6 dicas para a chegada dos filhotes

· novembro 18, 2018
Algumas das chaves para a chegada dos filhotes estão relacionadas à sua curiosidade, socialização e alimentação, bem como a sua aprendizagem para fazer as necessidades no lugar certo.

Adotar um animal de estimação é algo realmente maravilhoso. Na maioria dos casos, nós os levamos para casa quando são pequenos e os primeiros dias podem ser um pouco caóticos. Neste artigo vamos dar algumas dicas para a chegada dos filhotes.

A chegada dos filhotes, o que fazer e o que não fazer

Os filhotes são realmente adoráveis, tenros e fazem surgir o melhor de nós, mas também podem ser um pouco complicados durante os primeiros estágios de suas vidas.

Devemos ensinar-lhes muitas coisas e, além disso, eles precisam se adaptar ao novo lar.

A chegada dos filhotes é uma época de grande alegria, um antes e um depois em nossas vidas.

Apesar de ser verdade que às vezes isso pode se tornar um “pesadelo” se não soubermos o que fazer com eles.

Preste atenção a estas dicas:

  1. Deixe-o cheirar tudo

A primeira coisa que o cão fará quando ele chegar em sua nova casa será inspecionar…

Ele vai cheirar cada canto e vai entrar em lugares onde às vezes não será capaz de sair sozinho.

Você deve permitir que ele cheire e conheça os espaços da casa, mesmo aqueles ambientes que eles estão impedidos de entrar, como o nosso quarto.

  1. Permitir a socialização

É verdade que os filhotes podem ser um pouco vulneráveis ​​a doenças até os quatro meses de idade e, portanto, os veterinários não recomendam que eles saiam.

Naturalmente, uma vez passada esta fase é essencial ter contato com outros animais de estimação.

No caso de haver animais de estimação em casa antes da chegada dos filhotes, devemos permitir que eles se conheçam desde o primeiro momento.

filhotes de cachorro

Isso significa colocá-los frente a frente, perto o bastante para evitar possíveis brigas.

Pode haver várias tentativas antes de se tornarem amigos. Tudo depende da personalidade de cada animal, mas não deixe de tentar fazê-los se dar bem desde o início.

  1. Oferecer um espaço pessoal

Isso significa que, quando você leva um cachorro ou um gato para casa, que ele precisa ter sua própria cama ou algo que possa ser considerado como ‘próprio’. Determine em qual setor ele vai dormir, onde irá comer, etc.

Também recomendamos que você o receba com um brinquedo, para que perceba que está em um lugar agradável e divertido.

  1. Tenha cuidado com a separação traumática

Na maioria dos casos, os filhotes passaram toda a sua curta vida na companhia da mãe e de alguns irmãos.

É provável que até poucas horas atrás eles dormissem recebendo o calor de sua família canina.

No entanto, agora que eles foram adotados por seres humanos, terão que oferecer condições semelhantes para seu descanso e bem-estar.

Isso não significa que você tenha a obrigação de levá-lo para dormir na cama com você, nem que ele fique ao seu lado durante todo o dia.

Mas ofereça um colchão confortável, um cobertor e alguma companhia até ele se acostumar com sua nova casa.

Algumas pessoas optam por adotar um animal de estimação quando estão de férias do trabalho ou da faculdade, para que possam passar mais tempo com ele.

Pouco a pouco saem de casa para que o animal não sinta tanto a falta delas.

  1. Alimente-o de acordo com suas necessidades

veterinário irá dizer-lhe quantas vezes por dia e a quantidade de alimento que o filhote deve receber.

Eles costumam comer quatro vezes ao dia e, claro, nunca deixe faltar água fresca.

filhote de labrador

  1. Ensine-o a fazer suas necessidades

Indiscutivelmente esta é a tarefa mais complicada da chegada dos filhotes.

É provável que até o momento ele costumasse urinar e defecar em qualquer lugar ou muito perto de onde sua mãe estava.

Se no início você não puder ainda levá-lo para passear, terá que determinar um lugar ‘permitido’ onde ele possa fazer suas necessidades e ensiná-lo a usar.

Pode ser o banheiro, a lavanderia, a varanda ou o quintal.

Uma boa técnica para que ele aprenda a usar seu ‘banheiro’ é a seguinte: recolha o excremento com um saco plástico e leve-o até o local escolhido.

Então ele saberá que este é o lugar certo. Para a urina, você pode colocar jornal para absorver.

Não se esqueça de limpar a área proibida para remover o cheiro e evitar que ele volte lá na próxima vez que quiser ir ao banheiro.

Tenha em mente que nos primeiros dias eles não cumprirão todas as regras.

Você deve ter muita paciência e ensiná-lo com firmeza e, ao mesmo tempo, com amor.

Lembre-se de que ele não faz nada de propósito e que está aprendendo a viver. Depois que se acostumar, tudo ficará mais fácil.