar pelos serviços de um profissional. Um adestrador saberá como ensinar o seu cão a conviver com bebês e a ter paciência com eles.

Ele ensinará você a dar as ordens necessárias que ajudarão a manter a higiene do lar. Existem programas especializados nesse tema. E mais, eles não costumam ser muitíssimos caros, por isso, você poderá considerar essa ideia.

Lembre-se de que é importante que seu cão saiba obedecer a ordens básicas antes que chegue o bebê. Além disso, você terá que habituá-lo aos novos cheiros aos quais ele não está acostumado e que terá que sentir com a chegada da criança. No entanto, com certeza você tomará as melhores decisões para todos e, com paciência e carinho, conseguirá fazer com que a convivência em família seja maravilhosa.