6 dicas para alimentar um filhote de cachorro

· junho 8, 2019
Alimentar um filhote de cachorro é uma tarefa que exige comprometimento. É necessário ter em mente que as suas necessidades nutricionais e porções são diferentes das de um animal de estimação adulto, e é fundamental manter uma rotina desde cedo!

Se você vai adotar o seu novo melhor amigo mas não sabe muito bem como cuidar dele, recomendamos que você leia este artigo, onde vamos dar algumas dicas para alimentar um filhote de cachorro.

Conselhos para alimentar um filhote de cachorro

A alimentação do animal de estimação é fundamental em qualquer idade, mas quando ele é pequeno, ela cumpre uma função muito importante: ajudá-lo a crescer saudável e forte. Portanto, como donos, não podemos negligenciar a nossa responsabilidade de alimentá-lo de uma forma perfeita.

Se um cachorro não se alimentar bem desde cedo, isso influenciará diretamente o seu desenvolvimento, a sua saúde e a sua expectativa de vida. Por isso, preste atenção nessas dicas para alimentar um filhote de cachorro:

1. Compre uma ração especial

Nas clínicas veterinárias e petshops são vendidas rações para todas as idades. No caso específico dos filhotes de cachorro, trata-se de uma ração menor, mais fácil de digerir, com muitas proteínas e vitaminas e até mesmo com um sabor mais atraente: é assim que eles se acostumam.

2. Consulte um veterinário

Embora nos pacotes de ração de cachorro seja indicada a porção diária de acordo com a idade ou raça, porque não é a mesma coisa alimentar um chihuahua e um mastim napolitano, pergunte ao veterinário sobre a quantidade específica para o seu animal de estimação.

Também é necessário levar em conta o tamanho do filhote de cachorro e as suas necessidades especiais. Por exemplo, o bulldog inglês, o rottweiller e o pastor alemão têm necessidades nutricionais específicas.

Filhote comendo ração

3. Não economize na qualidade

Outra das dicas para alimentar um filhote de cachorro está relacionada com a qualidade da alimentação que você oferece. A ração mais cara nem sempre é a melhor, embora seja provável que a mais acessível não ofereça tanta qualidade. Portanto, você deve prestar atenção aos seus componentes.

Isso significa que você deve escolher uma ração com menos ingredientes químicos em sua composição e que ofereça todos os nutrientes essenciais.

4. Estabeleça uma rotina

Você deve prestar atenção não só ao tipo de ração, mas também aos horários em que ela é oferecida ao seu animal de estimação. É isso mesmo, porque o cachorro precisa de uma certa rotina desde filhote e você será o responsável por fazer com que ela seja cumprida.

Os cães precisam de regras claras e básicas, que se adaptem à vida do seu dono. No que diz respeito à alimentação, faça todo o possível para oferecer a ração todos os dias na mesma hora. Desta forma, ele saberá em que momento receberá a sua refeição.

Por exemplo, você pode alimentá-lo de manhã quando se levanta e depois à tarde, quando volta do trabalho ou antes de jantar. Além disso, sempre dê a comida no mesmo recipiente e no mesmo lugar da casa. Isso ajudará a criar uma rotina!

Não economize na qualidade da ração

5. Não dê a sua comida a ele

Certamente esta é uma das dicas para alimentar um filhote de cachorro que muitos donos pulam, sem entender que isso causa um dano muito sério para o animal, mesmo se dermos algo que pareça inofensivo.

Não se deixe seduzir pela sua carinha de tristeza, nem pelo seu ‘choro’, nem mesmo se ele colocar a pata na sua perna. O animal tem que entender que este alimento não é para ele e que deve esperar até a sua próxima refeição. Lembre-se de que você é o líder dominante da matilha!

6. Não esqueça a água

Tão ou mais importante do que o alimento é a água; ela é fundamental durante o ano todo. Portanto, ela nunca deve faltar. Troque o conteúdo do bebedouro todos os dias para que ele sempre tenha água fresca e preste atenção caso ela acabe. Não deixe o recipiente ao sol e aumente a quantidade no verão.

Finalmente, recomendamos que a ração seja armazenada em recipientes de plástico dentro de casa e que, de vez em quando, você mime o seu filhote de cachorro com ração úmida… Mas somente se ele tiver se comportado bem!

  • Wedekind, K. J., Yu, S., & Combs, G. F. (2004). The selenium requirement of the puppy. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition. https://doi.org/10.1111/j.1439-0396.2004.00489.x